APAVT ganha para os Açores o congresso das agências de viagens do maior emissor para Portugal

12-10-2016 (14h10)

Pedro Costa Ferreira, APAVT, com Noel josephides e Mark Tanzer, da ABTA (Foto: APAVT)
Pedro Costa Ferreira, APAVT, com Noel josephides e Mark Tanzer, da ABTA (Foto: APAVT)

Ponta Delgada vai sediar em 2017 um dos mais disputados congressos de agências de viagens do mundo, sucedendo a Abu Dhabi, onde hoje foi anunciada a vitória da candidatura da APAVT, com o apoio do Governo Regional dos Açores, à organização da próxima The Travel Convention.

O Congresso da ABTA é, assim, a segunda grande reunião de agências de viagens dos mercados emissores mais relevantes para Portugal que a APAVT capta para Portugal, depois da reunião magna da associação das agências de viagens alemãs, DRV, em Lisboa em 2014.

A ABTA, que de acordo com o seu website conta com 1.200 membros com vendas conjuntas que ascendem a 33,07 mil milhões de libra (33,55 mil milhões de euros ao câmbio de hoje), vai reunir assim a sua Travel Convention de 2017 em Ponta Delgada nos dias 9 a 11 de Outubro.

A vitória da candidatura dos Açores já foi classificada pela APAVT como "uma oportunidade única de promoção desta região e do País no mercado turístico britânico", cujo crédito o presidente da Associação, Pedro Costa Ferreira, partilhou não só com o Governo Regional dos Açores como, também, com a SATA, agentes de viagens e hoteleiros dos Açores.

"O apoio do Governo Regional dos Açores, e em particular o empenho pessoal do Secretário Regional do Turismo e Transportes dos Açores, Vitor Fraga, foi absolutamente determinante para o sucesso desta candidatura, na qual temos vindo a trabalhar há vários meses", declarou Pedro Costa Ferreira, acrescentando de seguida também ter "de destacar o compromisso que a SATA assumiu desde a primeira hora com este projecto, bem como o apoio dos hoteleiros e agentes dos Açores envolvidos num desafio que é, afinal, de todos".

A relevância da ABTA no mercado das viagens britânico foi recentemente atestada por uma pesquisa que indica que cerca de três quartos (73%) dos britânicos reconhece o seu logo e faz "associações positivas" com a sigla.

A pesquisa, realizada pela empresa Arkenford, apontou que 73% dos britânicos consideram essencial que as agências onde reservam as suas viagens sejam membros da ABTA.

 

Clique para mais notícias: APAVT

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Açores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP quadruplica oferta de obrigações para até 200 milhões de euros

14-06-2019 (19h03)

A TAP decidiu multiplicar por quatro o número e valor de obrigações a emitir, no âmbito do empréstimo obrigacionista em curso, passando de 50 milhões de euros para até 200 milhões de euros, foi hoje comunicado ao mercado.

TAP recebe mais três Airbus A330neo e já conta com dez

14-06-2019 (16h58)

A TAP anunciou hoje ter recebido mais três aviões Airbus A330neo e que, assim, já com dez unidades deste avião que diz contribuir “com mais de 24 milhões de euros para a economia portuguesa” e “mais de 600 postos de trabalho para o País”.

Governo português quer mais 50% de turistas brasileiros até 2021

13-06-2019 (15h17)

O Governo português quer que o número de turistas brasileiros que visita o país aumente para 1,5 milhões até 2021, disse à Lusa, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que assim fixou um objectivo de crescimento em 50% deste emissor, que disse continuar a “ser uma aposta estratégica para o turismo português”.

PSP reforça policiamento de praias, transportes públicos e locais turísticos no Verão

13-06-2019 (14h52)

A PSP vai reforçar o policiamento das zonas balneares, transportes públicos e locais turísticos a partir de sábado, no âmbito da operação "Verão seguro 2019", que se prolonga até 15 de Setembro, indicou hoje aquela polícia.

Banco de Portugal prevê “abrandamento” das exportações de turismo em 2020-21

12-06-2019 (17h05)

O Banco de Portugal avançou hoje a previsão de um abrandamento das exportações de turismo em 2020-21, “num contexto de recuperação de alguns destinos concorrentes”.

Noticias mais lidas