Voos da Aigle Azur afinal cessam hoje ao fim do dia

06-09-2019 (11h34)

A companhia francesa Aigle Azur, que voa para os aeroportos portugueses do Porto, Faro e Funchal, comunicou que cessa as operações ao fim do dia de hoje, mais cedo do que tinha anunciado previamente, que era terça-feira, dia 10.

Em comunicado no seu website, a companhia diz que "em ligação com as autoridades francesas da aviação civil e dos órgãos do processo de recuperação judicial, a Aigle Azur, em grande dificuldade económica, vê-se infelizmente na obrigação de anular todos os seus voos a contar de Sábado 7 de Setembro, inclusive".

"Com efeito, a situação financeira da sociedade e as dificuldades operacionais daí resultantes não permitem assegurar voos depois de 6 de Setembro à tarde", especifica o comunicado que enfatiza que a partir de amanhã "qualquer que seja o aeroporto de partida, os voos da Aigle Azur estão anulados".

O comunicado também inclui indicações aos passageiros com voos anulados sobre como procederem, desde accionarem o seguro de cartão de crédito a contactarem agências de viagens, bem como documentarem despesas que tenham que fazer para se estabelecerem como credores junto dos mandatários judiciais, indicando o website www.aigleazur.online para o fazerem.

A APAVT também já divulgou indicações às agências de viagens portuguesas sobre como procederem em mais este caso de cessação de actividade de uma companhia de aviação (clique para ler: APAVT alerta agências de viagens portuguesas para risco de incumprimento da Aigle Azur), que apesar da frequência com que ocorrem não há as autoridades não se empenham em criar mecanismos de protecção dos clientes, como o exigem, por exemplo, para as agências de viagens. 

Inicialmente a Aigle Azur anunciara apenas o fim das operações hoje para Portugal, Brasil e Mali, deixando para dia 10 o fim das restantes (clique para ler: Aigle Azur confirma suspensão de voos para Portugal, Brasil e Mali).


Clique para mais notícias: Aigle Azur

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas