Vila Nova de Cerveira recupera complexo mineiro romano para fins turísticos

29-08-2019 (12h04)

Foto: Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira
Foto: Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira

A Câmara de Vila Nova de Cerveira está a recuperar um complexo mineiro da época do Império Romano nas margens do rio Coura, em Covas, para o transformar num pólo de turismo cultural e de natureza.

A valorização do complexo mineiro, designado Couço do Monte Furado e classificado em 1997 como Imóvel de Interesse Público Nacional, começou na segunda-feira com "trabalhos de escavação, num investimento municipal a rondar os 30 mil euros e com prazo de execução até ao final do ano", avançou a autarquia num comunicado enviado à agência Lusa.

O município liderado por Fernando Nogueira explicou que o objectivo é "potenciar e ampliar a valorização turística da freguesia de Covas, na Serra d'Arga".

A recuperação do complexo mineiro "até agora votado ao abandono recolheu o acordo da Junta de Freguesia e o parecer favorável da Direção Geral do Património Cultural".

A intervenção, dirigida por Brais Currás, investigador do Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património (CEAACP) da Universidade de Coimbra, pretende "a compilação documental e exploração arqueológica que defina e clarifique os elementos que integram os restos mineiros, nomeadamente a sua cronologia cuja data previsível é a época romana".

Posteriormente será realizada a "limpeza do terreno, a criação de acessibilidades e a marcação do trilho que ligará a velha central hidroelétrica, a segunda mais antiga de Portugal, até ao Couço do Monte Furado, numa extensão de aproximadamente dois quilómetros, sempre junto às margens do rio Coura".

Aquele percurso será "completado com painéis informativos que incluirão reconstruções gráficas do processo de exploração do ouro".

"A intervenção permitirá mostrar aos visitantes, de forma clara, didática e visual, todo o processo romano de exploração de ouro no leito do rio Coura, através de um sistema baseado num desvio do caudal de água pela escavação de uma galeria", especificou o município.

O conjunto arqueológico do Couço do Monte Furado é formado por três estruturas: a presa de derivação, o canal de captação e a galeria.

"Esta última apresenta-se como a mais importante pelo seu carácter atractivo do ponto de vista patrimonial, pois trata-se de um túnel escavado a pico, e que ainda conserva os lucernários onde os trabalhadores colocavam as lâmpadas que os iluminavam durante o processo de construção", especificou.

O túnel, por sua vez, tem cerca de 150 metros e “serviu para desviar as águas do rio Coura, de forma a permitir a exploração de ouro nas áreas do troço fluvial que ficava seco, durante os trabalhos de minério realizados entre os séculos I e III d.C. por parte do Império Romano no noroeste da Península Ibérica e que tinham em comum o uso da energia hidráulica como elemento fundamental”.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Cá Dentro

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Montemor-o-Novo vai inaugurar roteiro dedicado a obra de Saramago

21-02-2020 (16h13)

O Município de Montemor-o-Novo vai inaugurar, no Sábado, um roteiro literário, que também abrange Évora e Lisboa, dedicado aos "episódios mais marcantes" do primeiro romance do Nobel português, "Levantado do Chão".

Gouveia, Guarda e Fundão vão criar rede literária

21-02-2020 (14h55)

Os municípios de Gouveia, Guarda e Fundão vão criar uma rede literária, que incidirá sobre “espaços emblemáticos na vida e na obra” dos escritores Eduardo Lourenço, Eugénio de Andrade e Vergílio Ferreira.

Aljustrel tem o maior percurso mineiro urbano de Portugal

19-02-2020 (17h49)

O maior percurso mineiro urbano de Portugal está disponível em Aljustrel, oferecendo aos "amantes" de caminhadas a possibilidade de visitar e desvendar "segredos e riquezas" dos principais locais de interesse da vila mineira alentejana, divulgou hoje o município.

Linha do Vouga recebe comboio a vapor durante o Carnaval

19-02-2020 (16h37)

Há duas viagens de comboio a vapor agendadas para a Linha do Vouga, no fim-de-semana de Carnaval, com o itinerário entre Aveiro e Macinhata do Vouga, animação a bordo e uma recriação histórica no Museu Ferroviário.

Solférias propõe viagens aos Açores para desfrutar da tranquilidade da natureza

19-02-2020 (14h25)

O operador turístico Solférias está a divulgar a sua programação para férias nos Açores, um destino para quem procura desfrutar da tranquilidade da natureza, das actividades ao ar livre, nas montanhas e no mar.

Noticias mais lidas