Hi Fly entra na ‘corrida’ ao negócio de aviação do Thomas Cook

04-06-2019 (14h52)

Foto: Nils Nedel / Unsplash
Foto: Nils Nedel / Unsplash

A Hi Fly, companhia de aviação da família Mirpuri, sucessora da falida Air Luxor, é candidata à compra do negócio de aviação do Thomas Cook, segundo maior grupo de operação turística e agências de viagens, actualmente a batalhar pela sobrevivência.

A existência de uma candidatura da Hi Fly, em concorrência com Lufthansa, Virgin Atlantic, Indigo Partners e Triton Partners, neste caso apenas pela operação nos países nórdicos, foi avançada pelo “Mail on Sunday” e secundada pela agência Reuters, que diz, citando “uma fonte familiar com o assunto”, na segunda-feira, que a companhia da família Mirpuri apresentou uma proposta de compra.

A venda do negócio de aviação é a resposta do Thomas Cook à necessidade de reunir capital face a resultados decepcionantes (prejuízo de 183,2 milhões de euros no exercício terminado em Setembro), com três profit warnings (avisos de falhanço da previsão de resultados) em menos de um ano, que não permitem o serviço de uma dívida estimada em mais de mil milhões de libras.

A Thomas Cook foi, curiosamente, o primeiro cliente do A380 da Hi Fly, companhia especializada no negócio de ACMIs (do inglês para alugueres que incluem avião, tripulação, manutenção e seguros).

A sua antecessora, a Air Luxor, porém, também teve experiência num negócio semelhante ao das companhias de aviação do Thomas Cook, uma vez que também servia o operador turístico da família Mirpuri, a Air Luxor Tours.

Actualmente, a Hi Fly realiza alguns voos charters para operadores turísticos portugueses, designadamente os seus voos para o Nordeste do Brasil no réveillon, como voltará a acontecer este ano (clique para ler: Operadores portugueses já vendem charters para o Réveillon no Brasil).

 

Clique para mais notícias: Hi Fly

Clique para mais notícias: Thomas Cook

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP já ultrapassou o total de passageiros do ano de 2018

06-12-2019 (15h53)

A TAP transportou 15,8 milhões de passageiros entre Janeiro e final de Novembro deste ano, igualando assim o total de 2018, ano em que crescera 10,4% ou 1,5 milhões de passageiros.

TAP cresce 15,7% em Novembro e melhora ocupação dos voos em 2,1 pontos

06-12-2019 (15h50)

A TAP informou hoje que em Novembro, um dos meses mais fracos para as companhias de aviação do hemisfério Norte, teve um crescimento do tráfego medido em passageiros x quilómetros voados (RPK, na sigla do inglês) em 15,7%, conseguindo assim uma melhoria da taxa de ocupação dos voos em 2,1 pontos, mesmo tendo feito um aumento de capacidade em 12,5%.

TAP faz dois voos extra para transportar passageiros retidos na Madeira

06-12-2019 (13h44)

A TAP vai fazer hoje dois voos extra para transportar os passageiros retidos na Madeira devido aos ventos fortes que ontem impediram todas as partidas e chegadas previstas para o aeroporto do Funchal.

TAAG junta operadores e parceiros para jantar de Natal em Lisboa

06-12-2019 (11h44)

A companhia de aviação angolana TAAG juntou operadores turísticos e outros parceiros esta quinta-feira em Lisboa, para um jantar de Natal que encerrou com uma actuação do novo embaixador da companhia, o cantor Matias Damásio.

Mais de 20 voos cancelados na Madeira devido ao mau tempo

05-12-2019 (17h01)

Os ventos fortes que se fazem sentir no arquipélago da Madeira obrigaram ao cancelamento de mais de 20 voos programados para hoje, de acordo com a informação da ANA - Aeroportos de Portugal consultada pelo PressTUR.

Noticias mais lidas