Azul lança tarifas sem bagagem para Portugal e Estados Unidos

04-09-2019 (12h03)

A companhia de aviação brasileira Azul lançou novas famílias tarifárias para os seus voos para Portugal e Estados Unidos, incluindo uma tarifa sem transporte de bagagem de porão incluído.

As novas tarifas Azul, Mais Azul, Azul Super e Azul Business entraram em vigor ontem, dia 3 de Setembro.

A opção "Azul" inclui uma bagagem de mão, não inclui bagagem de porão, e requer suplementos de 20 dólares para marcação de assento, 60 dólares para viajar em cabina Economy Xtra e 200 dólares para alterações, cancelamentos e reembolsos.

A tarifa "Mais Azul" inclui bagagem de mão, bagagem de porão e marcação de assentos, e requer suplementos de 50 dólares para viajar em cabina Economy Xtra e 175 dólares para alterações, cancelamentos e reembolsos.

Os passageiros que reservarem voos com tarifa "Azul Super" têm direito ao transporte de uma bagagem de mão, duas peças de bagagem de porão, marcação de assento e lugar em cabina Economy Xtra, sendo que para alterações, cancelamentos e reembolsos são cobrados 150 dólares.

A tarifa "Business inclui uma bagagem de mão, três peças de bagagem de porão, marcação de assento e um custo de 200 dólares para alterações, cancelamentos e reembolsos.

A informação da companhia aérea indica que as mesmas famílias tarifárias e condições estarão disponíveis em emissões realizadas em bilhetes da Azul "577" para voos em code-share (AD) ou interline.

Os clientes do programa de fidelização "TudoAzul" de categoria "Topázio" beneficiam do transporte de uma bagagem de porão, enquanto os "Safira" têm direito a duas e os "Diamente", três peças, nenhum dos quais acumulativo com as bagagens incluídas nas tarifas "Mais Azul" e "Azul Super".

Para comprar o transporte de bagagem antecipadamente através do site, da app e do call center da Azul tem um custo de 50 dólares para a primeira peça de bagagem, 100 para a segunda, 120 para a terceira e o mesmo valor para a quarta e a quinta.

Para comprar no aeroporto são 100 euros pela primeira peça, 120 euros pela segunda e 150 euros por cada uma das seguintes, até cinco.

 

Clique para ver mais: Azul

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas