Tráfego aéreo Espanha-Brasil volta a crescer, e a dois dígitos

22-10-2018 (17h02)

Foto: AENA
Foto: AENA

Depois de em 2017 ter caído 8%, o número de passageiros a voarem entre Espanha e o Brasil está a subir este ano a 10,8% e com o aumento nos meses de Verão na Europa (Junho a Setembro) a atingir 19,2%, de acordo com dados da gestora dos aeroportos espanhóis, AENA, recolhidos pelo PressTUR.

Esses dados mostram que os aeroportos espanhóis somaram, de Janeiro a Setembro, 809,2 mil passageiros de voos de/para o Brasil, mais 78,9 mil que no período homólogo de 2017,

Esse aumento reflecte, principalmente, a subida nos meses de Verão, em que tiveram mais 62,8 mil passageiros, atingindo um total de 389,6 mil.

Por rotas, o maior contributo foi do início dos voos entre Madrid e Recife pela Air Europa, do grupo Globalia, os quais transportaram 35,4 mil passageiros nos dois sentidos, que foram integralmente crescimento, uma vez que essa rota não existia nos primeiros nove meses de 2017.

Os dados recolhidos pelo PressTUR permitiram ver que a introdução dessa rota não ‘canibalizou’ o outro destino da Air Europa no Nordeste brasileiro, Salvador, que em 2017 registara um aumento de passageiros em 8,6% e nos primeiros nove meses deste ano ‘acelerou’ o crescimento com um aumento em 15,4%, significando mais 7,9 mil que há um ano e atingindo um total de 59,1 mil.

Tal como com a rota de Recife, em que o aumento mais forte foi nos meses de Verão (Junho a Setembro), também a rota Madrid - Salvador teve a subida mais forte na época estival, com um aumento em 36,5% (mais 7,1 mil, para 26,5 mil).

E situação idêntica verificou-se com os voos de/para Rio de Janeiro e São Paulo que não são destinos tão claramente de tráfego de lazer como Salvador e Fortaleza.

Os voos de/para São Paulo, capital económica do Brasil, tanto de Madrid como de Barcelona, operados por Iberia, Air Europa e LATAM, somaram 627,8 mil passageiros nos primeiros nove meses deste ano, +4,7% ou mais 28,2 mil que no período homólogo de 2017, com o aumento no Verão a atingir 11,5% ou 31,1 mil, para 302,1 mil.

Os voos entre Madrid e o Rio de Janeiro, uma rota em que apenas opera a espanhola Iberia, tiveram um aumento médio de passageiros nos primeiros nove meses em 8,9%, com a subida nos meses de Verão a atingir 23,6%.

A rota somou 86,7 mil passageiros até Setembro, mais 7,1 mil que nos primeiros nove meses de 2017, pelo aumento em 8,5 mil no Verão, para 44,7 mil.

No mês de Setembro, o movimento de passageiros em voos entre Espanha e o Brasil alcançou um total de 95,9 mil, com um aumento em 15,4% ou 12,8 mil.

Apesar do impacto da nova rota Madrid - Salvador, que em Setembro de 2017 não existia e em Setembro deste ano teve 3,7 mil passageiros, os voos que mais contribuíram para o crescimento foram os de São Paulo, com um aumento próximo dos seis mil (+8,7%, para 74,9 mil).

Seguiram-se os voos de/para o Rio de Janeiro, com mais 1,6 mil (+17,6%, para 11 mil), e seguidamente os voos de/para Salvador, com mais 1,5 mil (+31,2%, para 6,2 mil).

 

Clique para mais notícias: Brasil

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: AENA


 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo TAP prepara-se para entrar em bolsa a partir de 2020

22-03-2019 (18h21)

A TAP SGPS está a trabalhar para, a partir de 2020, estar pronta a avançar com uma IPO (Oferta Pública Inicial), com uma percentagem entre 15% e 30%, anunciou hoje o presidente da Comissão Executiva do grupo.

Grupo TAP tem prejuízo de 118 milhões de euros em “ano necessário”

22-03-2019 (18h06)

O Grupo TAP passou de um lucro de 21,2 milhões de euros em 2017 para um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, um ano de transformação necessária para preparar o futuro, segundo descreveram hoje Miguel Frasquilho, Antonoaldo Neves e David Neeleman.

TAP quer acabar com “dependência” do Brasil através da diversificação de mercados

22-03-2019 (16h42)

A TAP está a trabalhar na diversificação de mercados para acabar com a “dependência” do Brasil, um mercado que representa quase 25% das vendas totais da companhia e que no ano passado teve uma quebra de receitas de 10%, em euros.

TAP vai investir “cada vez mais” nas vendas directas

22-03-2019 (15h13)

As vendas da TAP através dos seus canais directos, como o seu website e o contact center, representaram 41% das vendas da companhia aérea em 2018, e o objectivo é chegar a 50%, disse hoje Raffael Quintas, Chief Financial Officer (CFO) da companhia.

Companhia aérea indonésia cancela encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX

22-03-2019 (14h30)

A companhia aérea indonésia Garuda anunciou hoje o cancelamento de uma encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX, aparelho ligado a dois acidentes, o mais recente dos quais a 10 de Março, na Etiópia.