Cruzeiros em Lisboa têm melhor 1º semestre de sempre, apesar de queda acentuada em Junho

08-07-2019 (17h15)

O Porto de Lisboa recebeu 239.135 passageiros de cruzeiros nos primeiros seis meses deste ano, segundo informação da APL, cujos dados indicam um novo recorde para a primeira metade de um ano, superando por cerca de 8,4 mil o anterior máximo, do ano de 2012.

A informação avançada pela APL indica que esse total de 239.135 passageiros compreende 29.026 passageiros em turnaround, ou seja, que começaram e/ou terminaram cruzeiros na capital portuguesa, e 210.109 em trânsito, que são os que chegaram e partiram no mesmo navio, visitando Lisboa apenas como excursionistas.

Relativamente ao primeiro semestre de 2018, os dados avançados em comunicado da APL indicam um crescimento médio do número de passageiros em 8,2%, que significou um aumento de 18.063, com mais 9.555 passageiros em trânsito (+4,8%) e mais 8.508 em turnaround (+41,5%), que é o segmento mais interessante para o turismo da cidade, pois normalmente envolve dormidas na hotelaria, e também a principal aposta com a entrada em operação do novo terminal dacidade.

Isso mesmo o destacou a presidente do Conselho de Administração do Porto de Lisboa, Lídia Sequeira, em declaração publicada no comunicado em que são informados alguns dados da actividade no primeiro semestre, na qual destaca que “a variação do segmento de turnaround significa a realização de operações com um maior número de passageiros a embarcar e a desembarcar, e pelo aumento do número de escalas em interporting”.

“O crescimento das viagens de turnaround, é uma consequência directa do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa, que oferece as melhores condições para acolher navios e passageiros de cruzeiro, mas também do potencial elevado que a cidade de Lisboa lhe confere, em especial com a sua beleza, o seu património e com a sua localização no cruzamento das principais rotas – Mediterrâneo, Báltico, transatlântico, Atlântico”, acrescenta a declaração.

Ainda assim, os dados mostram que os passageiros em turnaround foram no primeiro semestre apenas 12,1% do total do período, acima dos 9,3% do período homólogo de 2018, mas aquém dos 25,3% da primeira metade de 2009.

 

Clique para mais notícias: Cruzeiros em Lisboa

Clique para mais notícias: Cruzeiros

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Nova associação de Turismo Chinês em Portugal quer ajudar negócios afectados pelo novo coronavírus

24-02-2020 (18h08)

Uma nova Associação de Turismo Chinês em Portugal está a ser criada para ajudar os negócios afectados pelo coronavírus e potenciar o aumento das viagens entre os dois países, anunciou hoje Liang Yong, da agência de viagens Sinotravel, num almoço organizado pela APAVT e a Liga de Chineses em Portugal.

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Noticias mais lidas