Voos com os EUA e com o Brasil tiveram os maiores aumentos de passageiros em Lisboa em Julho

26-08-2019 (16h34)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

Os voos com os Estados Unidos e com o Brasil foram os que mais fizeram crescer o Aeroporto de Lisboa este Julho, um mês em que tradicionalmente as rotas intra-europeias ganham mais preponderância por se estar em plena época alta do turismo no Hemisfério Norte e designadamente na Europa.

Dados dos aeroportos portugueses a que o PressTUR teve acesso indicam que as rotas dos Estados Unidos e do Brasil foram mesmo as únicas a terem em Julho aumentos acima de 30 mil passageiros, com mais 34.582 e mais 34.080, respectivamente.

O Brasil foi em Julho o 5º mercado internacional de origem/destino de passageiros do Aeroporto de Lisboa, com 217 mil, +18,6% que no mês homólogo de 2017.

Os Estados Unidos, por sua vez, foram o 7º, com 154,3 mil passageiros e um crescimento em 28,9%, com o qual ultrapassaram em número de passageiros a Suíça.

O crescimento mais forte do mês de Julho entre as 20 maiores origens/destinos de passageiros foi o que se verificou nas rotas que ligam Lisboa com a Irlanda, com um aumento em 87,5%, seguidas pelas rotas que ligam com Cabo Verde, que tiveram uma subida de 33,2%, e só então, em terceiro lugar, o aumento em 28,9% nas rotas para os Estados Unidos.

Porém, enquanto as rotas dos EUA tiveram este Julho mais 34.582 passageiros que no mês homólogo de 2018, e as do Brasil tiveram mais 34.080, as rotas da Irlanda tiveram mais 27.218 e as de Cabo Verde tiveram mais 12.418.

A relevância do crescimento das rotas dos Estados e do Brasil está em linha com os dados publicados pelo INE e pelo Banco de Portugal, respectivamente sobre a afluência aos estabelecimentos de alojamento turístico portugueses e sobre gastos em Portugal de turistas estrangeiros (clique para ler: Turistas dos Estados Unidos despenderam em Portugal mais quase cem milhões de euros e EUA subiram em Junho a maior mercado fora da Europa para a hotelaria portuguesa).

Para ler mais clique:

Aeroporto de Lisboa passou a marca dos três milhões de passageiros pela 1ª vez em Julho

 

Clique para mais notícias: Aeroporto de Lisboa

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas