Turismo português em Cabo Verde cresce 4,6% no 2º trimestre

29-08-2019 (16h50)

A hotelaria de Cabo Verde teve um aumento das dormidas de turistas residentes em Portugal em 4,6% no segundo trimestre, impulsionado pelo crescimento do número de visitantes em 7,2%, que compensou a redução da sua estada média em 2,4%.

Dados do INE de Cabo Verde recolhidos pelo PressTUR permitiram ver que a hotelaria do arquipélago de língua oficial portuguesa recebeu no segundo trimestre 21.790 turistas residentes em Portugal, mais 7,2% ou mais quase 1,5 mil que no período homólogo de 2018.

Esta evolução, concluiu o PressTUR, foi proporcionada pelos aumentos de 925 turistas residentes em Portugal nos estabelecimentos da ilha de Santiago, onde se localiza a capital, Cidade da Praia, a que se somaram mais 636 na ilha do Sal e mais 63 no conjunto da restantes ilhas.

Boavista e São Vicente, por sua vez, tiveram respectivamente menos 91 e menos 73 turistas residentes em Portugal.

Assim, estas foram também as únicas ilhas que no segundo trimestre deste ano tiveram menos dormidas de turistas residentes em Portugal que no período homólogo de 2018, com decréscimos de 14,7% ou 655 em São Vicente e de 1,2% ou 267 na Boavista, segunda ilha turística mais procurada do país.

O maior aumento de dormidas de turistas residentes em Portugal no segundo trimestre deu-se na ilha do Sal, com mais 3,8 mil que há um ano, seguida por Santiago, com mais 1,6 mil, e o conjunto das restantes ilhas, com mais 190.

O Sal concentrou assim 62,5% das dormidas de residentes em Portugal na hotelaria de Cabo Verde no segundo trimestre, com um total de 68,2 mil, A Boavista teve 20,4%, com 22,2 mil, Santiago teve 12,1%, com 13,2 mil, São Vicente teve 3,5%, com 3,8 mil, e o conjunto das restantes ilhas teve 1,6%, com 1,7 mil.

Relativamente ao segundo trimestre de 2018, o Sal reforçou a sua quota em 0,8 pontos, Santiago aumentou em um ponto e o conjunto das restantes ilhas teve +0,1 pontos, enquanto a Boavista baixou 1,2 pontos e São Vicente, 0,8 pontos.

Ver também:

Hotelaria de Cabo Verde fecha 1º semestre com mais 30 mil hóspedes

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Câmara de Lobos aprova boutique hotel perto do Cabo Girão

21-02-2020 (14h02)

O município de Câmara de Lobos aprovou a construção de um boutique hotel de três andares, com nove quartos, e um jardim de plantas endémicas com cerca de 25 mil metros quadrados, nas imediações de um dos pontos mais turísticos da Madeira, o Cabo Girão.

Câmara de Caminha aprova projecto para hotel em Vila Praia de Âncora

19-02-2020 (17h21)

A Câmara de Caminha aprovou um projecto para a criação do Âncora - River & Nature, um empreendimento turístico de 51 quartos em Vila Praia de Âncora, com um investimento avaliado em quatro milhões de euros.

Braga cobra taxa de 1,5 euros por dormida a partir de Março

19-02-2020 (14h02)

A Câmara de Braga começa no dia 1 de Março a cobrar uma taxa municipal turística no valor de 1,5 euros por dormida, anunciou hoje o município.

Alojamento local ultrapassou os dez milhões de dormidas em 2019

18-02-2020 (16h43)

O alojamento local foi o tipo de alojamento turístico que teve o maior aumento de dormidas em 2019, superando mesmo o aumento do conjunto dos hotéis, com mais 1,3 milhões de pernoitas que em 2018, o que lhe valeu superar a marca dos dez milhões num ano e contribuir decisivamente para que o crescimento do sector chegasse a 4,1%.

Turistas dos Estados Unidos foram os que mais aumentaram as dormidas em Portugal em 2019

18-02-2020 (15h52)

Os Estados Unidos foram o mercado emissor com maior aumento de dormidas no alojamento turístico português em 2019, com mais 452 mil que em 2018, o que levou inclusive a que ultrapassasse os Países Baixos no ranking dos maiores emissores para Portugal.

Noticias mais lidas