Costa Cruzeiros vai quase septuplicar a capacidade disponível para o mercado português

13-12-2019 (14h50)

Henrique Mateus, senior sales manager da Costa Cruzeiros para Portugal
Henrique Mateus, senior sales manager da Costa Cruzeiros para Portugal

A Costa Cruzeiros, que "normalmente" disponibilizava para o mercado português 30 camarotes por semana nos itinerários que começavam e acabavam em Lisboa, vai quase septuplicar a capacidade, passando já no próximo ano a ter 200 camarotes, revelou Henrique Mateus, senior sales manager da companhia do grupo Carnival.

A Costa Cruzeiros passou a gerir directamente a sua actividade no mercado português a 1 de Dezembro, deixando de ser representada pela Line C, o que permitiu investir mais, explicou Henrique Mateus em declarações à imprensa numa apresentação para agentes de viagens esta quinta-feira em Lisboa.

Quando “um mercado já representa um número de passageiros considerável”, as empresas “terminam o contrato com o GSA e assumem esse mercado” para “investir mais, tornar o mercado muito mais apelativo, estar mais presente nos clientes”, frisou o executivo.

“O ano de 2019 teve um crescimento na ordem dos dois dígitos”, cerca de “12%, por aí” disse Henrique Mateus, indicando que em Portugal a Costa Cruzeiros alcança anualmente “à volta de dez mil passageiros”.

Os dados não são definitivos, “ainda estamos a apurar números, mas houve crescimento de passageiros portugueses nos itinerários habituais: Mediterrâneo, Norte da Europa e, uma novidade, Singapura”, pormenorizou o executivo.

Singapura “tornou-se o terceiro destino mais vendido entre os portugueses” que viajam na Costa Cruzeiros. Para 2020, a companhia já está a registar “muita procura para esse destino do oriente, um destino exótico”, acrescentou Henrique Mateus.

O mercado continua “a crescer a dois dígitos”, embora os números ainda sejam “pequenos para a exigência da empresa”. Com a gestão directa do mercado português, “as exigências serão muito maiores porque o investimento vai ser maior, vamos ter muita visibilidade”, assegurou.

Um dos aspectos que revela o aumento do nível de exigência é o número de camarotes disponíveis nos cruzeiros com início e fim em Lisboa. “Normalmente a Costa disponibilizava 30 camarotes, agora falamos de 200 camarotes, são 400 pessoas por semana”, sublinhou Henrique Mateus, destacando que é a companhia de cruzeiros com “mais embarques Lisboa-Lisboa”, num total de sete em 2020.

“Vamos dar mais produto às agências, mais possibilidades de viagem. Este itinerário [Lisboa-Lisboa] começa em meados de Setembro e termina em Novembro, como sempre”, mas com um navio mais recente que na programação deste ano, que será o Costa Fascinosa.

O itinerário será de dez noites com partida de Lisboa, escalas em Espanha, França, Itália e regresso à capital portuguesa.

Uma das apostas da Costa “é tentar cada vez mais promover o produto tudo incluído, com excursões, bebidas, taxas de serviço”, para que o cliente viaje “sem surpresas”.

“O cliente quer ir e quer saber quanto vai pagar”, e prova disso é que “a grande maioria dos nossos clientes viaja com o pacote super tudo incluído”, frisou Henrique Mateus.

A Costa Cruzeiros, que “há cinco anos que não tinha um navio novo”, está a inaugurar novos navios, a começar pelo Costa Smeralda, que inicia os seus itinerários a 23 de Dezembro, acrescentou o executivo.

O novo navio, movido a GNL (Gás Natural Liquefeito), tem 2.612 camarotes, 11 restaurantes, 19 bares e várias opções de entretenimento, desde piscinas interiores a centros de actividades para crianças, passando por espectáculos ao vivo e festas temáticas.

Ver também:

Costa Cruzeiros passa a gerir directamente o mercado português

 

Clique para ver mais: Costa Cruzeiros

Clique para ver mais: Cruzeiros

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

MSC Cruzeiros assina três acordos com a Chantiers de l’Atlantique

20-01-2020 (17h42)

A companhia de cruzeiros MSC Cruzeiros e o estaleiro francês Chantiers de l’Atlantique assinaram três acordos que visam a construção de mais dois navios World Class, movidos a LNG, e o desenvolvimento de dois protótipos de classes de navio que privilegiam tecnologias ambientais.

Mystic Cruises encomenda quatro navios de cruzeiros

13-01-2020 (14h07)

A Mystic Cruises, detida pela holding portuguesa Mystic Invest, encomendou quatro navios de cruzeiros, cada um com capacidade para 200 passageiros e 112 tripulantes.

Porto em Angra do Heroísmo vai poder receber “cruzeiros temáticos”

13-01-2020 (13h47)

O Porto das Pipas, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, vai ser alvo de obras para poder receber navios de maior dimensão, incluindo “cruzeiros temáticos”.

Portos dos Açores esperam mais 30 mil passageiros de cruzeiros em 2020

10-01-2020 (18h46)

A Portos dos Açores prevê receber este ano mais 30 mil passageiros de cruzeiros e mais 35 escalas, incluindo várias escalas inaugurais em diversas ilhas.

Navio que faz ligação Madeira – Porto Santo vai para manutenção

08-01-2020 (12h28)

O navio Lobo Marinho, que assegura a linha marítima regular entre as ilhas da Madeira e do Porto Santo, iniciou ontem uma paragem de cerca de cinco semanas para a sua operação anual de manutenção.

Noticias mais lidas