Turistas brasileiros ultrapassam pela primeira vez o milhão de dormidas na hotelaria portuguesa num 1º semestre

13-08-2018 (15h53)

A hotelaria portuguesa somou pela primeira vez num primeiro semestre mais de um milhão de dormidas de turistas residentes no Brasil, que atingiram o total de 1,062 milhões de pernoitas tornando-se, assim, o 5º principal emissor na primeira metade do ano.

Os dados publicados hoje pelo INE indicam que os estabelecimentos de alojamento turístico portugueses tiveram, no primeiro semestre, um crescimento médio das dormidas de turistas residentes no Brasil em 11,7%, significando um aumento de 111,5 mil em relação ao período homólogo de 2017.

Ainda assim, o mercado emissor internacional que mais contribuiu para atenuar as quebras dos principais emissores europeus foi o Estados Unidos, cujos residentes fizeram mais 125 mil dormidas na hotelaria portuguesa que no primeiro semestre de 2017 (+18,7%, para 795 mil).

Seguiu-se então o aumento de 11,5 mil dormidas de turistas residentes no Brasil e, depois, o aumento das dormidas de residentes no Canadá, que nos primeiros seis meses deste ano fizeram mais 35,5 mil pernoitas na hotelaria portuguesa que há um ano (+12%, para 332,5 mil).

Igualmente a contrariar a tendência dominante de decréscimo das pernoitas de turistas estrangeiros no primeiro semestre deste ano estiveram os mercados espanhol, francês, irlandês, italiano, belga, sueco e o conjunto dos ‘outros’, de onde a hotelaria portuguesa teve mais dormidas no semestre, ainda que com quebras em Junho.

Depois do Canadá, os maiores aumentos foram das dormidas de residentes na Suécia, com mais 20,7 mil (+6,6%, para 333,2 mil), em França, com mais 18,2 mil (+1%, para 1,83 milhões), Itália, com mais 10,1 mil (+1,9%, para 543,6 mil), Espanha, com mais 6,2 mil (+0,4%, para 1,537 milhões), Irlanda, com mais 5,3 mil (+0,8%, para 655 mil), e Bélgica, com mais 1,7 mil (+0,4%, para 386,2 mil), a que se somaram mais 116,3 mil de ‘outros’ emissores (+4,8%, para 2,54 milhões).

 

Para ler mais clique:

Verão começa ‘muito nublado’ para a hotelaria portuguesa, com quebras da maioria dos principais emissores

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hotéis portugueses tiveram quedas em 2018 de dormidas e hóspedes de todos os mercados europeus — AHP

21-02-2019 (15h17)

“Todos os mercados europeus registaram um decréscimo nas dormidas e nos hóspedes”, assinalou a presidente executiva da AHP, Cristina Siza Vieira, numa declaração sobre o balanço do ano de 2018 na hotelaria, na qual realça os crescimentos dos mercados doméstico, brasileiro e norte-americano.

Altis Hotels vai abrir um 5-estrelas no Porto em 2021

20-02-2019 (13h10)

O grupo Altis Hotels anunciou que prevê inaugurar o seu primeiro hotel no Porto em 2021, um 5-estrelas com 92 quartos, restaurante, bar, Spa, salas de reuniões e terraço com piscina panorâmica sobre o rio Douro.

Holiday Inn Porto Gaia vence prémios de Marketing do IHG

19-02-2019 (16h13)

O Holiday Inn Porto Gaia foi considerado o hotel do IHG com a Melhor Equipa de Marketing de 2018 da Europa Continental e o seu director, Pedro Garcia e Costa, foi eleito Personalidade de Marketing do Ano da cadeia hoteleira, uma das maiores do mundo.

Câmara do Porto encaixou 10,4 milhões de euros com taxa turística

19-02-2019 (14h18)

A Câmara do Porto encaixou 10,4 milhões de euros em 2018 com a taxa turística que começou a ser cobrada em Março e se aplicou a “mais de 5,2 milhões de dormidas”, revelou hoje o vereador da Economia.

Hotel Vila Galé Alter Real avança na Coudelaria de Alter

18-02-2019 (18h46)

O Hotel Vila Galé Alter Real, que resulta da concessão da Coudelaria de Alter ao Grupo Vila Galé, ao abrigo do Programa Revive, e que, como tal, terá como tema o turismo equestre, já teve concretizada a cerimónia da primeira pedra, na passada sexta-feira.