Iberia quer continuar a crescer em Portugal em 2020, Marco Sansavini, director Comercial

27-01-2020 (17h59)

O director Comercial da Iberia, Marco Sansavini, disse ao PressTUR que 2020 será um ano para continuar a crescer em Portugal, tendo previsto um aumento de oferta de lugares em 8% para Lisboa e Porto.

“O que pensamos fazer em Portugal em 2020 é continuar a desenvolver a oferta e continuar a crescer”, começou por dizer executivo, que falava ao PressTUR em Madrid, durante a Fitur.

“Vamos crescer à volta de 8% no Porto e em Lisboa, porque vemos que esta aposta para consolidar a oferta, continuando a conectar e a fazer muitas frequências diárias, funciona”, sublinhou Marco Sansavini.

O reforço da oferta de lugares nos voos de Madrid para Lisboa e Porto será feito “principalmente” através da utilização de aeronaves com maior capacidade. “Passamos dos regionais [Bombardier] aos Airbus e dos A319 aos A320”.

Além de Lisboa e Porto, “vamos continuar a operar no Verão as frequências para Faro e para a Madeira”, acrescentou o executivo.

Sem revelar dados de tráfego, Marco Sansavini afirmou que a Iberia cresceu em Portugal no ano passado, graças à adesão do mercado ao aumento de 30% da oferta de lugares na rota do Porto.

A companhia operava os voos Madrid – Porto com aviões da Air Nostrum, “que têm no máximo 100 lugares”, e em Abril passou voar com aviões Airbus da Iberia, que têm mais capacidade. “Já temos em média 24 frequências semanais, quase quatro voos diários no Porto”, especificou o director Comercial da companhia.

“Em Portugal, dada a proximidade do nosso hub, há dois elementos sempre muito importantes: o tráfego que chega a Madrid e, ainda com mais relevância, todos os destinos que se podem conectar desde Madrid”, destacou Marco Sansavini.

“O facto de ter tantas frequências diárias permite as conexões com basicamente toda a rede da Iberia, que é uma rede de 60 destinos na Europa, 20 na América Latina mais os da América do Norte”, a que se juntam também Tóquio e Xangai, que “também são rotas que estão bem ‘alimentadas’ por Portugal”.

Questionado sobre o contributo da Iberia para o aumento de 16% do número de passageiros que voaram entre Portugal e Espanha em 2019, Marco Sansavini diz apenas que a companhia também terá contribuído e destaca que, mais do que estimular o tráfego entre os dois países, a companhia impulsiona o tráfego de Portugal para outros destinos além Madrid.

“Não somos os únicos que operam. Mas o que é certo é que somos os únicos que uma vez chegados os passageiros a Espanha podemos conectá-los. Nós estimulamos muito mais do que só o tráfego entre Portugal e Espanha. Estimulamos todos os destinos do mundo para os portugueses”, concluiu.

Para ver mais clique:

Voos Espanha – Portugal superam os 5,6 milhões de passageiros, com aumento em 16%

Iberia vai voar Barcelona – Funchal este Verão

 

Clique para ver mais: Iberia

Clique para ver mais: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas