Falta de slots impede Vueling de voar Bilbau - Lisboa no ‘pico’ do Verão

19-02-2018 (15h04)

A rota Bilbau - Lisboa que a Vueling, low cost espanhola do IAG vai iniciar a 26 de Março, com dois voos por semana, estará suspensa no ‘pico’ do Verão por falta de capacidade do Aeroporto da capital portuguesa, segundo informação da companhia de aviação.

Uma informação publicada no website da Vueling sobre o lançamento da rota Lisboa - Bilbau, na qual competirá com a TAP, a companhia escreve que não estará operacional entre 1 de Junho e 26 de Setembro “não por vontade da companhia, mas por falta de slots (faixas horárias de aterragem e descolagem) no aeroporto de Lisboa, que está no limite da sua capacidade operacional” (para ler mais no website da Vueling clique aqui).

A Vueling, segunda maior companhia em número de passageiros nos aeroportos espanhóis, com 34,787 milhões em 2017, apenas superada pela Ryanair, com 44,01 milhões, em Bilbau foi a nº 1, com 1,7 milhões de passageiros.

Portugal, por sua vez, foi a 6ª principal origem/destino internacional, com 83,5 mil passageiros, 77,9 mil deles em voos TAP.

A low cost do IAG indicou aos sistemas globais de reservas ter programado voar entre Bilbau e Lisboa duas vezes por semana, às segundas e sextas, a partir de 26 de Março, em Airbus A320.

Em horas locais, as partidas de Bilbau (voo VY2700) são às 14h50, com chegada a Lisboa prevista para as 15h25.

As partidas de Lisboa (voo VY2701), por sua vez, são às 16h05, com chegada ao Aeroporto de Bilbau às 18h40.

Além da nova rota de Bilbau, a Vueling também avançou com o lançamento da rota Palma de Maiorca - Lisboa, a partir de 2 de Junho, também duas vezes por semana em Airbus A320.

Em Palma de Maiorca a companhia líder em 2017 em número de passageiros foi a Ryanair, com 4,087 milhões, seguida pela então subsidiária austríaca da Air Berlin, a Niki, com 3,6 milhões, e, depois, a Vueling, com 2,23 milhões.

Portugal, por sua vez, foi a 18ª maior origem/destino internacional, com 87,8 mil passageiros.

A programação desta rota avançada pela Vueling indica que terá voos às quartas e Sábados.

Em horas locais, às quartas o voo sai de Palma às 19h15 para chegar a Lisboa às 20h15 e aos Sábados sai às 19h55 e tem chegada prevista para as 20h55.

As partidas de Lisboa são às 20h50, às quartas, e às 21h35, aos Sábados, com chegadas respectivamente às 23h50 e 00h30 do dia seguinte.

 

Clique para mais notícias: Vueling

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas