Meliá abre hotel da marca Innside junto ao Aeroporto de Paris CDG

21-02-2019 (17h37)

Imagem: Meliá Hotels International
Imagem: Meliá Hotels International

A Meliá Hotels International anunciou hoje a abertura do seu primeiro hotel da marca Innside em França, uma unidade de 266 quartos localizada junto ao Aeroporto Internacional de Paris – Charles de Gaulle.

O Innside Paris Charles De Gaulle, que é o sétimo hotel do grupo na capital francesa, tem 266 quartos e dez lofts, um ginásio aberto 24 horas por dia, salas de reuniões “desenhadas para inspirar a criatividade” e o restaurante The Olivine, que “oferece o melhor da cozinha mediterrânica juntamente com a cozinha francesa clássica”, descreve um comunicado.

Os quartos, “de estilo contemporâneo e acolhedor”, incluem roupão de banho, chinelos, máquina de café e um mini-bar gratuito com sumos e outros refrigerantes. Os quartos Superior+, por sua vez, têm frigoríficos da marca Smeg, com “lanches saudáveis e várias bebidas”, bem como um sistema de som de alta qualidade e serviços de streaming.

O exterior Innside Charles De Gaulle, acrescenta o comunicado, foi projectado pelos arquitectos parisienses SCAU, enquanto o design de interiores é do francês Jean-Philippe Nuel, criando assim uma proposta onde “espaços abertos e ao ar livre têm especial protagonismo”.

“Os hóspedes encontrarão o espaço ideal para recarregar as energias antes de continuar a sua viagem, além de trabalhar, exercitar, descansar, até brincar, em amplos espaços perfeitos para reuniões, tanto de negócios como sociais”.

A Meliá destaca que neste hotel não são utilizadas palhinhas de plástico e que os cartões de visita e as bases para copos são feitos de papel reciclado, enquanto a roupa de cama e de banho é feita de algodão orgânico, os sacos de lavandaria são de papel e os cartões de “não incomodar” são de madeira.

O grupo hoteleiro está a investir na expansão da marca Innside, como já havia avançado durante a Feira Internacional de Turismo de Madrid (Fitur) o vice-presidente executivo da Meliá Hotels International, Gabriel Escarrer Jaume (clique para ler: Viana do Castelo, Lisboa e Braga são destinos potenciais para novos hotéis Meliá).

A empresa tem previsto abrir mais 17 hotéis da marca Innside na Ásia, Médio Oriente e Europa, destacando-se no velho continente o Innside Luxemburgo, na Cloche D’Or, e o Innside Prague Old Town, que será o primeiro da Meliá na República Checa.

 

Clique para ver mais: Meliá Hotels International

Clique para ver mais: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hotéis de Lisboa ganham mais em Outubro, por aumentos de preços

06-12-2019 (18h18)

Os hotéis da cidade de Lisboa tiveram aumentos da receita média de quartos por quarto disponível (RevPAR) no mês de Outubro entre 4,1% e 10,4%, de acordo com o Observatório do Turismo da capital, cujos dados evidenciam que a subida foi alavancada nos preços de quartos.

Evok Hotels Collection vai ter hotel de luxo na Gran Vía de Madrid

06-12-2019 (16h04)

A Evok Hotels Collections vai ter o seu primeiro hotel de luxo em Espanha, na Gran Vía em Madrid, num edifício recentemente adquirido pela Zaka Investments.

TAP já ultrapassou o total de passageiros do ano de 2018

06-12-2019 (15h53)

A TAP transportou 15,8 milhões de passageiros entre Janeiro e final de Novembro deste ano, igualando assim o total de 2018, ano em que crescera 10,4% ou 1,5 milhões de passageiros.

TAP cresce 15,7% em Novembro e melhora ocupação dos voos em 2,1 pontos

06-12-2019 (15h50)

A TAP informou hoje que em Novembro, um dos meses mais fracos para as companhias de aviação do hemisfério Norte, teve um crescimento do tráfego medido em passageiros x quilómetros voados (RPK, na sigla do inglês) em 15,7%, conseguindo assim uma melhoria da taxa de ocupação dos voos em 2,1 pontos, mesmo tendo feito um aumento de capacidade em 12,5%.

Contrato de concessão do Castelo de Vila Nova de Cerveira assinado hoje

06-12-2019 (14h28)

O contrato de concessão para transformar o Castelo de Vila Nova de Cerveira num hotel, previsto abrir no final de 2021, foi hoje assinado com o promotor Eurico da Fonseca, o mesmo promotor que desenvolveu o Palácio de São Bento da Vitória, no Porto.

Noticias mais lidas