TAP baptiza novo A330neo com nome de Marquês de Pombal

20-08-2019 (14h40)

A TAP baptizou o seu novo A330neo com o nome de Marquês de Pombal, “em homenagem ao ministro do reinado de D. José I que reconstruiu Lisboa, depois do Terramoto de 1755”, descreve a companhia de aviação.

O novo avião, com a matrícula CS-TUE, foi pintado esta segunda-feira no Hangar 6 de TAP, com a presença de Tomás Daun e Lorena, descendente de Marquês de Pombal, e de Ramiro Sequeira, chief operating officer da transportadora.

O primeiro voo do avião “Marquês de Pombal” realiza-se hoje, terça-feira, com o código TP013 com destino a Recife, no Brasil.

“A administração de Marquês de Pombal ficou marcada por várias reformas administrativas, económicas e sociais. Tendo acabado com a escravatura em Portugal Continental, em 1761, reorganizado o sistema de educação e incentivado o desenvolvimento da indústria nacional, dando, por exemplo, origem à primeira Região Vinícola Demarcada do Mundo, a Região do Douro, em Portugal”, descreve a nota de imprensa da TAP.

O trabalho e dedicação de Marquês de Pombal na reconstrução da capital portuguesa, em 1755, “concedeu-lhe dois títulos nobiliárquicos atribuídos por D. José I, Marquês de Pombal e Conde de Oeiras”, acrescenta o comunicado.

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: TAP

 

 


Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas