Areal da Prainha, em Angra do Heroísmo, interdito preventivamente

24-08-2019 (18h02)

Foto: Visit Azores
Foto: Visit Azores

O Governo açoriano informou que o areal da Prainha em Angra do Heroísmo, foi interditado preventivamente por ter sido detectada a "presença de microrganismos que poderão colocar em causa a saúde pública".

"O controlo da qualidade do areal não é obrigatório, nem existem limites legais estabelecidos, mas foi efectuado por iniciativa do Município, apesar de até, ao momento, não ter sido registado qualquer caso de problemas de saúde conexos com a prática balnear na Prainha nos serviços de Saúde do concelho de Angra do Heroísmo", afirma a informação do Governo Regional.

A informação diz também que a interdição foi decidida "de modo a permitir a implementação das medidas de mitigação acordadas entre todas as entidades", designadamente "remoção de camada superficial do areal", "desinfecção em toda a extensão do areal".

A informação realça também que "a água balnear continua a cumprir com os limites aplicáveis para a qualidade de água excelente, nos termos da legislação aplicável" e que "estes resultados têm sido consecutivamente confirmados desde o início da presente época balnear".

A nota informativa diz também que simultaneamente "será implementado um plano regular de amostragem das águas e do areal por forma a esclarecer a origem e a evolução da potencial contaminação, sendo que se pondera, atendendo à divergência dos resultados da qualidade da água balnear relativamente aos da qualidade do areal, que o foco de contaminação tenha origem em terra e não no mar".

"Reforça esta presunção o facto de parte das amostras ter sido realizada em zonas do areal sem contacto com o mar"m acrescenta.

A informação explica que foi a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo que contratou o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge "para proceder a uma recolha certificada de amostras de areia em 10 zonas da praia, a qual foi efectuada a 22 de Agosto, sendo que os resultados preliminares indicam a presença de contaminação bacteriológica no areal".

Face a essa contaminação, "a Delegação de Saúde Concelhia de Angra do Heroísmo, em articulação com a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, a Direcção Regional dos Assuntos do Mar e a Autoridade Marítima Nacional, decidiu preventivamente interditar a utilização das areias da Prainha", acrescenta a informação.

 

Clique para mais notícias: Açores

Clique para mais notícias: Cá Dentro

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Solférias já vende Verão na Tunísia e em Porto Santo

15-11-2019 (10h57)

O operador turístico Solférias, que já está a vender pacotes de Verão para Hurghada desde finais de Outubro, também já lançou para o mercado programas para o próximo Verão na Tunísia e em Porto Santo, com voos de Lisboa e Porto.

TAP anuncia ponte aérea Lisboa – Porto desde 49 euros

13-11-2019 (12h28)

A TAP está a anunciar uma promoção para a ponte aérea Lisboa – Porto desde 49 euros, ida e volta, para compras feitas no seu website pelo menos 21 dias antes da viagem.

Memorial em Vilar Formoso dedicado aos refugiados recebeu 5.000 visitantes este ano

12-11-2019 (15h45)

O Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes recebeu este ano "mais de 5.000 visitantes" e é um equipamento que está a atrair turistas para Vilar Formoso, no concelho de Almeida, anunciou a autarquia.

Derrocada em trilho na Madeira provocou 11 feridos

30-10-2019 (22h04)

A derrocada ocorrida na tarde desta quarta-feira no Caldeirão Verde, concelho de Santana, na Madeira, provocou 11 feridos, dois dos quais com gravidade, segundo um balanço final da Protecção Civil.

Derrocada na levada do Caldeirão Verde na Madeira deixa pelo menos duas pessoas soterradas

30-10-2019 (15h01)

Pelo menos duas pessoas ficaram hoje soterradas após uma derrocada na levada do Caldeirão Verde, em Santana, na Madeira, avança o “Diário de Notícias da Madeira”.

Noticias mais lidas