Isenção de vistos para Cabo Verde alargada para cidadãos de 36 países europeus

03-01-2019 (16h13)

Cidadãos de 36 países europeus deixaram desde terça-feira de estar obrigados a um visto de curta duração para entrar em Cabo Verde, mais quatro do que os anunciados inicialmente pelo Governo, segundo uma rectificação publicada entretanto em Boletim Oficial.

Em 21 de Dezembro, o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Feire, anunciou que 32 países europeus estariam isentos de vistos de curta duração (até 30 dias) para entrar em Cabo Verde a partir do primeiro dia de 2019.

Na lista, que foi publicada no Boletim Oficial no dia 28 de Dezembro, estão todos os 28 países que ainda fazem parte da União Europeia - o Reino Unido está em processo de saída - mais outros quatro que não fazem parte da bloco europeu, casos da Suíça, Noruega, Islândia e Lichtenstein.

Na altura, o governante disse que a intenção do Governo era alargar a isenção de vistos de entrada ao Mónaco, São Marino e Andorra (clique para ler: Cidadãos de 32 países europeus ficam isentos de vistos para Cabo Verde a partir de 1 de Janeiro).

Numa rectificação publicada no Boletim Oficial no dia 31 de Dezembro, o Governo cabo-verdiano acrescentou que a lista foi alargada a esses três países, mais o Vaticano, totalizando 36 países isentos de vistos para entrar em Cabo Verde.

Com esta medida, o Governo cabo-verdiano pretende aumentar a competitividade no sector do turismo e duplicar o número de turistas que visitam o país, que é de cerca de 700 mil por ano.

O turismo é o sector que mais contribuiu para o Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde, com cerca de 20%, e a Europa é o continente de proveniência de mais de 80% dos turistas que vistam o país africano.

A isenção de vistos para cidadãos europeus foi anunciada em Abril de 2017, pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, para vigorar a partir de Maio do mesmo ano.

Contudo, foi várias vezes adiada, uma delas a pedido dos operadores turísticos, e também porque teria de ser criada uma plataforma informática para permitir o registo prévio dos visitantes que se deslocam a Cabo Verde.

No site de pré-registo (www.ease.gov.cv) o viajante disponibilizará dados do passaporte e informações sobre datas da viagem, número do voo e local de alojamento.

Num comunicado anterior, o Ministério da Administração Interna indica que o objectivo é ter "um processo de verificação prévia de segurança dos viajantes por parte das autoridades nacionais".

Para compensar a perda de receitas com a isenção de vistos, o Governo cabo-verdiano criou uma Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA), que também entrou em vigor no dia 1 de Janeiro (clique para ler: Cabo Verde cria Taxa de Segurança Aeroportuária).

A isenção de vistos tem suscitado polémica em Cabo Verde e a oposição de vários quadrantes, por não prever a reciprocidade para a entrada de cidadãos cabo-verdianos na União Europeia e pela potencial perda de receitas que poderá representar para o país.

Segundo os resultados de um estudo da Afrosondagem, mais de metade da população cabo-verdiana (55%) desaprova a isenção de visto aos europeus, enquanto 31% aprovam a medida e 10% não declararam uma posição formada por falta de informações precisas sobre o assunto.

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAAG deixa de ter restrições na União Europeia

17-04-2019 (14h17)

A companhia de aviação angolana TAAG, que lidera o transporte aéreo de passageiros entre Portugal e Angola, com voos de Luanda para Lisboa e para o Porto, foi retirada da “lista negra” da aviação da União Europeia, deixando assim de estar sujeita a restrições no espaço aéreo europeu, o que já não sucedia desde 2007.

TAP terá primeiros voos no novo A330-900neo para Luanda e Maputo no Verão IATA 2020

15-04-2019 (12h52)

A TAP tem programado começar a voar com o novo A330-900neo para Luanda e Maputo, as suas principais rotas africanas, a 29 de Março de 2020, início da época alta (Verão IATA) do próximo ano.

Presidente angolano cancela autorização para compra de novos aviões para a TAAG

15-04-2019 (11h20)

O Presidente angolano cancelou a autorização dada em Janeiro para a aquisição de novos aviões para a TAAG, alegando a necessidade de se proceder a um "estudo mais aprofundado" no Plano de Reestruturação da companhia aérea de Angola.

Solférias leva ao Egipto agentes de viagens que mais venderem o destino

11-04-2019 (13h33)

O operador turístico Solférias vai oferecer dez lugares numa viagem de familiarização (fam trip) a Hurghada às dez agências de viagens que mais venderem os seus programas para esta estância balnear no Egipto.

Solférias perspectiva “sucesso de vendas” para o Egipto, Sónia Regateiro

08-04-2019 (13h03)

A principal novidade do operador turístico Solférias para este Verão é a programação do Egipto com voos charter directos entre Lisboa e Hurghada, uma operação que Sónia Regateiro, directora Comercial do operador, considera que será "um sucesso de vendas".