Turistas vêm mais a Portugal, mas ficam cada vez menos tempo

14-08-2019 (16h52)

Ribeira
Ribeira

O alojamento turístico português viu-se mais uma vez confrontado em Junho com um maior afluxo de turistas estrangeiros que não se traduz na mesma proporção em dormidas, porque a estada média cai desde pelo menos 2013, tendo pela primeira vez sido inferior às três noites.

Os dados publicados hoje pelo INE mostram que a estada média dos turistas residentes no estrangeiro foi este Junho de 2,98 noites, quando ainda em 2013 estava acima das 3,5.

Desta forma, embora o número de clientes residentes no estrangeiro tenha aumentado 7,4% em Junho, as suas pernoitas aumentaram apenas 3,2%, atingindo ainda assim um novo recorde de 4,985 milhões.

O mercado com a queda mais forte da estada média foi o Reino Unido, com um decréscimo em 6,3%, que, assim, embora tendo registado um aumento do número de turistas em Portugal em 5,4%, em dormidas até teve uma queda em 1,3%, mantendo-se ainda assim o único emissor internacional com mais de um milhão de dormidas (1,092 milhões).

As outras quedas mais fortes de estada média foram dos turistas residentes nos Países Baixos (-6%), Espanha (-4,6%), Irlanda (-4,3%), Alemanha (-3,3%).

A queda da estada média é um fenómeno geralmente interpretado como reflexo de estratégias dos turistas para conter os encargos com viagens, seja para enfrentar subidas de custos seja para multiplicarem as deslocações.

Em Portugal, os dados do INE indicam que de facto o que mais sobe é o preço do alojamento turístico, que o Instituto indicou ter tido um aumento em Junho do preço médio das diárias em 6,2%, para 96,8 euros, liderada pelas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, com aumentos respectivamente em 8,1%, para 124,1 euros, e em 7,5%, para 90,9 euros.

Para o Algarve, maior região turística país, em especial na época estival, o INE indica um aumento da tarifa média diária este Junho em 5,7%, para 100,7 euros, o que ainda fica abaixo dos 103,1 euros de Junho de 2017.

Para ler mais clique:

Portugueses, espanhóis, brasileiros e americanos proporcionam melhor Junho de sempre em número de clientes

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Câmara de Lobos aprova boutique hotel perto do Cabo Girão

21-02-2020 (14h02)

O município de Câmara de Lobos aprovou a construção de um boutique hotel de três andares, com nove quartos, e um jardim de plantas endémicas com cerca de 25 mil metros quadrados, nas imediações de um dos pontos mais turísticos da Madeira, o Cabo Girão.

Câmara de Caminha aprova projecto para hotel em Vila Praia de Âncora

19-02-2020 (17h21)

A Câmara de Caminha aprovou um projecto para a criação do Âncora - River & Nature, um empreendimento turístico de 51 quartos em Vila Praia de Âncora, com um investimento avaliado em quatro milhões de euros.

Braga cobra taxa de 1,5 euros por dormida a partir de Março

19-02-2020 (14h02)

A Câmara de Braga começa no dia 1 de Março a cobrar uma taxa municipal turística no valor de 1,5 euros por dormida, anunciou hoje o município.

Alojamento local ultrapassou os dez milhões de dormidas em 2019

18-02-2020 (16h43)

O alojamento local foi o tipo de alojamento turístico que teve o maior aumento de dormidas em 2019, superando mesmo o aumento do conjunto dos hotéis, com mais 1,3 milhões de pernoitas que em 2018, o que lhe valeu superar a marca dos dez milhões num ano e contribuir decisivamente para que o crescimento do sector chegasse a 4,1%.

Turistas dos Estados Unidos foram os que mais aumentaram as dormidas em Portugal em 2019

18-02-2020 (15h52)

Os Estados Unidos foram o mercado emissor com maior aumento de dormidas no alojamento turístico português em 2019, com mais 452 mil que em 2018, o que levou inclusive a que ultrapassasse os Países Baixos no ranking dos maiores emissores para Portugal.

Noticias mais lidas