Plano de Investimentos prevê 102ME para a Via Navegável do Douro

16-01-2019 (18h35)

A melhoria das condições de navegabilidade e de segurança do rio Douro tem dedicados 102 milhões no Plano Nacional de Investimentos (PNI) 2030, de acordo com o documento do Governo.

O investimento, a aplicar entre 2021 e 2030, visa, de acordo com o PNI, “criar condições para que a Via Navegável do Douro seja uma via de excelência, fluida e leve, indutora de criação de valor e desenvolvimento sustentável, integrada na Rede Logística e do Turismo da fachada Atlântica da Península Ibérica”.

O objectivo do projecto é “melhorar as condições de navegabilidade, de segurança e de desempenho operacional através da implementação da fase três da Via Navegável do Douro 2020 - Douro's Inland Waterway 2020, que inclui sinalização a montante do estuário, a reabilitação das cinco eclusas e do cais de espera das mesmas e a correcção do canal navegável do rio Douro nos troços Cotas-Valeira e Saião-Pocinho.

De acordo com o PNI, pretende-se ainda “desenvolver as infra-estruturas portuárias mediante a reabilitação dos cais acostáveis e da criação de novas estruturas de apoio ao movimento de passageiros, mercadorias e outros recursos, visando dar resposta ao crescente movimento de passageiros e ao potencial crescimento de movimentação de mercadoria”.

O projecto prevê também um 'upgrade' do sistema de comunicações - River Information Service (RIS)- para reforçar a segurança nesta via.

Trata-se de um investimento “público tradicional” que será executado também com recurso “à iniciativa privada”.

Em Julho de 2015, quando a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) apresentou o Via Navegável do Douro (VND) – Douro’s Inland Waterway 2020, salientou que o objectivo do projecto era “potenciar o transporte de mercadorias e permitir que o rio seja utilizado 24 horas por dia”.

O “Douro’s Inland Waterway” pretende transformar o Douro “numa via segura, com boas rotas de navegação comercial, ao nível das melhores auto-estradas fluviais da Europa”.

A Via Navegável do Douro, que desce de Barca de Alva até ao Porto, atrai cada vez mais turistas. Em 2017, a via atingiu um máximo histórico de 1,2 milhões turistas transportados.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Receitas turísticas portugueses aguentam crescimento médio este ano em 7,7%

18-10-2019 (14h37)

Passados os meses de Julho e Agosto, os mais fortes do turismo em Portugal, as receitas turísticas portugueses, que são os gastos de turistas estrangeiros no país, mantêm o crescimento médio em 7,7%, que significa um aumento de 897,62 milhões de euros.

Gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro sobem 17,8% em Agosto

18-10-2019 (14h34)

O Banco de Portugal contabilizou 626,92 milhões de euros de gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro, o que representa um aumento em 17,8% ou 94,71 milhões de euros relativamente ao montante de Agosto de 2018 depois de revisto pelo banco central em alta de 82,28 milhões.

Presidente da TAP descarta voos directos para a China “num futuro imediato”

18-10-2019 (13h38)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, descartou a hipótese de a companhia fazer voos directos de Portugal para a China "num futuro imediato", apesar do crescimento de turistas daquele país asiático.

Banco de Portugal revê balança turística em alta de 2,1 mil milhões de euros desde 2013

18-10-2019 (13h14)

O Banco de Portugal publicou ontem novos valores de receitas e gastos turísticos para os 79 meses desde 1 de Janeiro de 2013, numa revisão que ‘acrescenta’ 2.136 milhões de euros ao saldo entre gastos de turistas estrangeiros no país e gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro.

Presidente da República espera dar posse a todo o Governo na quarta-feira

17-10-2019 (14h11)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou hoje que espera dar posse a todos os membros do XXII Governo ao final da manhã de quarta-feira, dia 23, contando que a Assembleia da República se reúna na véspera.

Noticias mais lidas