Turismo de Portugal leva menos três startups que há ano a participar em feiras internacionais

01-08-2018 (16h41)

Foto: Fitur
Foto: Fitur

O Turismo de Portugal seleccionou após um concurso 17 startups para integrar a sua participação em feiras internacionais de turismo nos próximos meses, menos três empresas que há um ano.

O objectivo de apoiar a participação das startups nas feiras internacionais de turismo é “afirmar Portugal como um pólo de referência internacional na inovação, no empreendedorismo e na produção de bens e serviços para o turismo”, de acordo com o instituto.

As startups seleccionadas vão participar na ABAV (São Paulo), WTM (Londres), Vakantiebuers (Utrecht), FITUR (Madrid) e ITB (Berlim).

Foram seleccionadas as empresas CORKSUP – Turismo e Animação, Portugal Farm Experience, Optishower, (Temptation Keeper), Infraspeak, Globestamp, Once Upon a Trip, Strayboots (Explore & Hunt, SA), ATB – Ana Bespoke Tours, Hotelvoy (Cjpi Trading), Social Impactrip, Portuguese Table, Upstream – Valorização do Território, XN Lifestylegroup, Hijiffy (Horizon Behaviour), GHOTW, Live Eletric Tours e Secret City Trails.

No ano passado, o Turismo de Portugal anunciou em Outubro a selecção de 20 empresas para participar nas feiras WTM – Londres, IBTM – Barcelona, Vakantiebeurs – Utrecht, FITUR – Madrid e ITB – Berlim.

Desde 2016, de acordo com o instituto, “foram já 56 as startups a marcar presença nas feiras internacionais de turismo da Europa, Brasil e Rússia, onde o Turismo de Portugal teve stand próprio”.

O Turismo de Portugal “pretende assim apoiar o desenvolvimento dos recursos, das capacidades e da estratégia das empresas turísticas com elevado potencial de exportação e inovação, criando oportunidades de penetração nos mercados externos e minimizando alguns dos obstáculos directamente associados ao processo de promoção internacional”.

 

Clique para ver mais: Portugal

Clique para ver mais: Feiras&Eventos

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas