Rentabilidade dos operadores volta a estar ameaçada, José Manuel Antunes, director-geral da Sonhando

03-06-2016 (16h35)

"Em termos de volume de vendas, sim. Em termos de rentabilidade, temo que não" - é a análise do mercado da operação turística avançada ao PressTUR pelo director-geral da Sonhando, José Manuel Antunes, que se queixa designadamente da concorrência de ‘operadores espanhóis'... "que só lixam as margens".

O que está em causa é um ciclo conhecido do mercado — oferta a mais que leva a queda de preços e, consequentemente, das margens dos operadores bem como das agências de viagens, que auferem comissões menores quando se trata de promoções.

A questão não é haver promoções para esgotar algumas partidas, porque é sempre melhor que deixar lugares vazios. A questão é quando essas promoções surgem cedo no início do período de vendas e vão determinar o preço médio de toda a operação.

De acordo com José Manuel Antunes, que tinha considerado positivos os últimos anos em resultado de uma adequação da oferta à procura, retirando do mercado a premência de promoções destruidoras de valor, 2016 arrisca ser uma interrupção nesse ambiente.

E no caso da sua operação mais importante, Cuba, em que este ano tem ‘a companhia’ da Jolidey, do grupo Barceló, cuja área de operação turística é liderada pelo fundador da falida Orizonia, Gabriel Subías, José Manuel Antunes comenta: “Cuba está bom, embora o preço médio e a margem estejam a baixar bastante em relação ao ano anterior, em consequência da concorrência que há, que de facto não é agradável”.

“Mas em termos de ocupação está excelente. A procura de Cuba mantém-se intacta, até um bocado maior”, acrescentou.

A Sonhando recomeçou os charters de Portugal para Cuba em 2014, com um voo semanal para Cayo Coco, e no ano passado acrescentou Varadero.

Este ano, o operador começou por manter esse perfil de oferta, mas entretanto o operador Jolidey avançou com o anúncio de um voo semanal também para Varadero, o que elevaria a oferta semanal de lugares para mais de 600, o que nem sequer foi atingido nos melhores anos de vendas, além de que esse total era sem contar com o voo de Cayo Coco.

A solução foi juntar as suas operações para Varadero e assim minimizar risco (para ler mais clique: Sonhando e Jolidey ‘casam’ charters para Cuba).

 

Ver também:

Sonhando & parceiros já têm garantidos quase 2.500 clientes para Cuba

Charters para Porto Santo repetem êxito de 2015

Rentabilidade dos operadores volta a estar ameaçada, José Manuel Antunes, director-geral da Sonhando


Clique para mais notícias: Sonhando

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP quadruplica oferta de obrigações para até 200 milhões de euros

14-06-2019 (19h03)

A TAP decidiu multiplicar por quatro o número e valor de obrigações a emitir, no âmbito do empréstimo obrigacionista em curso, passando de 50 milhões de euros para até 200 milhões de euros, foi hoje comunicado ao mercado.

TAP recebe mais três Airbus A330neo e já conta com dez

14-06-2019 (16h58)

A TAP anunciou hoje ter recebido mais três aviões Airbus A330neo e que, assim, já com dez unidades deste avião que diz contribuir “com mais de 24 milhões de euros para a economia portuguesa” e “mais de 600 postos de trabalho para o País”.

Governo português quer mais 50% de turistas brasileiros até 2021

13-06-2019 (15h17)

O Governo português quer que o número de turistas brasileiros que visita o país aumente para 1,5 milhões até 2021, disse à Lusa, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que assim fixou um objectivo de crescimento em 50% deste emissor, que disse continuar a “ser uma aposta estratégica para o turismo português”.

PSP reforça policiamento de praias, transportes públicos e locais turísticos no Verão

13-06-2019 (14h52)

A PSP vai reforçar o policiamento das zonas balneares, transportes públicos e locais turísticos a partir de sábado, no âmbito da operação "Verão seguro 2019", que se prolonga até 15 de Setembro, indicou hoje aquela polícia.

Banco de Portugal prevê “abrandamento” das exportações de turismo em 2020-21

12-06-2019 (17h05)

O Banco de Portugal avançou hoje a previsão de um abrandamento das exportações de turismo em 2020-21, “num contexto de recuperação de alguns destinos concorrentes”.

Noticias mais lidas