Agências de viagens de Portugal e Espanha criam aliança ibérica

05-04-2018 (13h22)

A APAVT e a sua congénere espanhola, a CEAV, criaram uma aliança ibérica para analisar em conjunto "todos os temas de interesse para o sector, como podem ser os casos das relações com fornecedores ou as normativas europeias, com o objectivo de alcançar uma posição conjunta".

A aliança entre a Confederación Española de Agencias de Viajes (CEAV) e a Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) pretende também “impulsionar a promoção turística entre Portugal e Espanha nos seus respectivos mercados, bem como a estudar a possível realização de uma Cimeira Ibérica de Agências de Viagens”, segundo um comunicado.

As duas associações, após uma reunião em Lisboa, comprometeram-se a “encorajar a promoção turística entre Portugal e Espanha nos seus respectivos mercados, promovendo dessa forma o desenvolvimento do negócio das agências de viagens e da economia de ambos os países”.

A aliança representa “mais um passo importante na consolidação da presença europeia da APAVT”, salientou Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, citado em comunicado.

“Portugal e Espanha formam um espaço económico de características próprias, que urge dinamizar. Estamos certos de que, com este passo, caminhámos na direção certa”, acrescentou.

Rafael Gallego Nadal, presidente da CEAV, por sua vez, considerou o acordo “fundamental”, dizendo que “segue a linha dos que já assinámos com as associações irmãs de países da América Latina, como a Argentina e Colômbia”.

Rafael Gallego Nadal salientou ainda “as possibilidades de colaboração com um país tão perto e a importância de encontrar pontos em comum e somar forças nos maiores pontos de interesse para o sector como as relações com os fornecedores, especialmente com a IATA, que teve um lugar destacado nesta primeira reunião, ou sobre a legislação comunitária”.

A CEAV, segundo o comunicado, foi constituída em 2005 e conseguiu 2011 reunir praticamente a totalidade das associações espanholas de agências de viagens.

Em cinco anos, a CEAV conseguiu aglutinar 21 associações empresariais de diferentes âmbitos territoriais ou sectoriais, nas quais estão integradas mais de 3.000 agências de viagens espanholas, tanto maioristas como retalhistas, que contam por sua vez com cerca de 40.000 profissionais distribuídos em mais de 5.000 pontos de venda.

A APAVT, que ocupa a presidência da Confederação do Turismo Português (CTP) e uma das vice-presidências da Confederação Europeia das Associações de Agências de Viagens e Operadores Turísticos (ECTAA), representa cerca de 85% do volume de negócios do sector em Portugal.

 

Clique para mais noticias: Agências&Operadores

Clique para mais noticias: APAVT

Clique para mais noticias: CEAV

 

 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Amadeus Selling Platform Connect estará pronta para o NDC “em breve” (com vídeo)

18-04-2019 (12h48)

A multinacional tecnológica para as viagens e turismo anunciou que sua plataforma Selling Platform Connect estará preparada para os novos standards NDC da IATA "em breve".

Viajar Summer Party está marcada para 11 de Maio

17-04-2019 (19h37)

A Viajar Summer Party, encontro anual com agentes de viagens organizado pela Viajar Tours, vai decorrer no dia 11 de Maio em Montemor-o-Velho.

APG inclui Air Panama no seu programa de interline

17-04-2019 (11h44)

A APG Portugal anunciou hoje a inclusão no seu programa de interline da Air Panama, companhia que opera voo domésticos no Panamá e também faz ligações a San José, capital da Costa Rica.

Americanos garantem crescimento do turismo internacional na Dominicana no 1º trimestre

16-04-2019 (14h44)

O crescimento em 12,3% das chegadas dos Estados Unidos, seu primeiro mercado emissor, garantiu à Dominicana um aumento de turistas internacionais no primeiro trimestre, apesar do calendário desfavorável à comparação com 2018.

Turistas portugueses na Dominicana baixam 52% no 1º trimestre

16-04-2019 (14h37)

Sem voos directos para Punta Cana e sem Páscoa no primeiro trimestre, ao contrário do que aconteceu em 2018, o número de turistas portugueses na Dominicana baixou 52% este ano, representando uma queda de 3,1 mil, para 2,9 mil.