APAVT prepara projecto que vai permitir “um olhar mais profundo” do sector das agências de viagens

03-10-2016 (12h02)

APAVT na ABAV 2016: Ricardo Figueiredo e Pedro Costa Ferreira
APAVT na ABAV 2016: Ricardo Figueiredo e Pedro Costa Ferreira

Melhorar conhecimento do sector e desmistificar “ideia política” de que as agências de viagens estão em extinção

A APAVT espera apresentar no seu Congresso, em Dezembro, um novo projecto que vai permitir ter "um olhar mais profundo, mais matemático" do sector das agências de viagens, avançou ao PressTUR o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira.

O dirigente associativo falava ao PressTUR na passada sexta-feira em São Paulo, durante a feira da ABAV, Associação congénere da APAVT no Brasil, que também está a construir uma plataforma de análise estatística do sector das agências de viagens, o Censo Big Data.

 

PressTUR: A ABAV está a lançar o Censo Big Data para conseguir analisar melhor as agências de viagens. Isso é uma ideia que poderá interessar a APAVT?

Pedro Costa Ferreira: Não é uma ideia, é um projecto. Nós sempre dissemos que em Portugal há muita tradição do "eu acho que". E depois de "eu acho que" tomar decisões. E às vezes buscar-se alguns factos desgarrados para justificar essas decisões. A verdade é que temos essa noção desde o meu primeiro mandato e sabemos que não é fácil construir uma base de informação credível e que sirva os interesses do negócio. Um, não é fácil, dois, não é barato. Mas pensamos ter encontrado uma luz ao fundo do túnel e estamos a trabalhar nesse túnel e quem sabe senão conseguimos por altura do nosso Congresso [em Dezembro] apresentar um projecto com um olhar mais profundo, mais matemático, concreto e factual do nosso sector e com isso consigamos cumprir dois objectivos.

 

PressTUR: Que objectivos?

Pedro Costa Ferreira: Por um lado, conseguir determinar que essa perseguição de sempre de que os agentes de viagens e as agências de viagens vão acabar. Penso que continuamos a confundir quota de mercado e crescimento do mercado com crescimento do negócio. Acho extraordinário que se consiga dizer que as agências de viagens vão acabar quando 2016 e 2015 foram provavelmente os dois anos em que existiram mais novas agências de viagens nos últimos 20 anos. Por outro lado, a grande verdade é que há crescimento do negócio. Agora se calhar o negócio mundial está a crescer mais do que o nosso negócio, mas isso não é um problema para o nosso subsector, é uma dinâmica do sector. E, portanto, gostaríamos que com esse olhar pudéssemos ajudar a desmistificar essa ideia, que é também uma ideia política com interesses concretos em termos de combate. Normal. E por outro lado gostaríamos de construir um acervo de conhecimento factual que permitisse aos agentes de viagens e aos operadores eles próprios raciocinarem melhor antes de tomarem decisões. Portanto, essa pergunta vem em boa altura. É absolutamente coincidência com aquilo que o Edmar Bull [presidente da ABAV] disse, mas sim, parece que desta vez temos a capacidade financeira e o parceiro capaz de nos ajudar neste projecto.

 

PressTUR: Que parceiro? 

Pedro Costa Ferreira: Esperamos poder anunciar provavelmente no nosso Congresso.

 

Continua:

Brasil não deixa de ser atractivo para o outgoing português por causa da crise, Pedro Costa Ferreira

 

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: ABAV

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal é “um mercado muito importante” onde a Globalia quer crescer — Javier Hidalgo, CEO

22-01-2020 (14h32)

A Globalia, dona da Air Europa e dos hotéis Be Live, entre outras empresas de turismo, como o operador Travelplan, presente em Portugal, vê o país como um mercado "muito importante" onde ambiciona crescer em várias áreas de negócio, disse ao PressTUR Javier Hidalgo, CEO do grupo.

Agências de viagens portuguesas ‘derrubam’ em 2019 recorde de venda de voos com 11 anos

17-01-2020 (15h56)

As agências de viagens portuguesas superaram em 2019 o recorde da venda de voos contabilizada pelo BSP da IATA que se mantinha há 11 anos e ficaram próximas dos mil milhões de euros, com mais de três milhões de transacções.

Magnet cresceu 25% no mercado espanhol em 2019

17-01-2020 (10h04)

A Magnet, que está a celebrar cinco anos de actividade em Espanha, teve um crescimento de 25% nesse mercado em 2019.

Gabriel Subías regressa ao Grupo Iberostar para liderar W2M

14-01-2020 (13h15)

O Grupo Iberostar nomeou Gabriel Subías, ex-CEO da Ávoris, para liderar o negócio de receptivo e bedbank W2M, substituindo no cargo Christian Kremers, que estava no comando da empresa desde Setembro de 2018.

Novo CEO da Ávoris prevê decisão da concorrência sobre fusão com a Globalia em Março

14-01-2020 (12h55)

Vicente Fenollar, que foi nomeado oficialmente CEO da Ávoris depois de um mês no cargo de forma provisória, após a saída de Gabriel Subías, disse esperar uma decisão da autoridade da concorrência para “meados de Março”.

Noticias mais lidas