Hotéis 5-estrelas de Macau atingem ocupação média de 94% em Julho

30-08-2019 (14h58)

Os hotéis 5-estrelas de Macau, categoria com maior oferta de quartos no território, com 64,1% do total, alcançaram em Julho uma taxa média de ocupação de 94%, mais 1,3 pontos percentuais que no mês homólogo do ano passado.

Os dados divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) de Macau mostram que essa subida de ocupação nos 5-estrelas decorreu de um aumento em 4,5% do número de hóspedes recebidos no período, atingindo um total de 702,5 mil, já que a estada média baixou 0,1%, para 1,6 noites.

Incluindo todas as categorias, os dados da DSEC indicam que os hotéis e pensões de Macau receberam em Julho 1,252 milhões de hóspedes, mais 3,5% que há um ano, com uma quebra de 0,1% na estada média, para 1,4 noites.

A taxa média de ocupação, por sua vez, subiu 1,3 pontos em Julho, para 93,2%, evolução para a qual contribuíram todas as categorias de alojamento, designadamente os 5-estrelas (+1,3 p.p., para 94%), os 4-estrelas (+1,2 p.p., para 93,9%), os 3-estrelas (+0,8 p.p., para 94,2%), os 2-estrelas (+5,2 p.p., para 80,7%) e as Pensões (3,2 p.p., para 68,8%).

Os dados da DSEC especificam que dos 1,252 milhões de hóspedes recebidos pelos hotéis e pensões de Macau em Julho, 702,5 mil alojaram-se em 5-estrelas, 306,1 mil em 4-estrelas, 191,2 mil em 3-estrelas, 33,4 mil em 2-estrelas e 19,2 mil em Pensões.

No fim de Julho de 2019 existiam em Macau 119 hotéis e pensões em actividade, mais 3% que um ano antes, com um total de 39 mil quartos de hóspedes (-0,2%), sendo que os hotéis de 5-estrelas eram a categoria com mais quartos, com 25 mil quartos de hóspedes (64,1% do total), mais 0,2% que no ano passado.

Nos sete meses de Janeiro a Julho, os hotéis e pensões de Macau já contabilizam 8,162 milhões de hóspedes, mais 1,8% que no ano passado, que, com uma estada média de 1,5 noites, a mesma que no período homólogo de 2018, alcançaram um aumento de 1,1 pontos na ocupação média, para 91,4%.

Os hotéis de 5-estrelas estão no final de Julho com um aumento da ocupação média em 0,9 pontos, para 92,6%, tendo recebido 4,540 milhões de hóspedes (+2,9%), mantendo-se estável a estada média em 1,7 noites.

Ver também:

Macau recebeu mais 8% de turistas portugueses até Julho

Macau soma mais 20% de visitantes nos primeiros sete meses do ano

 

Clique para mais notícias: Macau

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Ásia&Pacífico


Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Câmara de Lobos aprova boutique hotel perto do Cabo Girão

21-02-2020 (14h02)

O município de Câmara de Lobos aprovou a construção de um boutique hotel de três andares, com nove quartos, e um jardim de plantas endémicas com cerca de 25 mil metros quadrados, nas imediações de um dos pontos mais turísticos da Madeira, o Cabo Girão.

Câmara de Caminha aprova projecto para hotel em Vila Praia de Âncora

19-02-2020 (17h21)

A Câmara de Caminha aprovou um projecto para a criação do Âncora - River & Nature, um empreendimento turístico de 51 quartos em Vila Praia de Âncora, com um investimento avaliado em quatro milhões de euros.

Braga cobra taxa de 1,5 euros por dormida a partir de Março

19-02-2020 (14h02)

A Câmara de Braga começa no dia 1 de Março a cobrar uma taxa municipal turística no valor de 1,5 euros por dormida, anunciou hoje o município.

Alojamento local ultrapassou os dez milhões de dormidas em 2019

18-02-2020 (16h43)

O alojamento local foi o tipo de alojamento turístico que teve o maior aumento de dormidas em 2019, superando mesmo o aumento do conjunto dos hotéis, com mais 1,3 milhões de pernoitas que em 2018, o que lhe valeu superar a marca dos dez milhões num ano e contribuir decisivamente para que o crescimento do sector chegasse a 4,1%.

Turistas dos Estados Unidos foram os que mais aumentaram as dormidas em Portugal em 2019

18-02-2020 (15h52)

Os Estados Unidos foram o mercado emissor com maior aumento de dormidas no alojamento turístico português em 2019, com mais 452 mil que em 2018, o que levou inclusive a que ultrapassasse os Países Baixos no ranking dos maiores emissores para Portugal.

Noticias mais lidas