Aeroporto de Lisboa teve o 3º crescimento mais forte dos grandes aeroportos europeus em 2018

12-02-2019 (15h24)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

O Aeroporto de Lisboa, que terminou 2018 com crescimentos modestos, teve mesmo assim o 3º crescimento mais forte de passageiros entre os grandes aeroportos europeus, segundo informação do Airports Council International Europe (ACI Europa), que representa 500 aeroportos em países europeus.

Lisboa, apesar dos constrangimentos de capacidade que se agravaram ao longo do ano, terminou 2018 com um aumento médio de passageiros em 8,9%, apenas superado pelos +21,1% de Antalya e pelos +14,3% de Moscovo Sheremetyevo, que foram os líderes em crescimento entre os aeroportos europeus com mais de 25 milhões de passageiros por ano.

Assim, com o total recorde de 29,03 milhões de passageiros, o Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, foi o 20º maior aeroporto da Europa no ano de 2018, depois de ter sido 22º em 2017 e 25º em 2016.

Os dados do ACI, baseados relativamente a Portugal nos dados da ANA/Vinci que o PressTUR avançou em inícios de Janeiro (para ler mais clique: Aeroporto de Lisboa cresceu 8,9% em 2018 e somou 29,031 milhões de passageiros), permitem ver que Lisboa foi não só o grande aeroporto europeu com o 3º crescimento de passageiros mais forte do ano, como teve mesmo o 14º maior aumento de passageiros em 2018 entre 237 aeroportos com dados publicados pelo ACI, com mais cerca de 2,37 milhões.

Mais nenhum aeroporto português atingiu no ano de 2018 os tops de crescimento elaborados pelo ACI, com base em crescimentos relativos por grupos consoante o tráfego anual, com 5,5% para o grupo 1, dos aeroportos com mais de 25 milhões de passageiros por ano, no qual inclui Lisboa, 6,7% no grupo 2, dos aeroportos com dez milhões a 25 milhões de passageiros por ano, onde inclui o Porto, 6,5% no grupo 3, dos aeroportos com cinco milhões a dez milhões de passageiros por ano, no qual inclui Faro, e 6,7% no grupo 3, dos aeroportos com menos de cinco milhões de passageiros por ano, no qual inclui Funchal e Ponta Delgada.

Os dados publicados pelo ACI Europa mostram os aeroportos portugueses foram ‘perdendo gás’ ao longo do ano e que o desempenho médio em 2018 foi ‘inflacionado’ pela evolução no primeiro semestre, por que no 4º trimestre os aeroportos portugueses já tiveram aumento de passageiros (+6,3%) abaixo da média da Europa (+6,4%) e, especialmente, da média na União Europeia (+6,6%).

Aliás, pelos dados do ACI, com um aumento médio de passageiros em 5,1%, os aeroportos portugueses já tiveram um desempenho no segundo semestre inferior à média europeia (+5,6%) e à média dos aeroportos da União Europeia (+5,4%).

Dados de 237 aeroportos europeus publicados pelo ACI Europe indicam que em 2018 foi superada pela primeira vez a marca dos dois mil milhões de passageiros num ano, com um total de 2,09 mil milhões, por um aumento médio em 6,1% ou quase 120 milhões.

Um comunicado do ACI aponta no entanto para um total recorde de 2,34 mil milhões de passageiros em aeroportos europeus no ano de 2018, apesar, segundo realça ter havido moderação do crescimento face a 2017, mas mantendo-se ainda assim “muito dinâmico”, em especial tendo em conta as condições económicas subjacentes e as “tensões geopolíticas”.

“Uma vez mais o tráfego de passageiros mostrou uma resiliência notável”, comentou o director-geral do ACI Europe, Olivier Jankovec, que destacou que os aeroportos europeus tiveram mais 136,6 milhões de passageiros que em 2017 e que isso significa que em apenas cinco anos o tráfego cresceu 36%, com mais de 629 milhões de passageiros adicionais, 445 milhões deles na União Europeia.

O comunicado do ACI sublinha os crescimentos registados pelos aeroportos de regiões da Europa do Leste e do Sul, bem como Áustria e Luxemburgo, destacando os aumentos a dois dígitos em Vilnius (+30,9%), Bratislava (+18,1%), Riga (+15,7%), Budapeste (+13,5%), Talin (+13,4%), Malta (+13,2%), Varsóvia Chopin (+12,8%), Milão Malpensa (+11,5%), Luxemburgo (+12,2%), Atenas (+11,2%), Viena (+10,8%) e Helsínquia (+10,4%).

 

Para ler mais sobre os aeroportos portugueses em 2018 clique:

Aeroporto de Lisboa cresceu 8,9% em 2018 e somou 29,031 milhões de passageiros

Aeroporto do Porto ficou ‘em cima’ dos 12 milhões de passageiros em 2018

Sem Lisboa e Porto, crescimento dos aeroportos ANA/Vinci ficou em 0,02% em 2018

Crescimento do Aeroporto de Faro 'disparou' para 19% em Dezembro mas Lisboa Abrandou para 2,2%

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP já voa para Washington – Dulles

17-06-2019 (17h16)

A TAP já liga as capitais de Portugal e dos Estados Unidos, com a inauguração no Domingo do seu voo TP231 para Washington – Dulles, que informou ter preços de ida desde 253 euros.

Lufthansa responsabiliza excesso de capacidade na Europa pela quebra de resultados

17-06-2019 (15h15)

O grupo Lufthansa, maior grupo de aviação da Europa em número de passageiros e em tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), responsabiliza um alegado excesso de capacidade na Europa por uma evolução pior do que previa, mas os seus dados mostram que a subsidiária mais problemática é a Eurowings, que até era identificada com o negócio de voos de longo curso low cost.

Lufthansa alarma mercados com revisão em forte baixa da previsão de resultados

17-06-2019 (14h46)

A Lufthansa revelou hoje uma previsão de queda acentuada do resultado operacional ajustado de não recorrentes, que conduziu a forte quebra da sua cotação na Bolsa de Frankfurt e ‘ondas de choque’ nos títulos das outras companhias de aviação europeias.

TAP quadruplica oferta de obrigações para até 200 milhões de euros

14-06-2019 (19h03)

A TAP decidiu multiplicar por quatro o número e valor de obrigações a emitir, no âmbito do empréstimo obrigacionista em curso, passando de 50 milhões de euros para até 200 milhões de euros, foi hoje comunicado ao mercado.

TAP recebe mais três Airbus A330neo e já conta com dez

14-06-2019 (16h58)

A TAP anunciou hoje ter recebido mais três aviões Airbus A330neo e que, assim, já com dez unidades deste avião que diz contribuir “com mais de 24 milhões de euros para a economia portuguesa” e “mais de 600 postos de trabalho para o País”.

Noticias mais lidas