Mauritânia organiza festival de cidades antigas para relançar turismo no país

12-11-2019 (15h34)

Foto: Daniel Born / Unsplash
Foto: Daniel Born / Unsplash

A Mauritânia está a organizar, até dia 16, um festival de cidades antigas no meio do deserto, uma iniciativa que pretende relançar o turismo num país que sofreu com ataques e sequestros por grupos 'jihadistas'.

O Presidente mauritano, Mohamed Ould Cheikh El Khazouani, inaugurou no Domingo, em Chinguetti (centro), a 9ª edição de um evento que se realiza anualmente numa de quatro cidades: Chinguetti, Ouadane (norte), Oualata (sudeste), Tichitt (centro-sul).

Durante o evento, estão previstas actuações de grupos artísticos da Mauritânia, França, Espanha, Senegal, Mali e do norte de África, assim como conferências, exposições e corridas de camelos e cavalos.

Estas cidades antigas, construídas nos séculos XI e XII, inseriam-se nas rotas das caravanas que atravessavam o deserto do Saara, tendo sido incluídas, em 1996, na lista de Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO, em inglês).

"As pessoas desta cidade (Chinguetti) puderam, graças ao conhecimento, discernimento e grande ambição, torná-la, ao longo de sucessivas épocas, um minarete para a ciência, um ponto de partida para a peregrinação, uma fortaleza para a 'jihad' [conceito essencial da religião islâmica que significa empenho] e um centro de comércio ativo", afirmou o Presidente da Mauritânia, na presença de dezenas de turistas.

Cerca de 200 turistas chegaram à região, localizada a várias centenas de quilómetros da capital Nouakchott, desde a abertura da época turística, no início de Outubro, segundo dados oficiais citados pela agência France-Presse.

O fluxo turístico na Mauritânia tem voltado a crescer desde que, em 2017, a França aliviou a restrição a viagens a várias zonas do país, classificadas como perigosas depois da onda de ataques e sequestros que atingiu o país nas duas últimas décadas.

Entre os principais casos encontra-se o assassinato de quatro turistas franceses em Aleg, no sul do país, em 2007, reivindicado pela al-Qaida do Magrebe Islâmico.

De acordo com as principais entidades ligadas ao turismo na Mauritânia, são esperados cerca de 6.000 visitantes estrangeiros no país, que não é alvo de ataques desde 2011.

A Mauritânia deu início a uma política pró-activa de segurança, consagrando a reconstrução das suas forças armadas, um reforço da vigilância e a promoção do desenvolvimento de zonas remotas.

Ainda assim, grande parte da zona oriental da Mauritânia continua sob alerta, sendo que a França desaconselha fortemente as visitas à cidade de Oualata.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros francês considera que a situação no Sahel, em particular no Mali, "expõe o território mauritano ao risco de infiltração de grupos hostis".

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Mauritânia

Clique para ver mais: África

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Soltrópico põe à venda Verão em Djerba com voos de Lisboa e Porto

06-12-2019 (12h31)

O operador turístico Soltrópico lançou para o mercado a sua programação de Verão para Djerba com voos charter Nouvelair de Lisboa e Porto às segundas-feiras de 8 de Junho a 14 de Setembro.

Sonhando comercializa Réveillon em Marraquexe a partir de 524 euros

06-12-2019 (11h37)

O operador turístico Sonhando tem um pacote de três noites em Marraquexe, durante a passagem de ano, com saída de Lisboa a 29 de Dezembro em voos TAP.

Viajar Tours lança programas para Páscoa e Verão em Djerba

04-12-2019 (16h35)

O operador turístico Viajar Tours lançou para o mercado os seus programas para as férias da Páscoa e de Verão em Djerba, na Tunísia, com voos contratados à Nouvelair.

Viajar Tours já vende pacotes para o Verão em Saïdia

03-12-2019 (16h45)

O operador turístico Viajar Tours lançou para o mercado a sua operação de Verão para Saïdia, que será a 11ª temporada consecutiva em que programa o destino, desta feita com voos contratados à Privilege para partir de Lisboa e do Porto aos Sábados, de 6 de Junho a 12 de Setembro.

Soltrópico lança pacote para Saïdia desde 618 euros

02-12-2019 (14h37)

O operador turístico Soltrópico está a comercializar um pacote de sete noites para Saïdia, em Marrocos, durante o Verão de 2020, com o preço inicial de 618 euros, com voos TAP incluídos.

Noticias mais lidas