São Tomé repudia resposta da euroAtlantic sobre a gestão da STP Airways

30-08-2019 (11h32)

O governo são-tomense "repudiou" hoje "a forma grosseira e arrogante" como a companhia portuguesa euroAtlantic reagiu ao acordo do excutivo com uma empresa da Guiné Equatorial para a gestão da STP Airways.

O governo de São Tomé anunciou na semana passada um acordo com a companhia equato-guineense Ceiba para colocar aviões ao serviço da STP Airways, operados pela portuguesa White.

A euroAtlantic, que tem 40% da STP Airways e é operadora dos voos da companhia são-tomense desde a sua fundação, em 2008, respondeu que o acordo “não tem nenhum valor jurídico”, uma vez que não foi levado a assembleia geral de accionistas e foi apenas assinado por um administrador não executivo da STP Airways, pelo que vai pedir indemnizações ao governo (clique para ler: euroAtlantic desmente acordo da STP com a Ceiba e anuncia que vai reclamar “avultada indemnização”).

O Governo de São Tomé, em resposta enviada à agência lusa, avançou que "não deixará de retirar as devidas consequências, caso se afigure necessário, em caso de um contencioso" e recordou que o parceiro português tinha manifestado interesse em sair da STP Airways.

No comunicado de duas páginas, o governo refere ainda que já havia comunicado oficialmente à euroAtlantic a sua decisão de negociar com a Guiné Equatorial sobre a gestão da STP Airways.

Segundo as autoridades são-tomenses, o acordo com a Ceiba Internacional, da Guiné Equatorial, "insere-se no âmbito do desenvolvimento das relações bilaterais entre os dois países, uma cooperação sul-sul de assinalável importância, considerando a posição geoestratégica de São Tomé e Príncipe no Golfo da Guiné".

Trata-se de "uma carta de intenção, subscrita pelos accionistas maioritários da STP Airways, no âmbito da decisão comunicada oficialmente pela euroAtlantic, em carta datada de 1 de Fevereiro deste ano, onde manifesta a intenção de abandonar o projecto STP Airways".

O executivo lembra ainda que o desejo da companhia portuguesa de se retirar da STP Airways "foi reiterada tanto nas trocas de comunicações, quanto nas subsequentes reuniões da assembleia-geral e estão devidamente registadas".

"A euroAtlantic, em diversas ocasiões, comunicou ao estado são-tomense e aos accionistas a sua predisposição de vender a sua participação na STP Airways, uma decisão que resulta do facto do executivo são-tomense ter decidido não renovar o contrato de ‘handling’ com São Tomé e Príncipe", explica o governo.

"O vínculo contratual para assegurar este serviço tinha validade de 10 anos e terminou em 2018", referiu o executivo são-tomense em comunicado assinado pelo diretor do gabinete do ministro das Públicas, Infraestruturas, Recursos Naturais e Ambiente, Osvaldo Abreu.

(PressTUR com Agência Lusa)

Ver também:

euroAtlantic desmente acordo da STP com a Ceiba e anuncia que vai reclamar “avultada indemnização”

Governo de São Tomé escolhe Ceiba/White para substituir euroAtlantic na STP Airways

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: STP Airways

Clique para ver mais: euroAtlantic airways

Clique para ver mais: Ceiba

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Soltrópico promove webinar sobre Djerba

19-02-2020 (14h38)

O operador turístico Soltrópico está a anunciar uma sessão de formação em formato webinar sobre a ilha de Djerba, na Tunísia, no dia 27 de Fevereiro.

Egyptair vai fazer 16 charters de Lisboa para Sharm el Sheikh este Verão

18-02-2020 (12h32)

A companhia de aviação egípcia Egyptair vai fazer um voo charter semanal de Lisboa para Sharm el Sheikh, entre o deserto da península do Sinai e o Mar Vermelho, no Egipto, entre 8 de Junho e 28 Setembro (último regresso).

Ilha do Sal investe mais de 3M€ para criar Polícia Municipal com 70 efectivos

17-02-2020 (18h42)

A ilha do Sal, a mais turística de Cabo Verde, vai contar este ano com um corpo de Polícia Municipal, com até 70 efectivos, num investimento da câmara local superior a três milhões de euros até 2023.

Governo cabo-verdiano aprova concessão para aldeamento turístico no Tarrafal

11-02-2020 (17h36)

O Governo cabo-verdiano aprovou a concessão a privados, por 50 anos, de um terreno de 8.559 metros quadrados junto ao mar, no concelho do Tarrafal, ilha do Sal, para instalação de um aldeamento turístico.

São Tomé recebe mais 3.400 turistas em 2019

10-02-2020 (13h35)

São Tomé e Príncipe recebeu cerca de 34.900 turistas em 2019, um aumento de 4,5% (cerca de 3.400 turistas) em relação ao ano de 2018, com Portugal, Angola, França e Alemanha no topo da lista de mercados emissores.

Noticias mais lidas