Cabo Verde Airlines começa a voar Sal – Lagos a 9 de Dezembro

20-08-2019 (14h31)

A Cabo Verde Airlines (CVA) anunciou uma nova rota entre a Ilha do Sal, em Cabo Verde, e a cidade de Lagos, na Nigéria, que começa a operar a partir de 9 de Dezembro com cinco voos por semana.

Os voos serão realizados em Boeing 757 de 183 lugares, incluindo 22 em executiva e 161 em económica, às segundas, terças, quintas-feiras, Sábados e Domingos.

O voo inaugural está previsto para o dia 9 de Dezembro, com saída do Aeroporto Internacional Amílcar Cabral (Sal), às 20h50, hora local, e chegada ao Aeroporto Murtala Muhammed (Lagos) às 02h10, hora local.

A companhia de aviação sublinha em comunicado que a nova rota permite conexões a Lisboa (cinco vezes por semana), Washington DC (três vezes por semana) e Boston (uma vez por semana), bem como aos destinos da companhia no Brasil, designadamente Salvador, Porto Alegre, Recife e Fortaleza.

A CVA acrescenta que o programa Stopover "permite a estadia de até 7 dias em Cabo Verde e assim explorar as diversas experiências no arquipélago, sem custo adicional nas passagens aéreas".

"A nova ligação vem reforçar as operações da companhia dentro do continente africano, assim como a conectividade entre África e a Europa e Américas do Norte e do Sul no quadro da sua missão de ligar os 4 continentes", salienta a nota de imprensa.

A CVA também tem previsto inaugurar em Dezembro novos voos para Luanda, no dia 9, Porto Alegre e Washington DC, ambos no dia 11.

Em Março deste ano, o Estado de Cabo Verde vendeu 51% da companhia Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) por 1,3 milhões de euros à Lofleidir Cabo Verde, uma empresa detida em 70% pela Loftleidir Icelandic EHF e em 30% por empresários islandeses com experiência no sector da aviação, do que resultou a constituição da CVA.

 

Clique para ver mais: CVA

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas