Macau atraiu em 2019 mais visitantes portugueses

21-01-2020 (16h21)

A região de Macau, que é o destino de jogo líder mundial, terminou 2019 com um aumento do número de visitantes residentes em Portugal em 2,4%, com subida do número de turistas, ou seja, dos visitantes que pernoitaram pelo menos uma noite, em 5,7%.

A informação divulgada pela Direcção dos Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC) de Macau indica que no ano passado estiveram no território praticamente 16 mil visitantes residentes em Portugal, 12,4 mil deles turistas, que dormiram pelo menos uma noite no destino.

Os outros 3,5 mil apenas estiveram algumas horas em Macau e foram classificados como excursionistas, um grupo que em 2019 teve um decréscimo em 7,8%.

A imprensa internacional avançou em diversas ocasiões a perspectiva de Macau ser penalizado pelos distúrbios prolongados na vizinha Hong Kong, mas os dados da DSEC indicam que 2019 foi mais um ano de crescimento do número de visitantes internacionais, que atingiram o total de 39,4 milhões, +10,1% ou mais 3,6 milhões que em 2018.

Esta evolução compreendeu aumentos do número de turistas, em 0,8% ou 139,7 mil, para 18,6 milhões, bem como do número de excursionistas, em 20% ou 3,4 milhões, ultrapassando a marca dos 20 milhões, com o total de 20,77 milhões.

A evolução decorreu em grande medida dos crescimentos ocorridos nos mercados de proximidade, o interior da China e Hong Kong, que também são os dois principais emissores para Macau.

Macau recebeu do interior da China 27,92 milhões de visitantes residentes no interior da China, +10,5% ou mais 2,66 milhões que em 2018, e 6,3 milhões residentes em Hong Kong, em alta de 16,2% ou 1,02 milhões.

O terceiro maior emissor foi Taiwan, com 1,06 milhões de visitantes em 2019, +0,2% que em 2018.

Os mesmos dados mostram que residentes em países europeus foram 133,3 mil, com um aumento pela margem mínima (+0,1%) relativamente a 2018.

O Reino Unido manteve-se o maior emissor europeu, com 59,3 mil visitantes em Macau em 2019, +1,7% que em 2018, seguido por França, com 36,6 mil (-5,9%), Federação Russa, com 31,3 mil (+1,7%), Alemanha, com 29,8 mil (+1,2%), e Portugal, com 15,9 mil (+2,4%).

 

Clique para mais notícias: Macau

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Casinos de Macau vão poder voltar a funcionar a partir de dia 20

17-02-2020 (13h56)

O Governo de Macau anunciou hoje que a partir da meia-noite do dia 20 de Fevereiro, os casinos do território, que estão encerrados há cerca de 15 dias devido ao coronavírus, vão poder voltar a funcionar.

CEO da MGM anuncia demissão

13-02-2020 (14h42)

O CEO da MGM Resorts desde 2008, Jim Murren, creditado com a expansão da companhia para a Ásia, com a abertura do MGM Macau em 2007 e do MGM Cotai em 2018, anunciou que vai deixar os cargos actuais, mas só concretizará a demissão quando a empresa tiver um substituto.

Aeroporto de Macau tem centenas de voos cancelados até final de Março

11-02-2020 (15h44)

O Aeroporto Internacional de Macau, na sequência das restrições impostas devido ao surto do coronavirus, anunciou que tem voos cancelados até pelo menos final de Março e que actualmente só disponibiliza ligações para 20 destinos.

British Airways adia retoma dos voos para a China para 1 de Abril

10-02-2020 (14h59)

A British Airways, companhia de aviação do IAG que a 29 de Janeiro, em reacção ao surto do novo coronavírus anunciou a suspensão de todos os voos para a China Continental, prolongou agora essa suspensão até 1 de Abril.

Clientes das agências de viagens são reembolsados por cancelamentos de voos para a China em Fevereiro

07-02-2020 (16h19)

As agências de viagens em Portugal vão reembolsar os clientes que, antes do surto do coronavírus, tenho comprado viagens para Macau, Hong Kong e China continental em Fevereiro e as pretendam cancelar, garantiu hoje o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira.

Noticias mais lidas