Aeroportos portugueses tiveram recorde de 6,2 milhões de passageiros em Julho

26-08-2019 (17h27)

Foto: ANA/Vinci
Foto: ANA/Vinci

Os dez aeroportos portugueses no continente e Regiões Autónomas geridos pela ANA Aeroportos de Portugal, subsidiária do grupo francês Vinci, tiveram em Julho, pela primeira vez, mais de seis milhões de passageiros num mês.

Dados a que o PressTUR teve acesso indicam que os dez aeroportos tiveram um total de 6,214 milhões de embarques e desembarques este Julho, com um aumento em 7% ou 405,4 mil em relação a Julho de 2018, que representa uma aceleração do crescimento, apesar da conjuntura ser menos favorável, já que em Julho de 2018 o crescimento tinha sido em 3,7% ou 207,2 mil, para 5,808 milhões.

Os aeroportos do continente concentraram 89,7% do total de passageiros do mês de Julho, mais 0,54 pontos que em Julho de 2018, reflectindo um crescimento médio de 7,6% que representou um aumento de 395 mil passageiros, com o qual somaram 5,574 milhões.

O Aeroporto de Lisboa, com 3,1 milhões de passageiros, concentrou 50% do total de passageiros em Aeroportos da ANA, o Porto, com 1,296 milhões, concentrou 20,9% e Faro, com 1,172 milhões, concentrou 18,9%.

Faro, cujo aumento de passageiros em Julho foi em 2,2% ou 24,9 mil, foi o único a ter uma redução da quota, de 0,89 pontos, enquanto o Porto, com um aumento em 12,6% ou 145,4 mil, teve o reforço de 1,05 pontos, e Lisboa, com um aumento de passageiros em 7,8% ou 224,7 mil, teve +0,38 pontos.

O Aeroporto da Madeira foi, por sua vez, o único dos grandes aeroportos da ANA a ter queda de passageiros no mês de Julho, com -2% ou menos seis mil que em Julho de 2018, baixando para 305,1 mil, o que equivale a 4,9% do total dos aeroportos da ANA, -0,45 pontos que em Julho de 2018.

Já o Aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, maior aeroporto dos Açores, manteve praticamente a quota de 4% de Julho de 2018, ao registar em Julho deste ano um aumento de passageiros em 6,1% ou 14,3 mil, para 248,77 mil.

No conjunto dos primeiros sete meses deste ano, os dez aeroportos geridos pela ANA/Vinci somam 33,675 milhões de passageiros, 52,6% em Lisboa, 22,1% no Porto, 15,3% em Faro, 5,6% na Madeira e 3,4% em Ponta Delgada.

Em relação aos primeiros sete meses de 2018, Porto e Ponta Delgada tem aumentos de quota respectivamente em 0,66 e em 0,02 pontos, enquanto Lisboa, Faro e Funchal têm decréscimos respectivamente em 0,14, em 0,21 e em 0,31 pontos.

Os dados a que o PressTUR teve acesso mostram um aumento de passageiros nos aeroportos geridos pela ANA/Vinci em 7,1% ou 2,238 milhões nos primeiros sete meses, com o Porto a liderar, com um aumento em 10,4%, mas com o maior contributo a ser do Aeroporto de Lisboa, com mais 1,133 milhões de passageiros (+6,8%), enquanto no Porto o aumento foi de 701,7 mil.

O segundo crescimento mais forte do período, ainda acima do aumento médio dos dez aeroportos geridos pela ANA/Vinci, foi o da Aeroporto da Horta, Açores, em 8,7% (mais cerca de 12 mil, para 148,8 mil), e seguidamente estiveram mais dois aeroportos açorianos, Ponta Delgada, com +7,9% (mais 84 mil, para 1,153 milhões), e Flores, também em 7,9% (mais cerca de três mil, para 40,7 mil).

Seguiu-se Lisboa, já com um aumento inferior à média dos dez aeroportos geridos pela ANA/Vinci, com +6,8% (mais 1,133 milhões, para 17,717 milhões), e, depois, Faro com +5,7% (mais 276,8 mil, para 5,146 milhões).

O Funchal, quarto maior aeroporto português, teve um dos mais fracos crescimentos de passageiros nos primeiros sete meses deste ano, com +1,5% que no período homólogo de 2018 (mais 28,1 mil, para 1,87 milhões), apenas melhor que os +0,3% do Aeroporto de Porto Santo (mais 277 passageiros, para 90,8 mil), mas ainda mais fraco que os +3,2% do Aeroporto de Santa Maria, Açores (mais 1,7 mil, para 56,8 mil). 

Para ler mais clique:

Aeroporto de Lisboa passou a marca dos três milhões de passageiros pela 1ª vez em Julho

Voos com os EUA e com o Brasil tiveram os maiores aumentos de passageiros em Lisboa em Julho

 

Clique para mais notícias: Aeroporto de Lisboa

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Boeing revela quebra de 44% das vendas de aviões comerciais em 2019

29-01-2020 (16h39)

O fabricante norte-americano de aviões Boeing revelou hoje uma quebra das receitas com aviões comerciais em 44% ou 25.244 milhões de dólares, bem como uma degradação dos resultados de operações da divisão em cerca de 14,5 milhões de dólares, de um lucro de 7.830 milhões em 2018 para um prejuízo de 6.657 milhões em 2019.

Neeleman põe aviões ‘a voar’ entre companhias

29-01-2020 (15h50)

A companhia de aviação brasileira Azul, fundada e presidida por David Neeleman, accionista de referência da TAP, vai ‘passar’ 28 Embraer E195 para a Breeze Aviation, também frequentemente denominada Moxy, que é a mais recente criação de David Neeleman.

South African Airways recebe injeção de 218 milhões de euros de banco público

29-01-2020 (15h37)

A companhia aérea estatal sul-africana South African Airways (SAA) anunciou hoje que terá acesso a 3,5 mil milhões de rands (218 milhões de euros), alocados pelo Banco de Desenvolvimento da África Austral para evitar o colapso da transportadora.

TAP baptiza novo A320neo com nome de Ary dos Santos

29-01-2020 (14h41)

A TAP baptizou o seu mais recente avião A320neo com o nome de José Carlos Ary dos Santos, “um dos maiores poetas portugueses do século XX”, numa cerimónia que contou com a presença da família do poeta e com actuações de Simone de Oliveira e de Fernando Tordo.

TAP está a acompanhar o problema do coronavírus e está preparada para reagir, Miguel Frasquilho

29-01-2020 (14h33)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, disse hoje que a companhia aérea está a acompanhar o surto de pneumonia por coronavírus e que está preparada para reagir.

Noticias mais lidas