Air Europa amplia ligações entre Espanha e o nordeste brasileiro com voos para Fortaleza

23-08-2019 (15h38)

Foto: Air Europa
Foto: Air Europa

A Air Europa, única companhia espanhola com voos directos entre Espanha e o nordeste brasileiro, disputando esse mercado com a TAP, marcou para Dezembro a introdução do seu terceiro destino nessa região do Brasil, Fortaleza, depois de Salvador e Recife, que lhe valeram 80 mil passageiros nos primeiros sete meses deste ano, com um aumento homólogo em 8,3%.

A informação da companhia indica que começará a rota Madrid - Fortaleza com dois voos por semana e aumentará para três a partir de Junho de 2020 (para ler mais clique: Air Europa vai voar Madrid – Fortaleza a partir de 20 de Dezembro).

Dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, a que o PressTUR teve acesso indicam que nos primeiros sete meses deste ano os aeroportos espanhóis tiveram 685,1 mil passageiros de voos de/para o Brasil, significando um aumento em 11,5% ou 70,4 mil em relação ao período homólogo de 2018.

A esmagadora maioria desses passageiros, num total de 523,9 mil, voaram entre de/para o principal aeroporto brasileiro, São Paulo Guarulhos, onde o crescimento foi em 10% ou 47,4 mil.

Esse total de passageiros que voaram entre Espanha e São Paulo Guarulhos, por sua vez, compreende cerca de 406,3 mil na rota Madrid - São Paulo, na qual operam as espanhola Iberia e Air Europa, bem como a brasileira LATAM Brasil (antiga TAM), e cerca de 117,5 mil na rota Barcelona - São Paulo, na qual opera apenas a LATAM Brasil.

Os dados consultados pelo PressTUR indicam que a rota Madrid - Rio de Janeiro, em que opera apenas a Iberia, foi  que teve o crescimento de passageiros mais forte dos primeiros sete meses deste ano, em 27,4%, atingindo um total de 80,98 mil.

A única que teve menos passageiros que há um ano foi Madrid - Salvador, a primeira da Air Europa no Nordeste brasileiro, que teve um decréscimo de 2,2%, para 45,19 mil.

A rota Madrid - Recife, a mais recente da Air Europa entre Espanha e o Brasil, teve um aumento de passageiros em 25,9% e somou 34,78 mil.

Além do reforço das operações no Nordeste brasileiro com a introdução de voos entre Madrid e Fortaleza, a Air Europa já este ano avançou com a constituição de uma empresa para voar rotas domésticas no Brasil, numa acção saudada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (para ler mais clique: Air Europa avança para criação de companhia de aviação no Brasil).

 

Clique para ver mais: Air Europa

Clique para ver mais: Aviação

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas