Agências de viagens reclamam soluções para “recente inoperacionalidade” do Aeroporto do Funchal

11-02-2019 (14h35)

Foto: APAVT
Foto: APAVT

A Associação das Agências de Viagens Portuguesas (APAVT) reclamou hoje em comunicado "decisões urgentes com vista à adopção de políticas e investimentos que permitam solucionar a recente inoperacionalidade do aeroporto Cristiano Ronaldo".

A posição da Associação está expressa em comunicado que começa por realçar o impacto da falência da Germania Airlines, assinalando que ocorre “na senda do que se verificou no passado recente com as transportadoras Monarch, Air Berlin e Lauda Air” e “constitui mais um golpe no Turismo da Madeira, já demasiado exposto pela crescente inoperacionalidade do aeroporto do Funchal, infra-estrutura determinante para a rápida substituição do tráfego afectado por estas situações”.

Citado no comunicado, o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, realça que “não deixa de ser irónico” que a IATA reclame das agências de viagens “cada vez mais garantias” e imponha “crescentes restrições à [sua] actividade”, mas depois “sejam os seus próprios associados a anunciar, uns atrás de outros, falências que deixam os consumidores sem solução, e os destinos e todos os seus stakeholders afectados”.

“Sobre a Madeira, o presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), insta o Governo e todas as autoridades competentes a tomarem decisões urgentes com vista à adopção de políticas e investimentos que permitam solucionar a recente inoperacionalidade do aeroporto Cristiano Ronaldo”, acrescenta o comunicado.

“Num destino cuja economia depende em mais de 26% do Turismo, é incompreensível e inaceitável que não se faça nada para resolver este problema”, prossegue a declaração de Pedro Costa Ferreira, que acrescenta que “a substituição do tráfego transportado por estas transportadoras que faliram, bem como o desenvolvimento de novas ligações, está absolutamente dependente da operacionalidade do aeroporto” e que “o mesmo se passa relativamente ao transporte dos próprios residentes”.

Dados do Aeroporto do Funchal a que o PressTUR teve acesso mostram que em 2018 teve uma quebra de passageiros em 0,7% ou cerca de 21,2 mil, para 3,181 milhões, especialmente pelas quebras em ligações com o Reino Unido (-6,1%, para 637,4 mil) e com a Alemanha (-9%, para 422,6 mil), que são as suas duas principais origens/destinos fora de Portugal.

No mês de Dezembro, porém, o Aeroporto do Funchal já teve fortes aumentos de passageiros de voos de/para Reino Unido e Alemanha, respectivamente em 16,3%, para 48,9 mil, e em 24,9%, para 32,7 mil.

No mês de Janeiro, ‘a toada’ de crescimento nas ligações com a Alemanha até acelerou, registando-se um aumento em 36,4%, para 32,6 mil, mas em voos de/para o Reino Unido registou-se um acentuado abrandamento, com o crescimento a baixar para 3,8%, para 47,6 mil passageiros.

O Aeroporto do Funchal teve, assim, o mais fraco aumento de passageiros do mês de Janeiro entre os grandes aeroportos portugueses geridos pela ANA/Vinci, com +2,2%, para 226,5 mil.

 

Clique para ler: Falência da Germania realça mais uma vez relevância das agências quando viagem corre mal

 

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Construção de aeroporto no Montijo depende da aprovação do projeto de execução e respetivo relatório ambiental

22-01-2020 (18h05)

A construção de um aeroporto civil no Montijo, declarada na terça-feira ambientalmente viável pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), só pode avançar após aprovação dos respetivos projecto de execução e relatório de conformidade ambiental.

Portugal é “um mercado muito importante” onde a Globalia quer crescer — Javier Hidalgo, CEO

22-01-2020 (14h32)

A Globalia, dona da Air Europa e dos hotéis Be Live, entre outras empresas de turismo, como o operador Travelplan, presente em Portugal, vê o país como um mercado "muito importante" onde ambiciona crescer em várias áreas de negócio, disse ao PressTUR Javier Hidalgo, CEO do grupo.

Wizz Air começa a voar de Viena para Faro a partir de Julho

22-01-2020 (13h46)

A Wizz Air, que se apresenta como a maior low cost da Europa Central e do Leste, lança este ano a rota Viena – Faro, bem como prevê reforçar o número de voos das rotas Viena – Porto, que iniciou em meados de Dezembro passado, e Viena – Lisboa.

Sul-africana SAA cancela voos enquanto aguarda injeção de capital

21-01-2020 (18h36)

A companhia aérea estatal sul-africana South African Airways (SAA) anunciou hoje o cancelamento de 38 voos para poupar capital enquanto espera uma injeção de emergência do Governo para salvar da bancarrota.

Lisboa e Porto reforçaram em 2019 o domínio do tráfego aéreo em Portugal

21-01-2020 (17h53)

Os aeroportos de Lisboa e do Porto tornaram-se em 2019 ainda mais decisivos para a evolução do tráfego aéreo em Portugal, concentrando praticamente três quartos dos passageiros em aeroportos portugueses, num total de 44,27 milhões de passageiros, com um aumento médio em 8,1%, enquanto o crescimento do conjunto dos aeroportos geridos pela ANA/Vinci foi de 6,9%.

Noticias mais lidas