Falência da Germania realça mais uma vez relevância das agências quando viagem corre mal

06-02-2019 (12h37)

A falência da companhia de aviação leisure alemã Germania trouxe de novo para primeiro plano a diferença que é para os passageiros comprarem voos directamente às companhias ou através de agências de viagens riscos quando algo ‘corre mal’, como o demonstra a informação publicada hoje pela Autoridade de Aviação Civil (ANAC) portuguesa.

Diz a ANAC que os passageiros que adquiriram viagem junto de agência de viagens “deverão contactar a agência de viagens contratada no sentido de encontrar uma alternativa”.

Aqueles que compraram directamente à companhia, a ANAC diz que os que já se encontrarem no destino “deverão de adquirir novos bilhetes de regresso, uma vez que os adquiridos à Germania deixaram de ser válidos”, acrescentando que “foram criadas tarifas especiais para os passageiros afectados em várias transportadoras aéreas”.

A informação nada diz explicitamente quando aos passageiros que compraram directamente com a companhia mas ainda não viajaram, deixando apenas a informação que “todos os passageiros mantêm os direitos no âmbito do Regulamento n.º 261/2004”, dó que, neste caso, “assegurados num contexto de insolvência, pelo que o procedimento a adoptar será determinado aquando da nomeação do administrador de falência”, o que significa que perderam o seu dinheiro, pelo menos nos tempos mais próximos.

Para aceder à informação da ANAC clique aqui

 

Para ler mais clique:

Germania Airlines anuncia falência e cancelamento de todos os voos

 

Clique para mais notícias: Germania

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP já voa para Washington – Dulles

17-06-2019 (17h16)

A TAP já liga as capitais de Portugal e dos Estados Unidos, com a inauguração no Domingo do seu voo TP231 para Washington – Dulles, que informou ter preços de ida desde 253 euros.

Lufthansa responsabiliza excesso de capacidade na Europa pela quebra de resultados

17-06-2019 (15h15)

O grupo Lufthansa, maior grupo de aviação da Europa em número de passageiros e em tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), responsabiliza um alegado excesso de capacidade na Europa por uma evolução pior do que previa, mas os seus dados mostram que a subsidiária mais problemática é a Eurowings, que até era identificada com o negócio de voos de longo curso low cost.

Lufthansa alarma mercados com revisão em forte baixa da previsão de resultados

17-06-2019 (14h46)

A Lufthansa revelou hoje uma previsão de queda acentuada do resultado operacional ajustado de não recorrentes, que conduziu a forte quebra da sua cotação na Bolsa de Frankfurt e ‘ondas de choque’ nos títulos das outras companhias de aviação europeias.

TAP quadruplica oferta de obrigações para até 200 milhões de euros

14-06-2019 (19h03)

A TAP decidiu multiplicar por quatro o número e valor de obrigações a emitir, no âmbito do empréstimo obrigacionista em curso, passando de 50 milhões de euros para até 200 milhões de euros, foi hoje comunicado ao mercado.

TAP recebe mais três Airbus A330neo e já conta com dez

14-06-2019 (16h58)

A TAP anunciou hoje ter recebido mais três aviões Airbus A330neo e que, assim, já com dez unidades deste avião que diz contribuir “com mais de 24 milhões de euros para a economia portuguesa” e “mais de 600 postos de trabalho para o País”.

Noticias mais lidas