MSC já tem à venda cruzeiros a bordo do novo MSC Seashore

26-06-2019 (15h49)

Imagem: MSC Cruzeiros
Imagem: MSC Cruzeiros

A MSC Cruzeiros anunciou que já estão disponíveis reservas para viagens a bordo do primeiro navio da classe Seaside Evo, o MSC Seashore.

O navio fará a sua temporada inaugural no Mediterrâneo Ocidental a partir de 13 de Junho de 2021, com itinerários de sete noites por Barcelona, Marselha, Génova, Nápoles, Messina e Valetta.

As vendas estão disponíveis ao longo de duas semanas exclusivamente para membros do MSC Voyagers Club, ficando disponíveis para todos os clientes a partir de 11 de Julho.

Nas reservas efectuadas durante estas duas semanas, os membros MSC Voyagers Club receberão 5% de desconto adicional além dos 5% desconto habituais do programa de fidelização, bem como a possibilidade de beneficiar da escolha dos primeiros camarotes.

Os restantes clientes poderão também usufruir de um desconto de 5% em reservas efectuadas até 11 de Setembro.

A encomenda de dois navios da nova classe Seaside Evo, com um investimento de 1,8 mil milhões de euros, foi anunciada em 30 de Novembro de 2017 em Trieste, Itália, pelo presidente da MSC, Pierfrancesco Vago, durante a inauguração do MSC Seaside (clique para ler: MSC encomenda dois navios de uma nova classe Seaside Evo).

O MSC Seashore será o terceiro navio da geração Seaside, no seguimento do MSC Seaside e MSC Seaview, que foram inaugurados em 2017 e 2018 respectivamente, e o primeiro de dois navios Seaside Evo, “com espaços públicos aumentados, com mais camarotes e com o mais alto rácio de espaços ao ar livre por hóspede do que qualquer outro navio da frota da companhia”.

Citado em comunicado, Gianni Onorato, Chief Executive Officer de MSC Cruzeiros, afirmou que “o MSC Seashore é uma evolução do inovador protótipo Seaside, mas este enriquecido navio permitiu-nos melhorar a experiência do viajante com a introdução de novos recursos e instalações, além de aperfeiçoar ainda mais os já existentes”.

“Com uma maior capacidade e instalações ampliadas, o MSC Seashore oferecerá aos hóspedes inúmeras oportunidades de se aproximarem do mar, disponibilizando ainda mais opções para os turistas aproveitarem a beleza do Mediterrâneo quando o navio começar a navegar”, acrescentou Gianni Onorato.

Com mais 16 metros que os navios da classe Seaside, o MSC Seashore tem espaços públicos com novas áreas públicas, com “um novo lounge para espectáculos com dois decks abaixo da piscina da popa, que se encontra agora localizada no deck 8, enquanto a piscina interior do deck 18 será aumentada com um deck adicional em cima e ao redor da piscina”.

A oferta para famílias, por sua vez, foi “aumentada com uma ‘kids area’ ainda maior e um parque aquático de última geração”, descreve o comunicado da companhia.

O navio terá também um novo restaurante para clientes Aurea e mais um restaurante principal, sendo que os restaurantes de especialidade e o buffet também estarão localizados noutros decks, o que “permitirá que os viajantes se sentem na icónica promenade com vista para o mar, aproximando-os ainda mais do mar enquanto desfrutam do almoço ou jantar”.

Além da renovação do design nos camarotes principais, também o MSC Yacht Club terá um novo estilo de suite, “com um grande closet”, bem como duas novas suites com banheiras de hidromassagem e mais 28 de camarotes com terraço e área privada para apanhar banhos de sol.

O MSC Seashore estará equipado com “a melhor e mais recente tecnologia ambiental disponível para reduzir o impacto ambiental, incluindo: um sistema de limpeza de gases de escape para emissões mais limpas; um avançado sistema de tratamento de águas residuais; sistemas de aquecimento inteligentes, ventilação e ar condicionado (HVAC) para recuperar calor das áreas de máquinas; iluminação LED e dispositivos inteligentes para poupar significativamente energia”.

O navio, que está a ser construído pelo estaleiro italiano Fincantieri, também será equipado com “um sistema de Catalisadores de Redução Selectiva (SCR), reduzindo o óxido de nitrogénio (NOx) em nitrogénio inofensivo (N2) e água”.

O MSC Seashore fará a sua viagem inaugural no dia 13 de Junho de 2021 e juntar-se-á a este navio, cerca de 18 meses depois, no Outono de 2022, o segundo Seaside EVO.

 

Clique para ver mais: MSC Cruzeiros

Clique para ver mais: Cruzeiros

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para ver mais: Promoções

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Costa Cruzeiros quer “papel de liderança” no mercado português, Luigi Stefanelli

13-12-2019 (14h55)

A Costa Cruzeiros vai investir em Portugal para alcançar um “papel de liderança” como tem noutros países europeus, disse ao PressTUR Luigi Stefanelli, director-geral da subsidiária para Espanha e Portugal da líder mundial de cruzeiros, a Carnival Corp.

Costa Cruzeiros vai quase septuplicar a capacidade disponível para o mercado português

13-12-2019 (14h50)

A Costa Cruzeiros, que "normalmente" disponibilizava para o mercado português 30 camarotes por semana nos itinerários que começavam e acabavam em Lisboa, vai quase septuplicar a capacidade, passando já no próximo ano a ter 200 camarotes, revelou Henrique Mateus, senior sales manager da companhia do grupo Carnival.

Ocean Cay da MSC recebe os primeiros visitantes

06-12-2019 (15h33)

A nova ilha privada da MSC Cruzeiros, a Ocean Cay MSC Marine Reserve, recebeu os seus primeiros visitantes no dia 5 de Dezembro, que chegaram à ilha a bordo do MSC Divina.

Navio de cruzeiros Mein Schiff Herz cancela turnaround no Funchal devido ao mau tempo

05-12-2019 (13h24)

O navio de cruzeiros Mein Schiff Herz cancelou a operação de turnaround que tinha prevista para hoje no Funchal devido às más condições atmosféricas, revelou a Administração dos Portos da Madeira (APRAM).

Oasis of the Seas regressa a Miami renovado

04-12-2019 (16h40)

O Oasis of the Seas integrou o programa de renovação da Royal Caribbean, o Royal Amplified, que visa a modernização de 10 navios da frota da companhia ao longo de quatro anos, através de um investimento avaliado em mil milhões de dólares, cerca de 902,5 milhões de euros.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas