Travelport Portugal prevê fechar o ano com mais 25 mil reservas

18-11-2019 (12h22)

A Travelport, líder em Portugal no processamento de reservas de agências de viagens, prevê encerrar o ano com mais 25 mil reservas do que em 2018, o que equivale a um aumento de 2%, avançou ao PressTUR o seu director-geral, António Loureiro.

A tecnológica espera fechar o ano com mais 51 mil segmentos aéreos reservados através da sua plataforma, o que corresponde a um crescimento de 8% face a 2018, especificou o director regional da Travelport em Portugal.

Na festa de encerramento do 45º Congresso da APAVT, no Funchal, oferecida pela Travelport, António Loureiro disse que 2019 "foi um ano fantástico, [embora] cheio de problemas e desafios, que acho que superámos todos".

"Temos sempre defendido os agentes de viagens e lutado convosco em todas as ocasiões. Vamos continuar a fazê-lo sejam lá quais forem os desafios que nos coloquem", garantiu o executivo.

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, afirmou que o jantar e o espectáculo oferecidos pela Travelport ao Congresso "simbolizam uma parceria de muitos anos, uma confiança de muitos anos".

"Nos piores momentos defendemo-nos uns aos outros e continuamos seguindo para a frente. E vai ser assim uma vez mais", acrescentou.

A nível global, a Travelport atravessou uma grande transformação este ano, designadamente pela sua aquisição pelas financeiras Siris Capital Group e Evergreen Coast Capital Corporation, por 4,4 mil milhões de dólares (clique para ler: Siris e Evergreen compram Travelport por 4,4 mil milhões de dólares).

Com a aquisição, a empresa deixou de estar cotada em bolsa, uma mudança que o seu novo CEO, Greg Webb, considera que permitiu torná-la mais ágil e alcançar uma posição única para promover ‘disrupção' na indústria (clique para ler: Travelport está mais ágil que a concorrência e promete "disrupção", CEO Greg Webb).

 

O PressTUR viajou a convite da APAVT

 

Clique para ver mais: Travelport

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas