Aeroportos portugueses lideram na Vinci em número de passageiros e crescimento

12-07-2019 (16h29)

Foto: Vinci Airports
Foto: Vinci Airports

Portugal manteve-se o primeiro mercado da multinacional francesa Vinci Airports no primeiro semestre, com 27,46 milhões de passageiros nos aeroportos sob sua gestão, os quais foram, também os que tiveram o maior aumento de passageiros, com mais 1,84 milhões que há um ano (+7,2%).

Os dados divulgados hoje pela Vinci Airports relativos aos 46 aeroportos que gere em 12 países, indica que somaram 123,43 milhões de passageiros no primeiro semestre, com um aumento em 6,7% ou 7,75 milhões em relação ao período homólogo de 2018.

A informação indica também que no segundo trimestre houve uma aceleração do crescimento, com o aumento de passageiros a ser de 7,3% ou 4,5 milhões, para 66,18 milhões, o que se explicará nomeadamente pelo efeito férias da Páscoa no mês de Abril, quando em 2018 foram essencialmente em Março.

Os dados relativos aos dez aeroportos que a Vinci gere em Portugal indicam igualmente uma aceleração do crescimento no 2º trimestre, embora não tão vincada, com o aumento de passageiros a ser de 7,8% ou 1,19 milhões, para 16,44 milhões.

Depois de Portugal o maior mercado da Vinci Airports em passageiros nos aeroportos sob sua gestão é o Reino Unido, onde tem Gatwick, um dos dez maiores aeroportos europeus, integrado desde Maio, e seguidamente Japão (Kansai Airports), Chile (Nuevo Pudahuel), França, Cambodja (Cambodia Airports), Estados Unidos, Brasil, Sérvia, República Dominicana (Aerodom), Suécia e Costa Rica.

Para o Reino Unido a Vinci Airports indica 25,3 milhões de passageiros no primeiro semestre, +3,3% ou mais 809 mil que um ano antes, para o Japão indica 25,6 milhões (+6% ou mais 1,4 milhões), para o Chile indica 12,56 milhões (+11,3% ou mais 1,27 milhões) e para França indica 10,5 milhões (+10,1% ou mais 964 mil).

O Brasil é o único dos mercados com dados publicados pela Vinci com queda do número de passageiros, em 3,3% ou 127 no semestre, para 3,73 milhões, pela queda em 12,9% ou 223 mil no segundo trimestre, para 1,5 milhões, que a empresa explica pela insolvência da Avianca Brasil.

O Brasil, porém, foi apenas o 8º mercado para a Vinci em número de passageiros dos aeroportos sob sua gestão no primeiro semestre, depois também do Cambodja, com seis milhões (+15,5% ou mais 806 mil que no período homólogo de 2018), e Estados Unidos, com cinco milhões (+6% ou mais 283 mil).

Depois do Brasil situaram-se Sérvia, com 2,61 milhões de passageiros (+5,9% ou mais 145 mil que no primeiro semestre de 2018), República Dominicana, com 2,82 milhões (+9,5% ou mais 245 mil), Suécia, com 1,06 milhões (+2,3% ou mais 24 mil), e Costa Rica, com 740 mil (+8,3% ou mais 57 mil).

Os mercados com maior aumentos de passageiros em aeroportos geridos pela Vinci no segundo trimestre foram Portugal, com mais 1,19 milhões (+7,8%, para 16,44 milhões), Japão, com mais 920 mil (+7,6%, para 13 milhões), Chile, com mais 660 mil (+13,3%, para 5,62 milhões), França, com mais 564 mil (10,6%, para 5,88 milhões), Cambodja, com mais 558 mil (+25,1%, para 2,78 milhões), Reino Unido, com mais 294 mil (+2,1%, para 14,31 milhões), Estados Unidos, com mais 235 mil (+9,5%, para 2,7 milhões), República Dominicana, com mais 169 mil (+14,2%, para 1,36 milhões), Sérvia, com mais 109 mil (+7,4%, para 1,57 milhões), Suécia, com mais 30 mil (+4,7%, para 664 mil), e Costa Rica, com mais 15 mil (+5,6%, para 291 mil).

 

Clique para mais notícias: Vinci Airports

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroporto de Lisboa vai ter uma nova área de chegadas com mais cinco postos de controlo

21-08-2019 (16h30)

O aeroporto de Lisboa vai ter a partir de final de Setembro/início de Outubro mais cinco postos de controlo do Serviço de Estangeiros e Fronteiras (SEF) numa nova área de chegadas, disse Isabel Oneto, secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna.

Lisboa foi Top5 de crescimento de passageiros na Europa no primeiro semestre

21-08-2019 (15h37)

O ACI Europa, associação que reúne mais de 500 aeroportos europeus, cotou o Aeroporto de Lisboa como um dos grandes aeroportos do continente com mais forte crescimento do número de passageiros no primeiro semestre.

Tráfego aéreo de/para Portugal cresce acima da média da UE no 1º semestre

21-08-2019 (15h29)

Portugal foi um dos países cujos aeroportos tiveram aumentos de passageiros no primeiro semestre “bem acima da média da União Europeia”, informou o ACI Europe, associação que conta com mais de 500 aeroportos em 45 países europeus, que em 2018 somaram mais de 2,3 mil milhões de passageiros.

Ryanair diz que no primeiro dia de greve do SNPVAC teve “mais funcionários” do que necessitava

21-08-2019 (12h29)

A Ryanair assegura, em informação publicada no seu website, que hoje de manhã, primeiro dia de greve de tripulantes de cabina em Portugal convocada pelo SNPVAC, teve “mais funcionários” do que precisava para realizar todos os voos programados de/para aeroportos portugueses.

Portugal é a origem de passageiros para Espanha com aumento mais forte de lugares de avião

20-08-2019 (16h15)

Espanha tem este Agosto +15,5% de lugares de avião em voos de Portugal, que é assim a origem de passageiros com mais forte aumento de lugares no mês, de acordo com uma informação da Turespaña, organismo do Ministério da Indústria, Comércio e Turismo de Espanha.

Noticias mais lidas