Casas do Coro reúnem conforto e simplicidade num ambiente requintado (1)

02-12-2009 (12h43)

Uma das satisfações que um hoteleiro deverá sentir é saber que os seus clientes se sentem como se estivessem em sua casa e nas Casas do Coro, localizadas em Marialva, no distrito da Guarda, os proprietários atingiram esse objectivo juntando a comodidade, o requinte e a simplicidade num só espaço, fazendo com que os clientes queiram sempre lá voltar.

 

Esse será talvez uma dos melhores cumprimentos que se poderão fazer a esta unidade de turismo rural que faz parte do portfolio da cadeia de hotéis independentes Arteh.

Paulo Romão e Carmen Sampaio, proprietários das Casas do Coro fizeram a recuperação das casas em granito e conseguiram uma simbiose entre o conceito de hotelaria enquanto negócio e o prazer de fazer com que os clientes se sintam verdadeiramente em casa, com a pequena diferença que ali, possivelmente terão mais mimos.

 

 

A forma como os clientes são tratados, a decoração, pormenores como deixar livros “estrategicamente espalhados” nos quartos e casas e ambientadores, a comida caseira sem deixar de ser bem apresentada e original, muito gostosa e bem portuguesa, contribuem para sentir o conforto que podemos ter em casa.

A unidade está a 800 metros de altitude e é composta por sete casas que totalizam 23 quartos mas a ideia é ampliar a oferta até aos 30 quartos e fazer um SPA, para o qual já têm projecto aprovado e cujas obras irão ser feitas sustentadamente, revelou Paulo Romão.

O hotel já funciona há nove anos e abriu no ano passado a casa da Torre e o próximo passo da ampliação da oferta é mais uma casa com dois quartos, vocacionados para os casais com filhos.

Os regimes de gestão de alojamento estão adaptados a várias filosofias. O aluguer é feito por casa ou por quarto mas nunca os quartos das casas são alugados em separado para não misturarem clientes que não se conhecem na mesma casa.

As Casas da Pipa e de São Pedro por exemplo, tem respectivamente quatro e três quartos e cada uma tem uma suite que pode ser alugada separadamente do resto casa porque tem uma entrada independente.

As casas têm lareira, cozinha equipada, aquecimento central e ar condicionado e todos os quartos têm casa de banho privativa.

 

 

Tudo foi cuidado com o máximo de requinte e bom gosto, assim o cliente ao deitar-se na sua cama, os lençóis serão de algodão egípcio e terá no seu quarto mimos como uma garrafa de vinho do Porto e uma tablete de chocolate.

Actualmente, além do salão com a lareira, onde os clientes podem entreter-se com jogos de mesa, televisão ou a ler, as Casa do Coro tem um pequeno espaço com um jacuzzi e sauna e uma piscina.

A área do jacuzzi, onde os clientes podem ouvir música, um elemento constante em todas as áreas da unidade, tem uma grande janela que aberta proporciona uma vista magnífica.

O pequeno-almoço é uma perdição para quem não quer ganhar peso. Os bolos e compotas caseiras, o pão, fazem com que o mais disciplinado queira fugir à sua dieta e experimentar tudo.

Os jantares funcionam por reserva e ali podemos deliciar-nos com um folhado de espargos com doce de pêssego e aguardente velha como entrada, a bola de azeitonas, a potente sopa de São João, um rolo de bacalhau com puré tosco de verduras, ou uma vitela mirandesa com redução de vinho do porto., entre outras sugestões, igualmente deliciosas. 

 

 

Na decoração, tanto nos quartos, casas e áreas públicas, sobressaem as relíquias e outros objectos que vão sendo adquiridos nas viagens e incursões do casl Paulo Romão e Carmen Sampaio.

Quem vai até Casas do Coro para descansar não fica com as suas expectativas goradas. Descansa mesmo e pode aproveitar o tempo para estar na piscina, na área de chill-out a ler um livro (mesmo que não tenha nenhum, não faltam exemplares nas casas) ou simplesmente relaxar e ouvir o som da natureza debaixo de uma oliveira ou amendoeira.

A viagem desde Lisboa até às Casas do Coro demora cerca de quatro horas e para alguns talvez seja um elemento desfavorável, uma vez que poderá ficar “fora do caminho”, mas essa é talvez a sua grande mais-valia transformando-o num local exclusivo.

As Casas do Coro são com certeza um dos segredos mais bem guardados do Turismo em Espaço Rural português.

 

 

Continua em:

Passeio no Douro e uma Aldeia Histórica

a não perder

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Oceanário de Lisboa atingiu ontem um novo recorde diário de visitantes

12-12-2011 (21h37)

O Oceanário de Lisboa atingiu ontem um novo recorde de visitantes num só dia, beneficiando ter sido a “prenda de Natal” para 10,7 mil colaboradores da Volkswagen AutoEuropa e seus familiares.

Restaurante do Altis Belém tem nova carta e estreia menu de degustação de Trufa Negra

12-12-2011 (15h44)

O Restaurante Feitoria do Altis Belém Hotel & Spa, que conquistou este ano uma estrela Michelin, acaba de lançar a nova carta para a temporada de Inverno, “inspirada nos sabores fortes da terra”, que integra, pela primeira vez, um menu de degustação de Trufa Negra.

Hilton abre Hilton Nanjing Riverside à beira do Yangtze

12-12-2011 (09h45)

O Hilton Hotels & Resorts anunciou a abertura da segunda unidade em Nanjing, China, em menos de um mês. O novo Hilton Nanjing Riverside situa-se à beira do rio Yangtze e a sete quilómetros do bairro financeiro da cidade.

Ô Hotels & Resorts contrata gerente de vendas internacionais

10-12-2011 (18h17)

A cadeia hoteleira Ô Hotels & Resorts está a contratar um international hotel sales manager.

EV Viagens contrata técnica de turismo

10-12-2011 (18h15)

A EV Viagens, agência de Macedo Cavaleiros, Bragança, “ligada ao grupo Orizonia”, está a contratar uma técnica de turismo.

Noticias mais lidas