Espanhóis, portugueses, franceses e italianos são os turistas que mais visitam Caves Cálem

08-09-2009 (13h44)

Número de visitantes duplica desde 2005

As seculares caves de vinho do Porto da Cálem, em Vila Nova de Gaia, duplicaram o número de visitantes entre 2005 e 2008, tendo chegado no ano passado a 135 mil, mais de 80% deles estrangeiros, com predominância de espanhóis, franceses, italianos e britânicos.




A Cálem, que hoje assinala o aniversário da remodelação destas instalações, no ano de 2003, salienta em comunicado que desde então já recebeu 600 mil visitantes e que não só tem mantido uma tendência de crescimento do número de visitantes, como o próprio perfil dos visitantes se tem modificado.
“De um público maioritariamente português, testemunha-se uma crescente internacionalização, com visitantes que chegam dos mais diversos cantos do mundo. Espanha, França, Itália e Reino Unido são as proveniências mais recorrentes, com os países asiáticos e os países da Europa de Leste a conquistarem cada vez mais expressão”, diz a empresa em comunicado.
De acordo com informações da empresa ao PressTUR, o mercado espanhol foi o mais numeroso no ano passado, tendo representado 21,7% do total de visitantes, o que equivale a cerca de 30 mil.
Os visitantes portugueses formaram o segundo contingente mais numeroso, com 17,8% do total, o que por sua vez indica que os visitantes internacionais representaram 82,2%, o que equivale a mais de 110 mil.
Entre estes mercados internacionais, depois dos espanhóis vêm os franceses, com 14,9% do total de visitantes, os italianos, com 13,3%, e os britânicos, com cerca de 3%.
Estes dados referem-se apenas às visitas da Cálem, da Sogevinus Fine Wines, que também conta com uma loja da Kopke, que fonte da empresa disse ser um espaço vocacionado para um público mais premium, com um atendimento mais personalizado.
Incluindo este espaço, de acordo com a mesma fonte, o número de visitantes em 2008 elevou-se a cerca de 150 mil.
Um comunicado da Cálem destaca que nas visitas às suas caves os turistas têm a assisti-los uma equipa profissional e especializada que proporciona visitas guiadas em português, espanhol, francês, inglês, italiano, alemão e russo.



As visitas começam pelo museu e “para os mais tecnológicos, existe ainda a possibilidade de mergulhar no universo Cálem através de uma visita virtual, no ‘Balseiro Multimédia’”.
“Entre histórias e memórias, encanta-se com a génese da Cálem, viaja até ao berço do Vinho do Porto – o Alto Douro Vinhateiro (Património Mundial da Humanidade desde 2001) - descobre as particularidades que caracterizam os estilos deste precioso néctar e, no final, é brindado com uma degustação na sala de provas, onde poderá comprovar o estatuto de referência mundial conferido ao Vinho do Porto Cálem”, descreve o comunicado.
A informação destaca ainda que “além da localização numa das zonas mais bonitas e emblemáticas de Vila Nova de Gaia, com vista para a histórica Ribeira do Porto, as caves Cálem são o local ideal para organizar reuniões, exposições, congressos, jantares ou casamentos”, dispondo de “modernas e requintadas instalações, equipadas com as mais recentes tecnologias e com salas com capacidade até 200 pessoas”.
A empresa refere, aliás, que “as caves Cálem têm sido o cenário escolhido para diversas apresentações de vinhos, cursos e workshops temáticos, provas especiais de vinhos do Porto, aberturas a fogo de Vintages, eventos de empresas, provas de vinhos especiais, cocktails, almoços, jantares, concertos musicais, exposições, entre outras iniciativas” e salienta que, “como reconhecimento da excelência e qualidade, em 2006 as Caves Cálem foram distinguidas
com o prémio “Best of Wine Tourism”, na categoria Arquitectura, promovido pela Great Wine Capitals” e no ano passado “voltaram a brilhar, arrecadando o galardão “Wine Tourism Services”, atribuído pela mesma entidade”.
O comunicado assinala ainda que no primeiro semestre deste ano o seu vinho do Porto “Velhotes”, descrito como “ícone da marca Cálem”, conquistou a liderança do mercado português, atingindo uma quota de 20%.
“Além da sólida aposta no enoturismo, a Cálem reforçou afincadamente a sua presença na actividade vitivinícola nos últimos cinco anos, tornando-se numa das maiores Casas do sector, com cerca de quatro milhões de garrafas vendidas”, diz a informação, na qual a Sogevinus Fine Wines, detida a 100% pela Caixa Nova, da Galiza.
A empresa também assinala a sua progressão nos mercados internacionais, que aponta como uma das prioridades, referindo que actualmente está presente em mais de 45 países, com Dinamarca, Suíça, Holanda, Espanha, República Checa, Angola e Alemanha a cotarem-se em 2008 como os principais clientes.

Clique para mais: Porto e Norte de Portugal
Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Oceanário de Lisboa atingiu ontem um novo recorde diário de visitantes

12-12-2011 (21h37)

O Oceanário de Lisboa atingiu ontem um novo recorde de visitantes num só dia, beneficiando ter sido a “prenda de Natal” para 10,7 mil colaboradores da Volkswagen AutoEuropa e seus familiares.

Restaurante do Altis Belém tem nova carta e estreia menu de degustação de Trufa Negra

12-12-2011 (15h44)

O Restaurante Feitoria do Altis Belém Hotel & Spa, que conquistou este ano uma estrela Michelin, acaba de lançar a nova carta para a temporada de Inverno, “inspirada nos sabores fortes da terra”, que integra, pela primeira vez, um menu de degustação de Trufa Negra.

Hilton abre Hilton Nanjing Riverside à beira do Yangtze

12-12-2011 (09h45)

O Hilton Hotels & Resorts anunciou a abertura da segunda unidade em Nanjing, China, em menos de um mês. O novo Hilton Nanjing Riverside situa-se à beira do rio Yangtze e a sete quilómetros do bairro financeiro da cidade.

Ô Hotels & Resorts contrata gerente de vendas internacionais

10-12-2011 (18h17)

A cadeia hoteleira Ô Hotels & Resorts está a contratar um international hotel sales manager.

EV Viagens contrata técnica de turismo

10-12-2011 (18h15)

A EV Viagens, agência de Macedo Cavaleiros, Bragança, “ligada ao grupo Orizonia”, está a contratar uma técnica de turismo.

Noticias mais lidas