easyJet anuncia crescimento em 17% no mercado das viagens de negócios desde 2012

22-01-2019 (17h45)

Foto: easyJet
Foto: easyJet

A easyJet, que foi uma das low cost pioneiras em colocar inventário nos sistemas globais de reservas (GDS) para ter vendas pelas agências de viagens e, assim, aumentar a penetração no mercado das viagens de negócios, anunciou hoje que em 2017/2018 atingiu, pela primeira vez, os 15 milhões de passageiros desse segmento, com um aumento em 17% em relação ao exercício anterior.

A aposta no mercado corporate é uma das prioridades da easyJet, que estima que se trata de segmento que só no Reino Unido vale 40,2 mil milhões de libras (45,5 mil milhões de euros ao câmbios de hoje) e relativamente ao qual considera ter uma oferta comparável à das companhias ‘tradicionais’, mas a preço mais baixo.

A easyJet, que hoje anunciou que no exercício 2017/2018 terminado a 30 de Setembro de 2018 teve um aumento da receita total em 16,8%, atingindo 5.898 milhões de libras (6.676,1 milhões de euros), e o lucro aumentou 17,3%, para 358 milhões (405,2 milhões de euros), especificou que o mercado das viagens de negócios gerou 17% dos seus passageiros, +0,9 pontos que um ano antes.

Esta evolução, acrescenta a informação, está associada à integração do que designa por Tegel, referindo-se à operação no aeroporto de Berlim Tegel, resultante da compra de activos da falida Air Berlin, especificando que sem este efeito a penetração do tráfego de negócios ficaria em 16,3%, “um ligeiro aumento” em relação ao exercício anterior.

A easyJet realça no seu balanço que “o prémio de preço” do segmento de negócios aumentou 14,4%, pela inclusão de Tegel, bem como pelos cancelamentos de outras companhias, provocados designadamente por greves em França, os quais levam a reservas de última hora com yields mais altos, bem como, porque “geram vendas através de canais indirectos”, como sejam as agências de viagens.

A low cost, em mais uma ‘machadada’ no que era o modelo das low cost, anuncia no balanço que, pelo seu interesse no segmento de negócios, irá apostar nomeadamente num “programa de reconhecimento” (leia-se um programa de fidelização, que as low cost tradicionalmente desdenhavam), bem como irá desenvolver produtos específicos e melhorar as funcionalidades dos seus portais.

Neste âmbito, a easyJet que anuncia ter como objectivo atingir a sua “justa quota” de passageiros de negócios em voos intra-europeus, anunciar a criação de um portal para as pequenas e médias empresas poderem fazer as suas reservas mais facilmente, automatizando a facturação e a contratação directa.

Adicionalmente, acrescenta, a easyJet vai ter produtos “mais personalizados”, “incluindo tarifas de negócios e ‘pacotes’”.

A low cost realça ainda que já lançou o seu Flight Club for Business Partners, que é um programa de fidelização exclusivo para os passageiros que fazem mais de 20 voos por ano com a easyJet, e anuncia que o crescimento do número de membros em 2017/2018 foi em 45%, tendo somado mais de 9% do total de passageiros da companhia.

Além do Flight Club a easyJet realça que também tem o easyJet Plus, um programa que cobra uma tarifa anual e promete “privilégios adicionais”.

 

Clique para mais notícias: easyJet

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal é a origem de passageiros para Espanha com aumento mais forte de lugares de avião

20-08-2019 (16h15)

Espanha tem este Agosto +15,5% de lugares de avião em voos de Portugal, que é assim a origem de passageiros com mais forte aumento de lugares no mês, de acordo com uma informação da Turespaña, organismo do Ministério da Indústria, Comércio e Turismo de Espanha.

Coimbra investe 1,2 milhões na requalificação de ruas da Alta histórica da cidade

20-08-2019 (16h13)

Coimbra vai investir 1,2 milhões de euros na requalificação do Largo da Sé Velha, da Rua do Quebra Costas e das Escadas e do Beco da Carqueja, na Alta histórica da cidade, anunciou a autarquia.

SNPVAC “repudia veementemente” serviços mínimos para greve na Ryanair

20-08-2019 (15h44)

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) avançou ontem em comunicado que “repudia veementemente” os serviços mínimos e a fundamentação do Governo para os impor na greve da Ryanair entre 21 e 25 de Agosto.

Dino Parque da Lourinhã chega aos 500 mil visitantes em 19 meses

20-08-2019 (15h35)

O Dino Parque – Parque dos Dinossauros da Lourinhã ultrapassou este mês de Agosto, 19 meses após a sua inauguração, a marca dos 500 mil visitantes, anunciou em comunicado.

RIU Palmeras reabre após investimento de 22 milhões de euros

20-08-2019 (15h02)

A RIU Hotels & Resorts anunciou que reabriu o seu primeiro hotel localizado na Gran Canária, o Riu Palmeras, após uma renovação em que investiu 22 milhões de euros.

Noticias mais lidas