Banco de Portugal revê balança turística em alta de 2,1 mil milhões de euros desde 2013

18-10-2019 (13h14)

O Banco de Portugal publicou ontem novos valores de receitas e gastos turísticos para os 79 meses desde 1 de Janeiro de 2013, numa revisão que ‘acrescenta’ 2.136 milhões de euros ao saldo entre gastos de turistas estrangeiros no país e gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro.

A análise do PressTUR aos novos dados publicados pelo banco central indica que esse aumento do saldo é mais por diminuição do total atribuído a gastos de portugueses em turismo no estrangeiro, que aumenta 1.165,39 milhões de euros em relação à informação divulgada há um mês, enquanto o aumento da rubrica de gastos de turistas estrangeiros no país é de 970,61 milhões de euros.

O ano de 2017 é aquele em que  revisão dos dados dá um maior aumento do saldo, com uma subida de 597,50 milhões de euros, por um aumento do valor de gastos de turistas estrangeiros no país em 397,03 milhões, fixando-se em 15.550,38 milhões, em simultâneo com uma diminuição do montante de gastos de turistas portugueses no estrangeiro em 200,46 milhões, para 4.092,24 milhões.

Com revisões acima dos 400 milhões estão também os saldos dos anos de 2015 (mais 433,66 milhões) e 2016 (mais 415,29 milhões).

A revisão de 2015 decorre de um aumento para a rubrica de gastos de turistas estrangeiros no país em 154,12 milhões, para 11.605,22 milhões, e uma redução da verba dos gastos de portugueses em turismo no estrangeiro em 279,56 milhões, para 3.332,58 milhões.

A revisão dos dados relativos ao ano de 2016 inclui mais 130,84 milhões de euros gastos de turistas estrangeiros no país, somando um total de 12.811,40 milhões, e menos 284,42 milhões de gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro, que ficam em 3.565,50 milhões.

As outras revisões de maior monta são relativas a 2018 e este ano.

Os novos dados do banco central aumentam em 226,12 milhões de euros o montante de gastos de turistas estrangeiros em Portugal no ano de 2018, para 16.840,10 milhões, e baixam em 41,63 milhões os gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro, para 4.662,72 milhões.

A revisão dos dados relativos aos primeiros sete meses deste ano dá um aumento do saldo favorável a Portugal em 252,25 milhões de euros, por contabilizar mais 264,86 milhões de gastos de turistas estrangeiros no país, que sobem assim para 9.635,13 milhões, enquanto para os gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro há uma subida de 12,63 milhões, para 3.017,49 milhões.

Para o ano de 2014 a revisão inclui menos 109,73 milhões de euros de gastos de turistas estrangeiros no país e menos 190,94 milhões de gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro, que ficam respectivamente em 10.284,19 milhões e em 3.127,31 milhões.

A revisão relativa ao ano de 2013 reduz em 92,63 milhões os gastos de turistas estrangeiros em Portugal, que ficam em 9.156,99 milhões, e uma diminuição dos gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro em 181,01 milhões, para 2.938,69 milhões.

A revisão relativa a este ano tem as maiores alterações nos dados relativos ao mês de Julho, com um aumento dos gastos de turistas estrangeiros em Portugal em 253,93 milhões, para 2.274,98 milhões, e também um aumento nos gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro em 130,80 milhões, para 634,97 milhões, que é um novo máximo mensal, superior inclusivamente ao do mês de Agosto (626,92 milhões).

 

Clique para mais notícias: Balança portuguesa das Viagens e Turismo

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pilotos de aviões B767-300 da euroAtlantic certificados para voar para Madeira

15-11-2019 (11h35)

A companhia de aviação euroAtlantic anunciou que os pilotos dos seus aviões B767-300ER já estão certificados para voar para a Madeira.

Secretária de Estado do Turismo vai trabalhar para um sistema fiscal mais justo

15-11-2019 (10h16)

A secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, garantiu na abertura do 45º Congresso da APAVT que vai trabalhar para conseguir “um sistema fiscal mais justo que possa potenciar maior investimento”.

“Não creio que tenhamos chegado já a um entendimento” com a TAP, presidente da APAVT

14-11-2019 (20h25)

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, considera que as agências de viagens e a TAP ainda não chegaram a um entendimento e precisam de procurar soluções “que respeitem” os dois lados em matérias como o novo modelo de distribuição da companhia aérea.

APAVT ‘desafia’ nova secretária de Estado do Turismo para “redesenhar” a estratégia para os próximos dez anos

14-11-2019 (19h42)

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, ‘desafiou' hoje a nova secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, presente na sessão de abertura do 45º Congresso da Associação, a decorrer no Funchal, a contribuir "para o redesenhar de toda uma estratégia para os próximos dez anos".

Recuperar a SATA “parece uma tarefa inacessível”, Pedro Costa Ferreira

14-11-2019 (19h35)

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, afirmou que recuperar a confiança na operação da SATA, “de cujo percurso, dir-se-ia, pior seria impossível”, parece ser “uma tarefa inacessível a simples humanos”.

Noticias mais lidas