Irma já é um “furacão extremamente perigoso de categoria 5”

05-09-2017 (15h07)

O furacão Irma já confirmou as previsões avançadas de manhã pelos meteorologistas do National Hurricane Center (NHC) e fortaleceu-se ao ponto de atingir a Categoria 5, o máximo na escala de vento Saffir-Simpson, com ventos máximos continuados de 280 Km/hora e rajadas ainda mais fortes.

Uma informação divulgada às 12h00 UTC pelo NHC especifica que tendo em conta a trajectória do furacão as autoridades da República Dominicana já emitiram um alerta de furacão para as regiões entre Cabo Engaño e a fronteira Norte com o Haiti, ou seja, desde as proximidades de Punta Cana a Samaná e Puerto Plata, destinos onde se concentra o turismo português.

A previsão dos meteorologistas é que o furacão Irma continue a fortalecer-se, embora também indique que sendo possíveis flutuações de intensidade, deverá manter-se “um poderoso” furacão de categoria 4 ou 5.

Quanto à trajectória, os meteorologistas do NHC apontam para que esteja ao largo da Costa Este da República Dominicana a partir das 14h00 AST de quinta-feira (18h00 UTC).

Antes, ‘chegará’ às ilhas entre Antigua e Porto Rico, incluindo Barbuda, Anguilla, Montserrat, St. Kitts e Nevis, Saba, St. Eustatius e Sint Maarten, Saint Martin 3 Saint Barthelemy, Ilhas Virgens Britânicas e Ilhas Virgens dos Estados Unidos e Culebra, para as quais já foram emitidos avisos de furacão (assinalado a vermelho no mapa publicado pelo NHC), significando que se esperam condições de intensidade de furacão nas próximas 36 horas, com o NHC a precisar que para algumas ilhas mais a Este, “condições de furacão são esperadas dentro de 24 horas”.

A previsão do NHC é que ‘o olho’ do Irma atinja Porto Rico pelas 14h00 AST de amanhã (18h00 UTC), e pela madrugada de quarta para quinta-feira esteja entre Porto Rico e a Dominicana.

A informação do NHC especifica, aliás, que às 8h00 AST de hoje (12h00 UTC), ‘o olho’ do Irma estava a 440 quilómetros a Este de Antigua e a 445 quilómetros a Este - Sudeste de Barbuda.

O Irma tem estado a deslocar-se a 22 Km/h no sentido Oeste, o que o aproxima do continente americano e, neste caso, das Caraíbas, mas o NHC antecipa que esta noite passe a deslocar-se no sentido Oeste - Noroeste, o que o leva então a passar ao largo da Dominicana e Cuba em direcção ao Estreito da Florida, entre Cuba e a península norte-americana da Florida.

 

Para ler mais sobre o Irma clique:

Pior furacão do ano dirige-se para as Caraíbas

 

Para ver o aviso no site do NHC clique aqui

 

Clique para mais notícias: Caraíbas

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Riu Palace Riviera Maya reabre após renovações de 36 milhões de euros

12-12-2019 (15h50)

O resort Riu Palace Riviera Maya, em Playa del Carmen, no México, reabriu após um investimento em renovações de 40 milhões de dólares, cerca de 36 milhões de euros.

Hyatt inaugura dois resorts em Punta Cana

05-12-2019 (15h24)

A rede hoteleira Hyatt inaugurou dois resorts tudo incluído com instalações partilhadas e um total de 750 quartos, em Punta Cana, na República Dominicana.

Roadshow “Autêntica Cuba” visita o Porto na próxima semana

07-10-2019 (13h22)

O Ministério de Turismo de Cuba promove na próxima semana uma série de eventos de apresentação da oferta turística do país, com agentes de viagens, operadores turísticos, grupos hoteleiros e companhias aéreas, com visita ao Porto marcada para sexta-feira, dia 18.

Quebra de turistas estrangeiros na Dominicana em Julho e Agosto leva balanço de 2019 para ‘o vermelho’

27-09-2019 (14h07)

A República Dominicana estava no fim de Agosto com uma quebra de turistas estrangeiros não residentes em 1,8% ou 71,1 mil, provocada pelas quebras que se sucedem desde Junho, associadas às notícias sobre mortes de turistas em resorts do país.

Forte quebra de turistas portugueses na Dominicana acentua-se em Agosto

27-09-2019 (14h02)

A Dominicana teve em Agosto uma quebra de turistas residentes em Portugal em 15,9%, depois de quedas em 5,1% em Junho e em 8,9% em Julho, ou seja, desde que surgiram notícias sobre mortes de turistas em resorts no país, a maior parte delas ainda inexplicadas, com a quebra a centrar-se nos voos directos para Punta Cana, que têm um decréscimo em 18,2%.

Noticias mais lidas