Reinvenção do turismo requer “sinergia com outros sectores” – Marcelo Rebelo de Sousa

17-11-2016 (17h57)

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, salienta numa mensagem ao 28º Congresso da AHP que "2016 é um ano histórico para o turismo português", mas reconhece a existência de desafios, que podem ser superados trabalhando "melhor em rede" e "em sinergia com outros sectores".

A mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa, lida aos participantes do Congresso da AHP pela presidente da direcção executiva da Associação, Cristina Siza Vieira, enfatiza que “2016 é um ano histórico para o turismo português”, com números “francamente positivos”.

Contudo, o presidente da República defende que “o mais importante é assegurar que não se trata de um epifenómeno, fortalecendo as bases para um crescimento a ritmo forte e sustentado em todo o território nacional e em todas as épocas do ano”.

Na sua perspectiva, “a solução passa pela aposta na diferenciação, na qualidade, na formação, na inovação, na promoção do património natural e cultural” e “o desafio da subida na cadeia de valor e da reinvenção deste sector passa por funcionarmos melhor em rede, em sinergia com outros sectores da economia e sociedade e com uma visão estratégica para o turismo e para a cultura - não só devido ao peso crescente do turismo no produto interno bruto e nas exportações, mas também pelo efeito na auto-estima do Povo e no maior orgulho nos produtos e serviços feitos em Portugal”.

A mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa alerta os participantes do Congresso de que, apesar dos “motivos para estarmos confiantes no futuro”, os “dados positivos até agora conhecidos dão-vos uma responsabilidade acrescida para que o aumento da receita se traduza em melhoria contínua na gestão, na formação e ainda melhor serviço”.

“Essa responsabilidade está aliada a um agradecimento institucional a todos vós”, prossegue a mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa, dirigindo-se aos “agentes económicos e sociais que investem e trabalham no sector do turismo [e que] têm uma forte responsabilidade na maior notoriedade da imagem do País”, o que “deve ser destacado pelo Presidente da República e por todos os que servem Portugal”.

 

O PressTUR participa no 28º Congresso Nacional da AHP a decorrer nos Açores a convite da Associação

 

Ver também:

Hotéis têm que passar a ser “mais donos do seu negócio” – AHP

AHP reclama falta de fiscalização da ASAE

Francisco Calheiros prevê “retracção no consumo interno” com aumento dos impostos indirectos previsto no OE 2017

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: AHP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP convida agentes de viagens para apresentar novos destinos e NewGen ISS da IATA

19-07-2019 (17h24)

A TAP agendou para a próxima semana três apresentações para agentes de viagens, em Lisboa, Leiria e Porto, nas quais tem programado apresentar os seus novos destinos e esclarecer dúvidas sobre o NewGen ISS da IATA.

Startup Lisboa abre candidaturas para programa de aceleração From Start-To-Table

19-07-2019 (15h20)

A incubadora de empresas Startup Lisboa tem a decorrer até 15 de Setembro as candidaturas para a 2ª edição do programa de aceleração From Start-To-Table, destinada a projectos do setor da restauração.

Plano estratégico da TAP “não está comprometido, está reafirmado”, Antonoaldo Neves

19-07-2019 (12h25)

O plano estratégico da TAP “não está comprometido, está reafirmado”, disse o presidente executivo da companhia, Antonoaldo Neves, remetendo para os accionistas a análise da satisfação com os seus resultados.

CEO da TAP diz que ‘fake news’ sobre aviões A330neo “não têm afectado” as vendas

19-07-2019 (11h59)

“As ‘fake news’ sobre esse avião começaram há muito tempo e felizmente não têm afectado a venda de passagens, porque na ‘media’ mundial não saem”, disse o presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, a propósito das indisposições a bordo dos aviões A330neo da companhia.

TAP tem “65% do volume de combustível protegido”, Antonoaldo Neves

19-07-2019 (11h39)

A TAP tem actualmente “65% do volume de combustível protegido” das variações do preço do petróleo, afirmou o presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves.

Noticias mais lidas