Scott Kirby substitui Oscar Muñoz como CEO da United

09-12-2019 (12h59)

Scott Kirby e Oscar Muñoz (Fotos: United Airlines)
Scott Kirby e Oscar Muñoz (Fotos: United Airlines)

A companhia de aviação norte-americana United Airlines anunciou que o seu CEO, Oscar Muñoz, vai passar a ser chairman executivo do Conselho de Administração, enquanto Scott Kirby, presidente, foi nomeado CEO.

A estas alterações, que entrarão em vigor após a reunião anual de accionistas, agendada para 20 de Maio, acresce a nomeação de Ted Philip para director independente líder do Conselho de Administração.

“Com a United numa posição mais forte do que nunca, agora é o momento certo para começar o processo de passar o testemunho para um novo líder”, disse Oscar Muñoz, citado num comunicado, onde sublinha estar “confiante de que não há ninguém no mundo melhor preparado [do que Scott Kirby] para levar a United a alturas ainda maiores”.

Oscar Muñoz vai desempenhar o cargo de chairman executivo do Conselho de Administração da United durante um ano.

Assim, a actual chairman, Jane Garvey, irá aposentar-se do Conselho de Administração da United em Maio de 2020, depois de mais de uma década na empresa.

Jane Garvey, citada na mesma nota, afirmou que Oscar Muñoz foi nomeado CEO num dos momentos “mais desafiantes da história da United, e o seu foco em colocar os clientes e os funcionários em primeiro lugar transformou a cultura da United de hoje e posicionou a empresa com sucesso para o amanhã”.

“Temos plena confiança de que Scott é o candidato ideal para liderar o United no futuro brilhante que temos pela frente”, acrescentou Jane Garvey.

Citado na mesma nota de imprensa, Scott Kirby, que foi contratado por Muñoz em Agosto de 2016, após uma carreira de três décadas no negócio de companhias aéreas comerciais, declarou-se “ansioso por trabalhar com Oscar, o Conselho de Administração, a nossa equipa de liderança estabelecida e todos os funcionários da United, enquanto avançamos na nossa estratégia comprovada e nos concentramos em ser a companhia aérea que os clientes escolhem para voar e retornar várias vezes”.

Já Ted Philip integrou o Conselho de Administração da United em Julho de 2016 e preside actualmente o Comité de Nomeação / Governança, além de actuar também no Conselho de Administração da Hasbro, Inc. e BRP Inc.

“Eu não poderia estar mais empolgado com a oportunidade que temos na United nos próximos anos para cumprir o incrível potencial desta companhia aérea”, afirmou Ted Philip, que a partir de Maio será director independente líder do Conselho de Administração da companhia.

 

Clique para ver mais: United Airlines

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Quem é Quem

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugueses em Timor-Leste regressam no Sábado

03-04-2020 (12h05)

Os portugueses que se encontravam a trabalhar em Timor-Leste, a maioria dos quais como professores, vão partir do aeroporto de Díli no Sábado de manhã rumo a Lisboa a bordo de um Boeing B767-300ER da euroAtlantic Airways.

Governo fecha aeroportos ao tráfego de passageiros entre 9 e 13 de Abril, António Costa

02-04-2020 (19h27)

O primeiro-ministro anunciou hoje que Portugal vai encerrar ao tráfego de passageiros todos os aeroportos portugueses no período da Páscoa, entre os dias 9 e 13 deste mês, excepção feita aos voos de Estado, de carga ou humanitários.

Airlines for Europe apoia adiamento das taxas de controlo de tráfego aéreo

02-04-2020 (18h15)

A associação de companhias aéreas europeias Airlines for Europe manifestou o seu apoio em relação à proposta da Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea Eurocontrol que sugere o adiamento das taxas de controlo de tráfego aéreo.

LATAM reduz operação em Abril em 95%

02-04-2020 (17h06)

O Latam, grupo que engloba a chilena LAN e a brasileira TAM, que é uma das companhias brasileiras com voos para Lisboa, informou hoje que em Abril reduz a operação em 95%, tendo em conta as restrições às viagens e a quebra da procura devido à pandemia de covid-19.

Aviação mundial foi “atingida por uma marreta chamada Covid-19”, IATA

02-04-2020 (16h41)

A IATA informou hoje que em Fevereiro a aviação mundial teve a maior quebra de tráfego desde os atentados às torres gémeas de Nova Iorque em 11 de Setembro de 2001, provocada essencialmente por quebras das companhias da região Ásia e Pacífico.

Noticias mais lidas