Tecnologia tem que estar “ao serviço das pessoas e não o inverso” – Cláudio Santos, Amadeus

28-11-2018 (17h33)

O desenvolvimento tecnológico deve ser utilizado para facilitar e promover a eficiência do agente de viagens, substituindo-o em tarefas que não acrescentem valor, para que consiga de facto diferenciar-se, defendeu Cláudio Santos, director do Amadeus Portugal, no 44º Congresso da APAVT, em Ponta Delgada.

Cláudio Santos, que falava num painel sobre as oportunidades da tecnologia no turismo, começou por dizer que "a transformação digital não vai acontecer; já aconteceu e está a acontecer".

Um dos indicadores da mudança é que "93% das decisões de compra são influenciadas pelas redes sociais", sendo cada vez mais comuns as compras online.

"Ninguém chega à agência de viagens sem ter feito uma pesquisa antes", enfatizou, para acrescentar que é um desafio para os agentes de viagens, que estão a deparar-se com clientes cada vez mais informados.

O comportamento dos clientes também está a mudar em virtude dos "micromomentos", como descreveu o executivo, referindo-se a consultas constantes do telefone, seja para ver as redes sociais ou as plataformas de mensagens instantâneas como o WhatsApp.

Neste caso, segundo Cláudio Santos, o agente de viagens deve questionar-se de que forma irá conseguir uma percentagem da atenção do cliente, que é constantemente bombardeado por inputs.

"No final do dia é sobre pessoas, e temos de pôr a tecnologia ao serviço das pessoas e não o inverso". O agente de viagens é o recurso humano, e sempre que está a ser 'utilizado' em tarefas administrativas, burocráticas, não está a trabalhar com o cliente. É para isso que o desenvolvimento tecnológico deve ser utilizado, para facilitar e promover a eficiência do ser humano, sustentou Cláudio Santos.

Outro "dos grandes desafios" enunciados pelo director do Amadeus Portugal é a "concorrência das grandes plataformas", com os grandes players a utilizarem inteligência artificial e robótica para alcançarem uma coisa que, bem vistas as coisas, os agentes de viagens já têm, que é "o conhecimento do cliente".

"Algumas das empresas mais valiosas do mundo" atingem esse estatuto porque "o mercado acredita que elas estão a ser capazes de conseguir identificar as preferências do consumidor", algo que os agentes de viagens "já sabem".

Contudo, "o que talvez não esteja a acontecer é vocês [agentes de viagens] colocarem foco nos recursos humanos que têm".

"Não deixem de utilizar essa vantagem" sobre os grandes players, aconselhou, preconizando que o recurso à tecnologia seja antes para potenciar essa vantagem.

"Tecnologia não é problema", o que é necessário é "primeiro fazer uso dela e, segundo, é entender por onde começar", até porque "existem diversas formas de começar" consoante as diferentes características de cada agência.

 

Ver também:

"Temos as soluções", é preciso avançar - António Loureiro, Travelport
"Há pouco diálogo entre quem desenha o dia-a-dia das empresas e a tecnologia" - Pedro Seabra, Viatecla
Tecnologia é uma oportunidade para os agentes de viagens comunicarem mais - Vasco Pinheiro, Go4Travel

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Congresso da APAVT

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hotelaria espanhola penalizada por queda da estada média da maioria dos emissores

24-01-2020 (17h44)

A hotelaria espanhola alojou em 2019 mais 1,77 milhões de turistas residentes no estrangeiro, mas teve apenas mais 151,7 mil dormidas desses mercados, pela queda da estada média em 3,1%, concluiu o PressTUR dos dados publicados pelo INE espanhol.

Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola aumentaram 8,1% em 2019 e atingiram 4,32 milhões

24-01-2020 (16h06)

Os hotéis espanhóis tiveram alojados em 2019 um total de 1,64 milhões de turistas residentes em Portugal, que fizeram 4,32 milhões de dormidas, de acordo com os dados do INE espanhol que indicam subidas em 8,6% do número de hóspedes portugueses e de 8,1% das suas pernoitas.

Barceló Santiago reabre hoje após processo de remodelação

24-01-2020 (14h33)

O Barceló Santiago, unidade 4-estrelas superior, foi reinaugurado hoje, 24 de Janeiro, depois de um processo de remodelação, avaliado em 10 milhões de euros, que durou cerca de dois anos.

Skydive Seven vendeu mais mil saltos de paraquedismo turístico em 2019

24-01-2020 (12h56)

A empresa portuguesa Skydive Seven, baseada no Algarve, executou mais de 6.000 saltos de paraquedismo turístico este ano, o que corresponde a um aumento de cerca de 21,2% ou mais 1.050 saltos que no ano anterior.

Aeroportos em todo o mundo tomam precauções contra surto de coronavírus

23-01-2020 (17h34)

Aeroportos à volta do mundo começaram hoje a tomar precauções com o fluxo de turistas chineses que tiram férias pelo Ano Novo Lunar, dado o surto de um novo tipo de coronavírus com origem na China.

Noticias mais lidas