Turquia ultrapassou pela primeira vez a marca de seis milhões de turistas num mês

03-09-2019 (15h33)

A Turquia teve este Julho, pela primeira vez mais de seis milhões de turistas residentes no estrangeiro num mês, com um total de 6,6 milhões, que representam um aumento em 16,7% ou quase 950 mil em relação ao mês homólogo de 2018.

Dados do Ministério turco da Cultura e do Turismo indicam que o país teve aumentos a dois dígitos de nove dos dez maiores emissores do mês de Julho, com a excepção, a Geórgia a registar um aumento em 9,8%.

O maior emissor foi a Rússia, que foi também o mercado que mais contribuiu para o aumento no mês, com mais 145,4 mil (+16,2%, para 1,04 milhões), seguida pela Alemanha, com mais 107 mil (+14,1%, para 868,3 mil), e pelo Reino Unido, com mais 70,2 mil (+19,8%, para 425 mil).

A Holanda foi o quarto maior emissor do mês de Julho, com 242,3 mil turistas na Turquia, +10,8% ou mais 23,6 mil que há um ano, e seguidamente foi a Ucrânia, com 228,5 mil, em alta de 14,4% ou 28,7 mil.

A informação do Ministério turco especifica que dos 6,6 milhões de turistas estrangeiros recebidos pelo país em Julho, 3,24 milhões são residentes em países europeus, dos quais teve um aumento das chegadas em 18% ou cerca de 495 mil.

De países asiáticos a Turquia recebeu 1,15 milhões de turistas em Julho, com aumento em 14,4% ou quase 146 mil.

Para o conjunto dos primeiros sete meses deste ano, os dados do Ministério turco da Cultura e do Turismo indicam a chegada ao país de 24,69 milhões de turistas não residentes, mais três milhões (+14,1%) que no período homólogo de 2018 e mais 42,5% ou mais 7,3 milhões que nos primeiros sete meses de 2017.

A Rússia é o primeiro emissor, com 15,2% do total, seguida pela Alemanha, com 10,8%, Bulgária, com 5,85%, Reino Unido, com 5,78%, e Irão, com 4,46%.

A Rússia é também o emissor com o maior aumento de chegadas de Janeiro a Julho, inclusive, com mais 476,4 mil (+14,5%), seguida pela Alemanha, com um aumento de 349,1 mil (+15%), pela Bulgária, com aumento de 274,9 mil (+23,5%), pelo Reino Unido, com mais 215,4 mil (+17,8%), e pelo Iraque, com mais 161,9 mil (+28,2%).

 

Clique para mais notícias: Turquia

Clique para mais notícias: Europa



Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Casinos de Macau vão poder voltar a funcionar a partir de dia 20

17-02-2020 (13h56)

O Governo de Macau anunciou hoje que a partir da meia-noite do dia 20 de Fevereiro, os casinos do território, que estão encerrados há cerca de 15 dias devido ao coronavírus, vão poder voltar a funcionar.

CEO da MGM anuncia demissão

13-02-2020 (14h42)

O CEO da MGM Resorts desde 2008, Jim Murren, creditado com a expansão da companhia para a Ásia, com a abertura do MGM Macau em 2007 e do MGM Cotai em 2018, anunciou que vai deixar os cargos actuais, mas só concretizará a demissão quando a empresa tiver um substituto.

Aeroporto de Macau tem centenas de voos cancelados até final de Março

11-02-2020 (15h44)

O Aeroporto Internacional de Macau, na sequência das restrições impostas devido ao surto do coronavirus, anunciou que tem voos cancelados até pelo menos final de Março e que actualmente só disponibiliza ligações para 20 destinos.

British Airways adia retoma dos voos para a China para 1 de Abril

10-02-2020 (14h59)

A British Airways, companhia de aviação do IAG que a 29 de Janeiro, em reacção ao surto do novo coronavírus anunciou a suspensão de todos os voos para a China Continental, prolongou agora essa suspensão até 1 de Abril.

Clientes das agências de viagens são reembolsados por cancelamentos de voos para a China em Fevereiro

07-02-2020 (16h19)

As agências de viagens em Portugal vão reembolsar os clientes que, antes do surto do coronavírus, tenho comprado viagens para Macau, Hong Kong e China continental em Fevereiro e as pretendam cancelar, garantiu hoje o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira.

Noticias mais lidas