Viajar Tours vai ter mais 18% de lugares em voos charter este Verão

20-02-2020 (17h14)

Foto: Viajar Tours
Foto: Viajar Tours

O operador turístico Viajar Tours vai ter mais 18% de lugares em voos charter este Verão, que este ano distribuem-se por 13 operações para nove destinos, anunciou hoje a direcção da empresa.

Com os lugares garantidos em voos regulares, a programação do Viajar Tours para este Verão tem um aumento de 28% face a 2019, especificou Eduardo Almeida, director de contratação e produto do Viajar Tours, num encontro com jornalistas, hoje em Lisboa.

O operador vai ter 13 operações charter para nove destinos este Verão, a que se juntam sete destinos em voos regulares com lugares garantidos.

Para o aumento da oferta de lugares contribui o prolongamento das operações, que, na sua maioria, começam mais cedo que em 2019. “Só três operações começam em Julho, o resto começa tudo em Junho”, enfatizou Eduardo Almeida.

O aumento da capacidade decorre também do lançamento de uma operação charter para Cagliari (Sardenha) à partida do Porto, em voos contratados à TAP, de 14 de Junho a 6 de Setembro, bem como a programação para Menorca, com voos do Porto contratados à TAP, de 20 de Julho a 31 de Agosto.

Para a Tunísia, a operação do Porto para Monastir aumenta de oito para 13 rotações em voos contratados à tunisina Nouvelair, de 8 de Junho a 13 de Setembro.

Ainda para a Tunísia, o Viajar Tours também lançou um novo charter de Lisboa para Enfidha, com voos contratados à Privilege Style, de 6 de Junho a 7 de Setembro.

O operador também reforçou a oferta para a Sicília, uma operação com voos de Lisboa operados pela Bulgarian Air Charter, de 15 de Julho a 26 de Agosto, enquanto para Saïdia e para Djerba, as operações mantêm-se similares a 2019.

Sobre as expectativas para este ano, o director-geral do Viajar Tours, Álvaro Vilhena, sublinhou que “as reservas antecipadas estão ao mesmo ritmo do ano passado”.

Face à dificuldade de obtenção de slots no Aeroporto de Lisboa por parte da TAP, companhia aérea que realiza várias das operações charter programadas pelo Viajar Tours, Álvaro Vilhena salientou que aguarda confirmação apenas sobre a operação de Olbia (Sardenha).

“A TAP partilhou connosco algumas dificuldades a esse nível, mas não se dá por vencida e obviamente está a tentar desenvolver todos os esforços ao mais alto nível no sentido de reverter o que em primeira instância lhes terá sido comunicado”, frisou o director do Viajar Tours.

“Para nós nada é definitivo para já. Pediram-nos para aguardarmos mais algum tempo e é o que nós estamos a fazer, expectantes, e deixamos para esse momento uma tomada definitiva de decisões”, sublinhou Álvaro Vilhena, acrescentando que este “é o terceiro ano que estamos a operar com a TAP para Olbia. Não faz sentido não ter sido confirmada”.

 

Clique para ver mais: Viajar Tours

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Plano de redução de pessoal da Viajes El Corte Inglés afecta 1.900 trabalhadores

26-03-2020 (14h16)

A espanhola Viajes El Corte Inglés, também presente em Portugal, apresentou um ERTE (em Espanha, de Expediente de Regulação Temporária de Emprego), que abrange 1.900 trabalhadores.

Covid-19 mata mais 44 na Alemanha que já lamenta 198

26-03-2020 (11h17)

A Alemanha anunciou hoje um aumento de 44 vítimas mortais pela covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 198 o total de mortos, ainda assim uma baixa taxa de letalidade se comparada com outros países.

Travelport lança hub de informação para ajudar empresas a lidar com a crise da Covid-19

26-03-2020 (11h10)

A multinacional tecnológica Travelport, da qual faz parte o GDS Galileo, líder entre as agências de viagens portuguesas, lançou uma plataforma para fornecer informação útil e dados actualizados para ajudar as empresas a lidar com a crise provocada pela Covid-19.

Fusão Globalia e Barceló notificada à Concorrência

26-03-2020 (10h17)

A fusão das divisões de viagens dos grupos espanhóis Globalia e Barceló foi notificada à Autoridade da Concorrência (AdC), segundo um aviso publicado.

Microempresas turísticas em dificuldades excluídas da linha de apoio de 60 milhões de euros

25-03-2020 (14h58)

A linha de apoio à tesouraria de microempresas do turismo afectadas pelos efeitos económicos da pandemia da covid-19 exclui empresas em dificuldade, segundo o despacho do Governo hoje publicado, com efeitos retroactivos.

Noticias mais lidas