Governo financia cinco projectos turísticos no interior de Portugal

04-01-2018 (16h59)

Cortes do Meio (foto: cm-covilha.pt)
Cortes do Meio (foto: cm-covilha.pt)

O programa de apoio ao investimento Valorizar vai financiar cinco projectos no interior de Portugal, no montante de 1,758 milhões de euros.

Na Covilhã foi aprovado um incentivo de 180 mil euros ao abrigo da Linha de Apoio ao Turismo Acessível para um projecto “que visa melhorar as condições de acessibilidade física e comunicacional do Museu de Arte e Cultura”, segundo um comunicado da Secretaria de Estado do Turismo.

O projecto também prevê a criação de uma experiência multissensorial do espaço expositivo, a adaptação para Braille dos Guias do Museu de Arte Sacra e do Museu de Arte e Cultura, a criação de uma app “Covilhã Acessível – Guia da Cidade” e a implementação de nova sinalética na cidade.

Na aldeia de Alcongosta, no Fundão, foi aprovado um incentivo de 135 mil euros no âmbito da Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior para expansão e modernização do Natura Glamping, na Serra da Gardunha.

Em Idanha-a-Nova foi aprovado um incentivo de 394 mil euros no âmbito da Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior para um “projecto de afirmação de Monsanto enquanto destino turístico qualificado e diferenciado”.

Este projecto para a aldeia de Monsanto prevê a “implementação de um sistema inteligente de gestão do tráfego e do estacionamento que, entre outras funcionalidades, permitirá a gestão do estacionamento dentro da aldeia”.

A Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior também tem previsto um incentivo de 399 mil euros à Associação das Aldeias Históricas para um projecto de “desenvolvimento e promoção da Grande Rota 22, com acções de promoção, sinalização e promoção da mobilidade inter aldeia, de forma a capacitar esta emblemática rota para que possa responder a todas as necessidades de quem a percorre”.

Para a Associação das Aldeias Históricas também foi aprovado um incentivo de 650 mil euros no âmbito da Linha de Apoio à Disponibilização de Redes Wi-Fi, para “promover a disponibilização de redes wi-fi de elevada qualidade nos centros históricos e nos espaços públicos de maior afluxo de turistas no conjunto das doze aldeias históricas”.

O Programa Valorizar aprovou 230 pojectos em um ano.

 

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Bestravel lança solução digital para tratamento de dados e gestão da nova directiva

25-05-2018 (17h12)

A Bestravel anunciou que vai disponibilizar às suas agências de viagens uma solução digital para recolha e tratamento de dados pessoais e para a gestão documental pré-contratual e contratual exigida pela nova Directiva das viagens.

Novo sistema de gestão do espaço aéreo “em princípio, estará completamente operacional em 2021” - NAV

25-05-2018 (17h04)

O presidente da NAV Portugal, Jorge Ponce de Leão, afirmou que o novo sistema de gestão do espaço aéreo deverá estar “completamente operacional em 2021”, antes da entrada em operação do aeroporto do Montijo.

Governo aprova proposta para registo de identificação dos passageiros aéreos

25-05-2018 (16h59)

A proposta de lei que vai permitir às companhias aéreas transmitir dados dos viajantes para um registo de identificação dos passageiros (PNR, na sigla em inglês) como forma de prevenir terrorismo e criminalidade grave foi aprovada pelo Governo.

TAP transporta +19% de passageiros entre Portugal e Espanha e alcança quota de 42,2%

25-05-2018 (16h38)

A TAP reforçou a liderança do transporte aéreo de passageiros entre Portugal e Espanha com um crescimento 16% ou 2,6 pontos mais forte que o mercado no primeiro quadrimestre, o que lhe deu um reforço da quota de mercado em 0,9 pontos, para 42,2%, ainda que tenha baixado no Aeroporto de Madrid, onde a líder é a Iberia que este ano começou a ter também voos de/para o Porto.

Sevilha é a principal rota espanhola da TAP depois de Madrid e Barcelona

25-05-2018 (16h36)

A TAP transportou até Abril 40 mil passageiros em voos de/para Sevilha, o que faz da capital andaluza a primeira origem/destino em Espanha depois das duas grandes metrópoles, Madrid e Barcelona, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, consultados pelo PressTUR.