GOL reduz capacidade no mercado doméstico brasileiro sem deixar de crescer

07-06-2019 (09h59)

Foto: GOL
Foto: GOL

A GOL, maior companhia de aviação brasileira em passageiros transportados em voos domésticos, indicou que em Maio teve um crescimento do tráfego em RPK (passageiros x quilómetros voados) neste mercado em 7%, apesar de ter reduzido a capacidade em ASK (lugares x quilómetros voados) em 0,5%.

A companhia teve assim uma melhoria da taxa média de ocupação dos voos domésticos em cinco pontos, atingindo 82,9%.

A companhia teve igualmente melhor ocupação em voos internacionais, tendo uma subida de 7,1 pontos, para 75,3%, por crescimento do tráfego em 71,9% face a um aumento de capacidade em 55,6%.

No conjunto das operações domésticas e internacionais, a GOL declarou um crescimento do tráfego em 12,5% face a um aumento de capacidade em 5,8% e, assim, uma melhoria da taxa média de ocupação em 4,9 pontos, para 81,9%.

A GOL informou ainda que no mês de Maio transportou 2,757 milhões de passageiros, +9,1% ou mais 229 mil que no mês homólogo de 2018, embora tivesse aumentado o número de lugares disponíveis em apenas 1,2% ou 40 mil, para 3,434 milhões.

A companhia reduziu assim o total de lugares vazios nos voos de cerca de 866 mil para cerca de 677 mil.

No conjunto dos primeiros cinco meses deste ano, a GOL tem igualmente uma redução do número de lugares vazios, de aproximadamente 4,069 milhões para cerca de 3,595 milhões.

A companhia informou que nos primeiros cinco meses deste ano teve mais 2,9% de lugares disponíveis que há um ano, somando 17,906 milhões, apesar de ter reduzido o número de descolagens em 1%, para 102.692, e ainda assim teve um aumento de passageiros em 7,4% ou 886 mil, atingindo um total de 14,311 milhões.

Este aumento foi com mais 914 mil passageiros transportados em voos domésticos (+7,3%, para 13,395 milhões) e mais 72 mil em voos internacionais (+8,5%, para 916 mil).

A GOL informou também que nos primeiros cinco meses do ano teve um crescimento médio do tráfego em RPK (passageiros x quilómetros voados) em 7,6%, com +4,9% em voos domésticos e +28,2% em internacionais.

Neste caso, porém, o crescimento foi inferior ao aumento de capacidade (+29%), levando a um decréscimo da taxa de ocupação em 0,5 pontos, para 76,3%, enquanto em voos domésticos a taxa de ocupação subiu 2,1 pontos, para 82,3%, proporcionando um aumento da taxa média dos primeiros cinco meses em 1,6 pontos, para 81,4%.

 

Clique para mais notícias: GOL

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroportos espanhóis têm no fim de Agosto mais quase nove milhões de passageiros

12-09-2019 (15h02)

Os aeroportos espanhóis estão no fim de Agosto com mais quase nove milhões de passageiros que nos primeiros oito meses de 2018, sobressaindo Madrid, com mais 2,6 milhões, Barcelona, com mais 1,7 milhões, e Palma de Maiorca, Málaga e Alicante, cada aumentos acima dos 700 mil passageiros.

Royal Air Maroc já abriu reservas para voos Casablanca - Pequim Daxing

12-09-2019 (14h31)

A companhia de aviação marroquina Royal Air Maroc (RAM), que voa para os aeroportos portugueses de Lisboa e do Porto, já abriu as reservas para os voos entre o seu hub de Casablanca e o novo aeroporto da capital chinesa, Pequim Daxing, que tem programado começar a 16 de Janeiro próximo.

América Latina destaca-se como ‘motor’ de crescimento do IAG

11-09-2019 (18h57)

O IAG, segundo maior grupo europeus de aviação, deveu quase 50% do seu crescimento de tráfego este Agosto às ligações com países da América Latina, com aumentos em 25,5% do número de passageiros embarcados e em 21,3% do tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados).

Justiça brasileira rejeita pedido de falência da Avianca Brasil

11-09-2019 (13h47)

O Tribunal de Justiça de São Paulo rejeitou o pedido de falência da companhia de aviação Avianca Brasil, do grupo dos irmãos Efromovich, e manteve o plano de recuperação judicial a decorrer desde Dezembro.

TAP confirma reanimação da procura de voos no Brasil

10-09-2019 (16h41)

A TAP assinalou a reanimação do mercado brasileiro, o seu maior em receita pelo menos em 2018, ao anunciar que "recuperação do mercado brasileiro influencia crescimento consecutivo do número de passageiros transportados nas rotas de e para o Brasil em Agosto".

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas