Hotéis 5-estrelas de Macau atingem ocupação média de 94% em Julho

30-08-2019 (14h58)

Os hotéis 5-estrelas de Macau, categoria com maior oferta de quartos no território, com 64,1% do total, alcançaram em Julho uma taxa média de ocupação de 94%, mais 1,3 pontos percentuais que no mês homólogo do ano passado.

Os dados divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) de Macau mostram que essa subida de ocupação nos 5-estrelas decorreu de um aumento em 4,5% do número de hóspedes recebidos no período, atingindo um total de 702,5 mil, já que a estada média baixou 0,1%, para 1,6 noites.

Incluindo todas as categorias, os dados da DSEC indicam que os hotéis e pensões de Macau receberam em Julho 1,252 milhões de hóspedes, mais 3,5% que há um ano, com uma quebra de 0,1% na estada média, para 1,4 noites.

A taxa média de ocupação, por sua vez, subiu 1,3 pontos em Julho, para 93,2%, evolução para a qual contribuíram todas as categorias de alojamento, designadamente os 5-estrelas (+1,3 p.p., para 94%), os 4-estrelas (+1,2 p.p., para 93,9%), os 3-estrelas (+0,8 p.p., para 94,2%), os 2-estrelas (+5,2 p.p., para 80,7%) e as Pensões (3,2 p.p., para 68,8%).

Os dados da DSEC especificam que dos 1,252 milhões de hóspedes recebidos pelos hotéis e pensões de Macau em Julho, 702,5 mil alojaram-se em 5-estrelas, 306,1 mil em 4-estrelas, 191,2 mil em 3-estrelas, 33,4 mil em 2-estrelas e 19,2 mil em Pensões.

No fim de Julho de 2019 existiam em Macau 119 hotéis e pensões em actividade, mais 3% que um ano antes, com um total de 39 mil quartos de hóspedes (-0,2%), sendo que os hotéis de 5-estrelas eram a categoria com mais quartos, com 25 mil quartos de hóspedes (64,1% do total), mais 0,2% que no ano passado.

Nos sete meses de Janeiro a Julho, os hotéis e pensões de Macau já contabilizam 8,162 milhões de hóspedes, mais 1,8% que no ano passado, que, com uma estada média de 1,5 noites, a mesma que no período homólogo de 2018, alcançaram um aumento de 1,1 pontos na ocupação média, para 91,4%.

Os hotéis de 5-estrelas estão no final de Julho com um aumento da ocupação média em 0,9 pontos, para 92,6%, tendo recebido 4,540 milhões de hóspedes (+2,9%), mantendo-se estável a estada média em 1,7 noites.

Ver também:

Macau recebeu mais 8% de turistas portugueses até Julho

Macau soma mais 20% de visitantes nos primeiros sete meses do ano

 

Clique para mais notícias: Macau

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Ásia&Pacífico


Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Casinos de Macau vão poder voltar a funcionar a partir de dia 20

17-02-2020 (13h56)

O Governo de Macau anunciou hoje que a partir da meia-noite do dia 20 de Fevereiro, os casinos do território, que estão encerrados há cerca de 15 dias devido ao coronavírus, vão poder voltar a funcionar.

CEO da MGM anuncia demissão

13-02-2020 (14h42)

O CEO da MGM Resorts desde 2008, Jim Murren, creditado com a expansão da companhia para a Ásia, com a abertura do MGM Macau em 2007 e do MGM Cotai em 2018, anunciou que vai deixar os cargos actuais, mas só concretizará a demissão quando a empresa tiver um substituto.

Aeroporto de Macau tem centenas de voos cancelados até final de Março

11-02-2020 (15h44)

O Aeroporto Internacional de Macau, na sequência das restrições impostas devido ao surto do coronavirus, anunciou que tem voos cancelados até pelo menos final de Março e que actualmente só disponibiliza ligações para 20 destinos.

British Airways adia retoma dos voos para a China para 1 de Abril

10-02-2020 (14h59)

A British Airways, companhia de aviação do IAG que a 29 de Janeiro, em reacção ao surto do novo coronavírus anunciou a suspensão de todos os voos para a China Continental, prolongou agora essa suspensão até 1 de Abril.

Clientes das agências de viagens são reembolsados por cancelamentos de voos para a China em Fevereiro

07-02-2020 (16h19)

As agências de viagens em Portugal vão reembolsar os clientes que, antes do surto do coronavírus, tenho comprado viagens para Macau, Hong Kong e China continental em Fevereiro e as pretendam cancelar, garantiu hoje o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira.

Noticias mais lidas