Governo financia cinco projectos turísticos no interior de Portugal

04-01-2018 (16h59)

Cortes do Meio (foto: cm-covilha.pt)
Cortes do Meio (foto: cm-covilha.pt)

O programa de apoio ao investimento Valorizar vai financiar cinco projectos no interior de Portugal, no montante de 1,758 milhões de euros.

Na Covilhã foi aprovado um incentivo de 180 mil euros ao abrigo da Linha de Apoio ao Turismo Acessível para um projecto “que visa melhorar as condições de acessibilidade física e comunicacional do Museu de Arte e Cultura”, segundo um comunicado da Secretaria de Estado do Turismo.

O projecto também prevê a criação de uma experiência multissensorial do espaço expositivo, a adaptação para Braille dos Guias do Museu de Arte Sacra e do Museu de Arte e Cultura, a criação de uma app “Covilhã Acessível – Guia da Cidade” e a implementação de nova sinalética na cidade.

Na aldeia de Alcongosta, no Fundão, foi aprovado um incentivo de 135 mil euros no âmbito da Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior para expansão e modernização do Natura Glamping, na Serra da Gardunha.

Em Idanha-a-Nova foi aprovado um incentivo de 394 mil euros no âmbito da Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior para um “projecto de afirmação de Monsanto enquanto destino turístico qualificado e diferenciado”.

Este projecto para a aldeia de Monsanto prevê a “implementação de um sistema inteligente de gestão do tráfego e do estacionamento que, entre outras funcionalidades, permitirá a gestão do estacionamento dentro da aldeia”.

A Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior também tem previsto um incentivo de 399 mil euros à Associação das Aldeias Históricas para um projecto de “desenvolvimento e promoção da Grande Rota 22, com acções de promoção, sinalização e promoção da mobilidade inter aldeia, de forma a capacitar esta emblemática rota para que possa responder a todas as necessidades de quem a percorre”.

Para a Associação das Aldeias Históricas também foi aprovado um incentivo de 650 mil euros no âmbito da Linha de Apoio à Disponibilização de Redes Wi-Fi, para “promover a disponibilização de redes wi-fi de elevada qualidade nos centros históricos e nos espaços públicos de maior afluxo de turistas no conjunto das doze aldeias históricas”.

O Programa Valorizar aprovou 230 pojectos em um ano.

 

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

CVC ultrapassou os cinco milhões de passageiros embarcados no primeiro semestre

14-08-2018 (17h56)

O grupo brasileiro CVC Corp, que engloba agências de viagens e operadores turísticos e vende viagens de lazer e corporativas, superou no primeiro semestre os cinco milhões de passageiros embarcados, com um aumento em 30,8% em relação ao período homólogo de 2017.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Apesar da ocupação a cair, subida de preços da hotelaria portuguesa até acelera em Junho

13-08-2018 (17h46)

Os clientes da hotelaria portuguesa pagaram em média este mês de Junho +11% por dormida, ainda que os dados do INE indiquem uma queda da ocupação, tendência que o sector tende normalmente a travar com descidas de preços para estimular a procura.