Club Med garante que vai compensar clientes por surto de gastroenterite em resort na China

13-02-2019 (12h36)

Imagem: Club Med
Imagem: Club Med

O Club Med, grupo considerado pioneiro do regime all inclusive, detido desde 2015 pelo grupo chinês Fosun, garantiu que vai compensar os clientes do seu resort na estância de esqui Yabuli, Nordeste da China, afectados por um surto de gastroenterite.


O grupo indicou que os turistas afectados receberão até três vezes o valor gasto na estadia.

Dezenas de turistas na estância de esqui Yabuli tiveram vómitos e diarreia na semana passada, durante as férias do Ano Novo Lunar.

O Club Med foi adquirido na totalidade, em 2015, pelo grupo Fosun, que em Portugal detém a Fidelidade e é o principal accionista do banco Millennium BCP.

“Expressamos o nosso pesar”, diz um comunicado do Club Med divulgado na terça-feira, através do Weibo, o Twitter chinês, no qual garante também que leva o caso “muito a sério”.

O surto, segundo a empresa, deveu-se a um “norovírus”, um vírus relativamente comum e que é responsável pela maioria dos casos de diarreia e gastroenterite em áreas desenvolvidas.

“Planeamos oferecer a todos os clientes que foram afectados uma compensação equivalente a três vezes o valor gasto durante a estadia”, garante o Club Med no comunicado.

A empresa comprometeu-se ainda a reembolsar os custos médicos relacionados com o tratamento do norovírus, cuja origem dentro do resort não foi ainda identificada.

No total, 42 pessoas relataram sintomas anormais, oito delas foram vistas por um médico, mas “nenhuma foi hospitalizada”, segundo avançou a imprensa chinesa.

Desde que o grupo Fosun comprou o Club Med, a China tornou-se o segundo maior mercado da cadeia de resorts, a seguir a França, com seis resorts já abertos e outros quatro em fase de construção.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Club Med

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cidade Proibida de Pequim interdita devido a surto de coronavírus

23-01-2020 (17h45)

A Cidade Proibida de Pequim, classificada como Património Mundial da Humanidade desde 1987, foi encerrada pelas autoridades chinesas devido à epidemia de um novo tipo de coronavírus, que já causou 17 mortos.

Macau atraiu em 2019 mais visitantes portugueses

21-01-2020 (16h21)

A região de Macau, que é o destino de jogo líder mundial, terminou 2019 com um aumento do número de visitantes residentes em Portugal em 2,4%, com subida do número de turistas, ou seja, dos visitantes que pernoitaram pelo menos uma noite, em 5,7%.

Governo australiano vai investir 1,24 mil milhões de euros no turismo

17-01-2020 (11h58)

O primeiro-ministro australiano Scott Morrison anunciou hoje o investimento de 1,24 mil milhões de euros no turismo, remetendo para a próxima semana os detalhes do plano de recuperação que tem como objectivo dar “um grande impulso” ao turismo na Austrália, país assolado por uma vaga de incêndios que dura há quatro meses.

Dados preliminares indicam número recorde de visitantes a Macau

15-01-2020 (18h56)

De acordo com dados preliminares fornecidos pelo Governo da Região Administrativa de Macau, a cidade recebeu mais de 39,4 milhões de visitantes em 2019, um aumento de 10,1% em relação ao ano de 2018.

Air Macau inaugura quinto voo diário para Pequim

13-01-2020 (15h13)

A companhia de aviação Air Macau inaugurou hoje uma nova ligação para Pequim-Daxing, o novo e segundo aeroporto internacional de Pequim, elevando para cinco o número de voos diários para a capital chinesa.

Noticias mais lidas